Félix da Costa na equipa campeã para vencer

A exemplo do que sucedeu o ano passado, a sexta temporada da Fórmula E arranca na cidade saudita de Diriyah, mas, desta vez, com uma corrida no sábado e outra no domingo.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Sexto classificado, no campeonato anterior, o português António Félix da Costa (DS) regressa ao traçado onde venceu, o ano passado, ao volante de um BMW, agora aos comandos de uma viatura da marca francesa, equipa que defende o título e onde tem como companheiro o actual campeão, o gaulês Jean-Eric Vergne, que vai querer conservar o ceptro conquistado nas duas últimas edições.

Em termos de pilotos registe-se a chegada à disciplina do neo-zelandês Brendon Hartley e do suíço Nico Muller, que guiarão os Penske de Geox, onde rende o argentino Jose Maria Lopez e o brasileiro Felipe Nasr, do holandês Nicky De Vries que rende o inglês Gary Paffett, na Mercedes, que assume a participação oficial, em substituição da HWA Racelab, e do inglês James Calado que se junta ao neo-zelandês Mitch Evans na Jaguar, no lugar de Alex Lynn.

Para além da Mercedes entrar na competição como equipa oficial, acabando com o “disfarce” utilizado nos anos anteriores, destaque para a estreia da Porsche, que confia os seus carros ao alemão André Lotterer, “roubado” à DS, e ao suíço Neel Jani.

Temos assim uma temporada que promete ser emotiva, com António Félix da Costa a dispor de “argumentos” para discutir o título, com o seu colega de equipa, o inglês Sam Bird, o francês Jérôme D’Ambrosio (Mahindra), o suíço Sebastien Buemi (Nissan), desejoso de reconquistar o título que foi seu em 2016, e o alemão André Lotterer (Porsche) a constituírem o mais sério lote de candidatos à sucessão de Jean-Eric Vergne.

CALENDÁRIO

Catorze corridas em 12 países (Arábia Saudita, Chile, México, Marrocos, China, Itália, França, Coreia do Sul, Indonésia, Alemanha Estados Unidos e Grã-Bretalha), com jornadas duplas a abrir e fechar a temporada, constituem o programa do sexto ano da Fórmula E, competição que tem vindo a ganhar cada vez maior prestígio, traduzido no envolvimento oficial de mais marcas.

Em relação à temporada anterior, o número de corridas aumenta para 14, com uma segunda corrida em Diriyah, com Marrakech, Seoul e Jacarta a renderem Hong Kong, Mónaco e Berna.

Restando saber se, em Janeiro, haverá condições para correr em Santiago, local que perdeu a final da Taça Libertadores, em consequência dos conflitos que têm agitado o país. É este o calendário de provas da sexta temporada da disciplina, que começa este fim-de-semana e termina em Julho do próximo ano.

 

DATAPAÍSCIDADE
   
22 de NovembroArábia SauditaDiriyah
23 de NovembroArábia SauditaDiriyah
18 de JaneiroChileSantiago
15 de FevereiroMéxicoMexico City
29 de FevereiroMarrocossMarrakech
21 de MarçoChinaSanya
4 de AbrilItáliaRoma
18 de AbrilFrançaParis
3 de MaioCoreia do SulSeoul
6 de JunhoIndonésiaJakarta
21 de JunhoAlemanhaBerlim
11 de JulhoEstados UnidosNew York
25 de JulhoGrã-BretanhaLondres
26 de JulhoGrã-BretanhaLondres

CAMPEÕES

Quatro pilotos em cinco anos conquistaram o título da disciplina, com o francês Jean-Eric Vergne a ser o único a bisá-lo, feito alcançado nos dois últimos anos, no primeiro ao volante de um Audi, no segundo ao comando de um DS

Em termos de equipas, domínio a Renault-E DAMS que arrecadou três dos cinco títulos que estiveram em jogo

ANOPILOTOEQUIPA
   
2014/2015Nelson Piquet jr.Renault E-DAMS
2015/2016Sébastien BueniRenault E-DAMS
2016/2017Lucas Di GrassiRenault E-DAMS
2017/2018Jean-Eric VergneAudi Sport Abt Schaeffler
2018/2019Jean-Eric VergneTecheetah Formule E Team

PARTICIPANTES

Doze equipas e 24 carros vão estar em acção, a partir deste fim-de-semana, em traçados citadinos desenhados para os receber, É este o lote de pilotos que abre a temporada.

N.ºPILOTOCARROEQUIPA
    
66Daniel AbtAudi E-Tron FE 05Audi Sport AB Schaeffler
11Lucas di GrassiAudi E-Tron FE 05Audi Sport AB Schaeffler
28Max GuentherBMW IFE.18BMW I Andretti Motorsport
27Alexander SimsBMW IFE.18BMW I Andretti Motorsport
4Robin FrlinsAudi E-Tron FE 05Envision Virgin Racing
2Sam BirdAudi E-Tron FE 05Envision Virgin Racing
25Jean-Eric VergneDS E-Tense FE 19DS Techeetah Formula E Team
13António Félix da CostaDS E-Tense FE 19DS Techeetah Formula E Team
6Brendon HartleyPenske EV-3Geox Dragon Racing
7Nico MullerPenske EV-3Geox Dragon Racing
5Stoffel VandoorneSilver Arrow 01Mercedes-Benz EQ Formule E Team
17Nicky de VriesSilver Arrow 01Mercedes-Benz EQ Formule E Team
64Jerome D’AmbrosioMahindra M5 ElectroMahindra Racing
94Pascal WehrleinMahindra M5 ElectroMahindra Racing
23Sébastien BuemiNissan IM01Nissan E.DAMS
22Oliver RowlandNissan IM01Nissan E.DAMS
33Ma Qing HuaNIO 333NIO Formula E Team
3Oliver TurveyNIO 333NIO Formula E Team
20Mitch EvansJaguar I-Type 3Panasonic Jaguar Racing
51James CaladoJaguar I-Type 3Panasonic Jaguar Racing
48Eduardo MortaraVenturi VE VFE05Venturi Formula E Team
19Felipe MassaVenturi VE VFE05Venturi Formula E Team
36André LottererPorsche FETAG Heuer Porsche FE Team
18Neel JaniPorsche FETAG Heuer Porsche FE Team

NÚMEROS DA FE

Criada em 2014 a FE teve até ao arranque do presente campeonato 58 corridas distribuídas pelas seguintes cidades, com Berlin a ser a única que esteve presente em todas as edições do campeonato.

Número de vezes que cada cidade recebeu a prova:

6 – Berlin, New York

4 – Hong Kong, Londres, Mexico City, Paris

3 – Buenos Aires, Marrakech, Monte Carlo, Punta del Este

2 – Long Beach, Beijing, Montreal, Putrajaya, Roma, Santiago

1 – Bern, Diriyah, Miami, Moscovo, Sanya, Zurich

As 58 corridas foram ganhas por 13 pilotos, com a largarem da “pole position” e 21 a fazerem a volta mais rápida, com o português António Félix da Costa a integrar as três listas

VITÓRIAS

13 – Sébastien Buemi

10 – Lucas Di Grassi

8 – Sam Bird e Jean-Eric Vergne

3 – Jérôme D’Ambrosio, Nicolas Prost e Felix Rosenqvist

2 – Daniel Abt, António Félix da Costa, Robin Frijns e Nelson Piquet jr.

1 – Mitch Evans e Edoardo Mortara

 

“POLE POSITION”

14 – Sébastien Buemi

10 – Jean-Eric Vergne

6 – Felix Rosenqvist

5 – Sam Bird

3 – Lucas Di Grassi e Nicolas Prost

2 – Daniel Abt, Jérôme D’Ambrosio e Oliver Rowland

1 – Alex Lynn, Mitch Evans, António Félix da Costa, André Lotterer, Nelson Piquet jr., Stéphane Sarrazin, Alexander Sims, Jarno Trulli, Oliver Turvey, Stoffel Vandoorne e Pascal Werhlein

VOLTAS MAIS RÁPIDAS

7 – Daniel Abt e Sébastien Buemi

6 – Lucas Di Grassi

5 – Sam Bird

4 – Nelson Piquet jr. e Jean-Eric Vergne

3 – André Lotterer, Nicolas Prost e Felix Rosenqvist

2 – Jérôme D’Ambrosio, Loic Duval, Maro Engel e Pascal Werhlein

1 – Jaime Alguesuari, Tom Dillmann, Mitch Evand, António Félix da Costa, Nick Heidfeld, Jose Maria Lopez, Takuma Sato e Bruno Senna

Ao longo dos cinco anos cumpridos, 64 pilotos participaram nas 58 corridas, com quatro deles a serem totalistas e António Félix da Costa a ser o sétimo com mais participações.

PARTICIPAÇÕES DE CADA PILOTO

58 – Daniel Abt, Sam Bird, Jérôme D’Ambrosio e Lucas Di Grassi

56 – Sébastien Buemi e Jean-Eric Vergne

54António Félix da Costa

51 – Nelson Piquet jr.

47 – Oliver Turvey

45 – Nicolas Prost

44 – Nick Heidfeld

37 – Mitch Evans e Stéphane Sarrazin

35 – Robin Frijns

33 – Jose Maria Lopez

29 – Loic Duval

25 – André Lotterer e Felix Rosenqvist

23 – Maro Engel

22 – Tom Dillman e Edoardo Mortara

21 – Alex Lynn

14 – Oliver Rowland

13 – Felipe Massa, Gary Paffett, Alexander Sims e Stoffel Vandoorne

12 – Adam Carrol, Simona De Silvestro, Salvador Duran e Pascal Werhlain,

11 – Karun Chandok, Luca Filippi e Jarno Trulli

10 – Mas Gunther

9 – Jaime Alguersuari e Ma Qing Hua

8 – Mike Conway

7 – Tom Blomqvist

5 – Charles Pic

4 – Michele Cerruti, Vitantonio Liuzzi, Oriól Servia e Scott Speed

3 – Nathanael Bertjhon, Esteban Gutierrez, Felipe Nasr, Ho-Pin Tung e Jacques Villeneuve

2 – Matthew Brabham, Alex Fontana, António Garcia, Pierre Gasly, Neel Jani, Kamui Kobayashi, Katherine Legge, Fábio Leimer, Franck Montagny e Sakon Yamamoto

1 – Marco Andretti, René Rast, Takuma Sato e Justin Wilson

Dos 64 pilotos que, até agora participaram no campeonato, 49 marcaram pontos, com o brasileiro Lucas Di Grassia a ser o mais pontuado e António Félix da Costa a ser o 11.º.

PONTOS ALCANÇADOS POR CADA PILOTO

719 – Lucas Di Grassi

659 – Sébastien Buemi

581 – Sam Bird

577 – Jean-Eric Vergne

382 – Daniel Abt

304 – Nicolas Prost

276 – Jérôme D’Ambrosio

237 – Nelson Piquet jr.

223 – Felix Rosenqvist

214  – Nick Heidfeld

208António Félix da Costa

195 – Mitch Evans

175 – Robin Frijns

150 – André Lotterer

128 – Stéphane Sarrazin

122 – Loic Duval

94 – Oliver Turvey

92 – Bruno Senna

82 – Jose Maria Lopez

79 – Edoardo Mortara

71 – Oliver Rowland

58 – Pascal Wehrlein

57 – Alexander Sims

47 – Maro Engel

36 – Filipe Massa

35 – Stoffel Vandoorne

30 – Jaime Alguersuari e Alex Lynn

24 – Tom Dillmann

20 – Max Guenther

18 – Karun Chandhok, Pierre Gasly, Framck Montagny, Scott Speed

16 – Oriól Servia e Charles Pic

15 – Jarno Trulli

13 – Salvador Duran

9 – Gary Paffett

7 – Mike Conway

5 – Adam Carrol e Esteban Gutierrez

4 – Nathanael Bertjhom, Tom Blomqvist e Simona De Silvestro

2 – Vitantonio Liuzzi e Takuma Sato

1 – Luca Fillippi e Justin Wilson

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação