Ferrari com difícil missão de “joga em casa”

Os pilotos da Ferrari, o monegasco Charles Leclerc e o espanhol Carlos Sainz, tudo irão vão fazer para contrariar o domínio que Mercedes e Red Bull têm exercido esta temporada, mas adivinha-se uma tarefa muito difícil.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Charles Leclerc

Apesar de “jogar em casa” será muito difícil que os milhares de “tiffosi” que vão acorrer a Monza tenham oportunidade de presenciar um triunfo de um dos carros da Ferrari. Só circunstâncias muito especiais impediram os triunfos do inglês Lewis Hamilton (Mercedes) e do holandês Max Verstappen (Red Bull/Honda) que ganharam 11 das 13 corridas efectuadas, com vantagem para Max Verstappen (7-4), cabendo aos franceses Pierre Gasly (Alpha Tauri/Honda), no Azerbeijão, e Esteban Ocon (Alpine/Renault), na Hungria, conseguirem subir ao degrau mais alto do pódio.

Contudo, em condições normais iremos assistir a mais um duelo entre Lewis Hamilton e Max Verstappen, que chega ao traçado italiano no comando do campeonato com três pontos de avanço sobre o seu adversário.

Carlos Sainz

E para se ter uma ideia do domínio exercido pelos dois candidatos ao título, basta lembrar que o terceiro, o finlandês Valttei Bottas (Mercedes), está já a mais de 100 pontos do piloto da Red Bull.

Como nunca escondeu ser o seu desejo, Valttei Bottas vai trocar a Mercedes pela Alfa Romeo e passar a beneficiar de um contrato plurianual, em lugar dos contratos anuais que o ligaram nas últimas cinco temporadas à marca da estrela.

O finlandês vai render o seu compatriota Kimi Raikkonen que, no final da temporada, abandona a F1, e pode com os seus conhecimentos permitir à marca de Arese melhorar o seu desempenho, ficando por saber quem será o seu companheiro de equipa, embora tudo indique que o italiano Antonio Giovinazzi irá permanecer na equipa.

Max Verstappen tem mais triunfos que Lewis Hamilton em 2021

Sem surpresa, o inglês George Russell vê o seu talento reconhecido e passa a ser companheiro de equipa de Lewis Hamilton na Mercedes, o qual poderá ter mais dificuldade em dominar o seu compatriota, do que aquelas que teve para superar o finlandês.

Para os homens da Ferrari resta a esperança de conseguirem ser “os melhores dos outros” e cimentarem o terceiro lugar no campeonato de construtores, frente a uma McLaren que tem o inglês Lando Norris (McLaren/Mercedes) a defender o quarto lugar, ameaçado pelo mexicano Sergio Perez (Red Bull/Honda), no campeonato.

Num traçado onde as ultrapassagens não são difíceis é de esperar mais um intenso duelo entre os dois protagonistas do campeonato, com o regresso, pela segunda vez, da corrida de qualificação no sábado, que vai definir a grelha de partida para a corrida de domingo-

CLASSIFICAÇÕES DOS “MUNDIAIS”

PILOTOS – 1.º, Max Verstappen, 224,5 pontos; 2.º, Lewis Hamilton, 221,5 pontos; 3.º, Valtteri Bottas, 123; 4.º, Lando Norris, 113; 5.º Sérgio Perez, 108; 6.º, Charles Leclerc, 92; 7.º, Carlos Sainz, 89,5; 8.º, Pierre Gasly, 66; 9.º, Daniel Ricciardo, 56; 10.º, Fernando Alonso, 46; 11.º, Esteban Ocon, 44; 12.º, Sebastian Vettel, 35; 13.º, Yuki Tsunoda, 18; 14.º, Lance Stroll, 18; 15.º, George Russell, 13; 16.º, Nicholas Latifi, 7; 17.º, Kimi Raikkonen, 2; 18.º, Antonio Giovinazzi, 1;

CONSTRUTORES – 1.º, Mercedes-AMG Petronas F1 Team, 345 pontos; 2.º, Red Bull Racing Honda, 333; 3.º, Scuderia Ferrari Mission Winnow, 182; 4.º, McLaren F1 Team, 170; 5.º, Alpine Renault, 90; 6.º, Scuderia Alpha Tauri Honda, 84; 7.º, Aston Martin Cognizant F1 Team, 53; 8.º, Williams Mercedes, 20; 9.º, Alfa Romeo Racing Ferrari, 3.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *