Filipe Albuquerque descontraído para Daytona

O piloto de Coimbra, que venceu a mítica prova americana à geral em 2021, está determinado em repetir o feito e arrancar o ano da melhor forma possível.

(auto.look2010@gmail.com)

Filipe Albuquerque vai ter Ricky Taylor, Alexander Rossi e Will Stevens como companheiros de equipa na Wayne Taylor Racing nas emblemáticas 24 Horas de Daytona a ter lugar a 29 e 30 de Janeiro de 2022.

Agora que está mais adaptado ao Acura, o piloto de Coimbra acredita que «a época nos vai correr ainda melhor para atingir o título e, para isso, é começar a vencer já em Daytona», sublinhou Filipe Albuquerque que já hoje “mergulhou” no asfalto para o teste de preparação para a prova com todos os pilotos em pista e que se prolonga até domingo.

Para Filipe Albuquerque, que se desdobrou hoje em inúmeras tarefas onde não se esquivou às inevitáveis entrevistas, afirmou que «Daytona é o pontapé de saída para o arranque do Campeonato, naquela que é a prova mais difícil do ano, mas também a mais desejada pela maioria dos pilotos e aquela que leva o desafio aos limites».

«Espero começar como em Janeiro de 2021, a ganhar! Depois de perdermos o campeonato por meio segundo, não vamos dar tréguas a ninguém. Queremos ganhar, ganhar», confidenciou Filipe Albuquerque.

O piloto português, vencedor da edição 2018 e 2021 da prova, está entusiasmado com a aproximação da corrida e enfrenta-a como se fosse a sua primeira participação. A confiança e determinação de quem sabe o que lhe espera é o mote para o fim-de-semana que prepara o embate final a 29 e 30 Janeiro. Ao volante do Acura da Wayne Taylor Racing e a partilhar a condução com Ricky Taylor, Alexander Rossi e Will Stevens, o piloto de Coimbra quer entrar desde cedo com o pé direito.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.