“Falcão” recebido em apoteose em Portimão

À chegada, o piloto português disse aos jornalistas que “a viagem fantástica e a recepção são um apoio incrível e motivadoras para a corrida de domingo”. O “falcão” da Charneca da Caparica distribuiu o circuito do Autódromo Internacional do Algarve em formato de madeira a várias personalidades, entre eles Paulo Pinheiro, com a chancela Bicas Custom Wood

(auto.look2010@gmail.com) – Fotos: PAULO MARIA / INTERSLIDE

Centenas de pessoas receberam o piloto português Miguel Oliveira (KTM) em Portimão, após cumprir a viagem de moto entre Almada e a cidade algarvia, palco do Grande Prémio do Algarve, do Mundial de motociclismo de velocidade.

O piloto natural de Almada chegou à “fan zone” instalada na zona ribeirinha, por volta das 17h20, “escoltado” por centenas de “motards” de vários motoclubes, que o acompanharam na viagem entre a sua cidade Natal e Portimão.

À chegada, o piloto português disse aos jornalistas que «a viagem fantástica e a recepção são um apoio incrível e motivadoras para a corrida de domingo», penúltima prova do Mundial da prova rainha do motociclismo, que se realiza entre sexta-feira e domingo no Autódromo Internacional do Algarve (AIA).

«É um apoio fantástico, gratificante e motivador para fazer o melhor possível, que é ganhar a corrida, porque é sempre especial correr em Portugal», apontou o piloto que venceu a etapa lusa em 2020.

Para Miguel Oliveira, a viagem de moto entre Almada e Portimão «foi especial», já que foi a primeira efectuada após ter adquirido a carta de condução de motociclos.

«Foi espectacular contar com o apoio de tantas pessoas ao longo das cerca de três horas de viagem, é fantástico e motivador», reforçou. No palco montado na zona ribeirinha de Portimão, o piloto agradeceu o apoio e deixou a promessa de uma vitória na corrida, a segunda da época em Portimão e a primeira com público nas bancadas, após o levantamento das restrições devido à pandemia da Covid-19.

«O pensamento está na vitória porque com este apoio na chegada a Portimão e com as bancadas cheias de público, vamos mesmo ganhar», assegurou.

Franco Martins, um dos “motards” que acompanhou o piloto da KTM desde Almada, disse que a viagem «foi para demonstrar o apoio dos portugueses ao Miguel, único piloto a correr em motociclismo ao mais alto nível».

«É uma forma de motivar e agradecer tudo aquilo que o Miguel tem feito numa modalidade que só está ao alcance dos melhores», destacou. O percurso da comitiva “motard”, entre Almada e Portimão, foi coordenado pela Unidade Nacional de Trânsito (UNT) da Guarda Nacional Republicana (GNR), que mobilizou 10 militares para a iniciativa.

«A viagem correu como era esperado, sem incidentes e dentro da maior normalidade», disse o tenente Miguel Araújo da GNR. O piloto luso da KTM chega à penúltima ronda das 18 do mundial de MotoGP no 10.º lugar, com 92 pontos, e com o título mundial já atribuído ao piloto francês Fábio Quartararo, líder da classificação com 167 pontos.

O director-geral do Autódromo Internacional do Algarve, Paulo Pinheiro, disse que «já foram vendidos cerca de 50 mil bilhetes» para o Grande Prémio do Algarve, prevendo que durante os três dias o circuito receba «um total aproximado de 115 mil pessoas».

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *