Filipe Albuquerque deixou escapar o título nos EUA

Piloto de Coimbra sagrou-se em Road Atlantav vice-campeão Norte-Americano de Resistência e vencedor da Taça Norte Americana depois do terceiro lugar conquistado nas 10 Horas de Petit Le Mans.

(auto.look2010@gmail.com)

O terceiro lugar, atrás dos principais adversários, Felipe Nasr, Mike Conway e Pipo Derani (Cadillac), roubou a possibilidade de conquistar o título que falta ao piloto de Coimbra. O português Filipe Albuquerque (Accura) foi esta madrugada terceiro classificado nas 10 Horas de Petit Le Mans, a última prova do Campeonato Americano de Resistência Automóvel (IMSA), deixando escapar o título.

O piloto português, que faz equipa com os norte-americanos Ricky Taylor e Alexander Rossi, partiu para esta jornada na liderança do campeonato, com uma vantagem de 19 pontos. Na liderança de um dos campeonatos mais exigentes a nível mundial desde o início da temporada, Filipe Albuquerque queria chegar ao título americano, mas alguma falta de competitividade do Acura este fim-de-semana, impediu que isso acontecesse.

Para já, assenta-lhe na perfeição o vice-campeonato: «Foi uma época longa, dura e, ao mesmo tempo, brilhante, com um sem número de excelentes resultados, como a vitória nas 24 Horas de Daytona, que foi memorável», sublinhou o experiente piloto conimbricense.

«No meu primeiro ano com a Wayne Taylor Racing, só posso estar feliz com tudo o que conquistámos. Estamos todos de parabéns pelos bons resultados, mas também pela persistência e garra nas alturas mais complicadas», acrescentou o português que soma mais esta conquista ao seu já vasto palmarés.

Agora é altura de avaliar o ano e começar já a preparar a próxima época que começará logo em Janeiro com as 24 Horas de Daytona: «O título fugiu-nos este fim-de-semana por meio segundo, a diferença para o vencedor. Fizemos uma corrida espectacular com o material que tínhamos à disposição e que nesta corrida, infelizmente, não estava tão performante. Isto mostra bem a competitividade, a loucura deste campeonato e como nada pode ser dado como certo em nenhuma altura. Por isso, vamos já começar a preparar a próxima época para daqui a um ano, estarmos onde queremos estar, no topo», concluiu Filipe Albuquerque.

Esta importante conquista, o vice-campeonato junta-se a dois títulos ímpares conquistados a época passada, o Mundial e Europeu de Resistência LMP2 e fazem, por isso, de Filipe Albuquerque, um dos melhores pilotos portugueses de sempre.

A derradeira prova do Campeonato Americano de Resistência Automóvel levou ao degrau mais alto do pódio Harry Tinknell, Jonathan Bomarito e Oliver Jarvis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *