Filipe Albuquerque a caminho do título WEC

Piloto de Coimbra está no Bahrein para a última corrida do Campeonato do Mundo de Resistência (FIA WEC) onde se irá sagrar campeão LMP2. Um ano de ouro para o conimbricense, naquela que foi a época mais atípica da sua carreira desportiva fruto da pandemia do novo coronavírus.

(auto.look2010@gmail.com)

Filipe Albuquerque, que matematicamente já conquistou o título no decorrer das 24 Horas de Le Mans, prova que venceu em Setembro, precisa apenas de alinhar na corrida do Bahrein para ser considerado oficialmente campeão. Um título que soma ao de campeão do European Le Mans Series.

O experiente piloto de Coimbra vai enfrentar as 8 Horas do Bahrein que compõem a corrida sem a pressão das contas do campeonato, no entanto mantém em mente chegar à vitória: «Há quase um ano, no início da temporada vencemos a nossa primeira corrida no WEC neste mesmo circuito. Pelo que repetir a vitória seria a melhor forma de festejar este título que nos custou bastante a conseguir e que é um sonho tornado realidade», afirmou o embaixador de Coimbra e do Clube Automóvel do Centro.

«Não temos pressão nenhuma, pois só precisamos de participar, mas somos profissionais e competitivos e vamos dar o nosso melhor para no final subir ao lugar mais alto do pódio. É a última corrida do ano e queremos muito vencer», disse acrescentou o piloto português que irá ter ao seu lado, o seu habitual companheiro de equipa, Phil Hanson mas também Paul Di Resta.

A vitória nas 24 Horas de Le Mans entre os LMP2, o título no European Le Mans Series e agora o título no Campeonato do Mundo de Resistência LMP2 fazem de Filipe Albuquerque o mais vitorioso dos últimos tempos, mas também, o primeiro português a conseguir tal feito.

«Sinto-me orgulhoso do percurso que fizemos e do que conseguimos conquistar. No fundo, sempre que entramos em pista é com as vitórias em mente. Tenho uma carreira que posso dizer, longa e confesso que este ano foi, talvez, o melhor ano de sempre na minha carreira, não só em termos desportivos como emocionais», sublinhou o piloto de Coimbra dando conta do seu agrado pela temporada que está praticamente no fim.

Para Filipe Albuquerque, que se estreou no automobilismo quando era uma criança de apenas 8 anos, sustentou ainda que tem «a sensação de que nada acontece por acaso». «Três vitórias que trago para Portugal e que me enchem de orgulho e patriotismo», concluiu .

Na sexta-feira terá lugar a qualificação, com as 8 Horas do Bahrein a arrancar no sábado, pelas 11h00, as quais terão transmissão no Eurosport 2.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: