Ferrari e Mercedes empatadas no GP China

Se há 15 dias, no Bahrain, a Ferrari dominou as duas primeiras sessões de treinos livres, desta feita em Shanghai, acabou por ser a Mercedes a ficar com o melhor tempo do dia, depois da Ferrari se ter imposto na primeira.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Na primeira sessão, assistiu-se a uma domínio do alemão Sebastian Vettel (Ferrari), o único a chegar ao segundo “33”, mas na segunda foi o finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) a colocar-se no topo da tabela de tempos, com 0,027” de vantagem sobre o alemão.

Mas as duas equipas que têm dominado a temporada, a exemplo do que sucedeu nos últimos anos, têm razões para estar preocupadas com o que resta do fim-de-semana.

Na Ferrari reside no carro do monegasco Charles Leclerc, que passou a parte final da segunda sessão parado na “box”, com a equipa a procurar encontrar solução para o problema de aquecimento do motor, enquanto a Mercedes utilizou uma asa dianteira considerada, para já, irregular pelos Comissários Técnicos, sendo certo que o resto dia será passado em intensas discussões quanto à validade da proposta da marca da estrela.

Se se confirmar que a asa usada é irregular, amanhã, na qualificação, e domingo, na corrida, a Mercedes terá de voltar a usar a asa anterior e restará saber em que medida é que isso penalizará os seus pilotos, em particular nas longas rectas do traçado chinês.

Indiferente aos problemas que podem vir a afectar os seus adversários, o holandês Max Verstappen (Red Bull/Honda) colocou-se no terceiro lugar, à frente do inglês Lewis Hamilton, e fechou o lote de pilotos que conseguiu rodar no segundo “33”.

O alemão Nico Hulkenberg (Renault) e o espanhol Carlos Sainz (McLAren/Renault) colocaram-se nos lugares seguintes, à frente de Charles Leclerc, que só melhorou 0,009” de uma sessão para a outra por ter estado parado na fase final.

O inglês Lando Norris (McLaren/Renault), o australiano Daniel Ricciardo (Renault) e o francês Pierre Gasly (Red Bull/Honda) fecharam o lote dos 10 mais rápidos, onde estão os carros de cinco equipas – Mercedes, Ferrari, Red Bull, McLaren e Renault – o que pode ser uma indicação daquilo que poderá suceder amanhã na Q3.

De assinalar que a maior parte dos pilotos utiliza capacetes com decorações exclusivas por esta ser a 1000.ª prova do Campeonato do Mundo de Pilotos, com por exemplo o australiano Daniel Ricciardo a usar um capacete igual ao utilizado pelo seu compatriota Jack Brabham, campeão do mundo em 1959, 1960 e 1966.

TEMPOS DOS TREINOS

PILOTO CARRO MOTOR 1.º TREINO 2.º TREINO
         
Valtteri Bottas Mercedes W10 Mercedes 1’34,653″ 1’33,330″
Sebastian Vettel Ferrari SF90 Ferrari 1’33,911″ 1’33,357″
Max Verstappen Red Bull RB15 Honda 1’34,334″ 1’33,551″
Lewis Hamilton Mercedes W10 Mercedes 1’34,118″ 1’34,037″
Nico Hulkenberg Renault RS19 Renault 1’35,591 1’34,096″
Carlos Sainz McLaren MCL34 Renault 1’35,756″ 1’34,131″
Charles Leclerc Ferrari SF90 Ferrari 1’34,167″ 1’34,158″
Lando Norris McLaren MCL34 Renault 1’35,631″ 1’34,296″
Daniel Ricciardo Renault RS19 Renault 1’35,239″ 1’34,336″
Pierre Gasly Red Bull RB15 Honda 1’35,428″ 1’34,455″
Kimi Raikkonen Alfa Romeo C38 Ferrari 1’35,729″ 1’34,551″
Alexander Albon Toro Rosso STR14 Honda 1’35,695″ 1’34,634″
Danill Kvyat Toro Rosso STR14 Honda 1’35,447″ 1’34,694″
Lance Stroll Racing Point RP19 Mercedes 1’35,466″ 1’34,779″
Sergio Perez Racing Point RP19 Mercedes 1’35,820″ 1’34,784″
Kevin Magnussen Haas VF-19 Ferrari 1’35,517″ 1’34,788″
Romain Grosjean Haas VF-19 Ferrari 1’35,507″ 1’35,704″
Antonio Giovinazzi Alfa Romeo C38 Ferrari sem tempo 1’35,914″
Roberto Kubica Williams FW 42 Mercedes 1’36,847″ 1’36,121″
George Russell Williams FW 42 Mercedes 1’37,619″ 1’36,229″

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *