Félix da Costa segundo na corrida e campeonato

Aos comandos de um BMW, piloto de Cascais sobe ao pódio na corrida do México de Fórmula E, numa prova que ficou marcada pelo incidente que envolveu o brasileiro Nélson Piquet Jr. e o francês Jean-Eric Vergne nas voltas iniciais.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Um acidente, logo na quinta volta, quando o brasileiro Nelson Piquet (Jaguar) passou por cima do francês Jean-Eric Vergne (DS), marcou a corrida mexicana de Fórmula E, a quarta de temporada, ganha pelo brasileiro Lucas Di Grassi (Audi), o quarto vencedor da temporada, noutras tantas corridas.

A prova começou com o alemão Pascal Wehrlein (Mahindra), que largou da “pole”, a assumir o comando e a ganhar terreno aos seus adversários, mas a perder todo o avanço conquistado, quando a corrida foi interrompida, em consequência do acidente entre Nelson Piquet e Jean-Eric Vergne.

Quando a corrida recomeçou, o alemão manteve o comando à frente do inglês Oliver Rowland (Nissan), Lucas Di Grassi, Sébastien Buemi (Nissan) e António Félix da Costa, com o brasileiro a ultrapassar o inglês e os cinco a manterem-se juntos até às derradeiras voltas, altura em que o facto de Pascal Wehrlein, Oliver Rowland e Sébastien Buemi terem ficado sem energia proporcionou uma reviravolta na classificação.

Lucas Di Grassia acabou por garantir a vitória, à frente de António Félix da Costa e do argentino Eduardo Mortara (Venturi), com o português a ascender ao segundo lugar do campeonato, a sete pontos do francês Jèromê Ambrosino (Mahindra), que terminou em quarto, e com um ponto de vantagem sobre o inglês Sam Bird (Audi), que chegou ao México no primeiro lugar do campeonato, mas que viu as esperanças de manter a posição, logo na qualificação, quando não completou uma volta, o que o fez partir da derradeira posição da grelha de partida.

Contudo, Sam Bird fez uma notável recuperação e terminou em nono e somou dois pontos que podem vir a ser importantes no final da temporada. No final, António Félix da Costa não escondia que «foi uma corrida de loucos e sabia que a gestão da energia na fase final da corrida ia ser determinante, como se viu, quando alguns ficaram sem energia. Fomos eficientes na gestão da energia e acabamos por ser premiados. Em termos de campeonato foi um resultado importante, mas temos de manter a competitividade, pois vai ser a regularidade a decidir o título».

A próxima prova terá lugar em Hong Kong, no dia 10 de Março.

CLASSIFICAÇÕES

CORRIDA

POS.PILOTOCARROTEMPO
1.ºLucas di GrassiAudi E-Tron FE 051.13’15,422″
2.ºAntónio Félix da CostaBMW IFE.18a 0,436″
3.ºEduardo MortaraVenturi VE VFE05a 0,745″
4.ºJerome D’AmbrosioMahindra M5 Electroa 1,159″
5.ºAndre LottererDS E-Tense FE 19a 1,785″
6.ºPascal WehrleinMahindra M5 Electroa 5,210″
7.ºMitch EvansJaguar I-Type 3a 5,800″
8.ºFelipe MassaVenturi VE VFE05a 8,084″
9.ºSam BirdAudi E-Tron FE 05a 8,356″
10.ºDaniel AbtAudi E-Tron FE 05a 8,438″
11.ºRobin FrijinsAudi E-Tron FE 05a 9,044″
12.ºOliver TurveyNIO 004a 11,252″
13.ºJean-Eric VergneDS E-Tense FE 19a 19,153″
14.ºAlexander SimsBMW IFE.18a 20,471″
15.ºTom DillmannNIO 004a 20,871″
16.ºGary PaffetVenturi VE VFE05a 23,272″
17.ºJose Maria LopezPenske EV-3a 41,542″
18.ºStoffel VandoorneVenturi VE VFE05a 43,425″
19.ºFelipe NasrPenske EV-3a 1’56,160″

CAMPEONATOS

PILOTOS

POS.PILOTOPONTOS
1.ºJerome D’Ambrosio53
2.ºAntónio Félix da Costa46
3.ºSam Bird45
4.ºLucas di Grassi34
5.ºPascal Wehrlein30
6.ºAndre Lotterer29
7.ºJean-Eric Vergne28
8.ºRobin Frlins28
9.ºMitch Evans28
10.ºEduardo Mortara27
11.ºDaniel Abt22
12.ºAlexander Sims18
13.ºSébastien Buemi15
14.ºOliver Rowland6
15.ºOliver Turvey4
16.ºFelipe Massa4
17.ºJose Maria Lopez2
18.ºNelson Piquet jr.1

EQUIPAS

POS.EQUIPASTOTAL
1.ºMahindra Racing83
2.ºEnvision Virgin Racing73
3.ºBMW i Andretti Motorsport64
4.ºDS Techeetah57
5.ºAudi Sport Abt Schaeffler Formula E Team56
6.ºVenturi Formula E team31
7.ºPanasonic Jaguar Racing29
8.ºNissan e. dams21
9.ºNIO Formula E Team4
10.ºGeox Dragon2

 

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação