Fafe e Felgueiras equacionam candidatura ao ERC

Os presidentes das câmaras de Fafe e Felgueiras assumiram hoje a disponibilidade para apoiar a candidatura do Rali Serras de Fafe e Felgueiras a integrar o Campeonato Europeu (ERC), alargando a prova a outros concelhos.

(auto.look2010@gmail.com)

O Rali Serras de Fafe e Felgueiras, cuja 33.ª edição vai ser disputado entre 27 a 29 de Fevereiro, é a prova inaugural do Campeonato de Portugal da especialidade, mas, para os dois autarcas daqueles territórios, faz todo o sentido colocar a prova «noutra dimensão».

«Qualquer iniciativa deste género, mas com uma dimensão ainda maior, sendo um rali do ERC, para nós fará todo sentido», comentou Nuno Fonseca, presidente da Câmara Municipal de Felgueiras, anunciando o apoio a esta iniciativa. O autarca falava aos jornalistas, acompanhado do presidente da Câmara de Fafe, Raul Cunha, na apresentação da competição, que vai ter, pela primeira vez, duas classificativas no vizinho concelho de Felgueiras (Seixoso e Santa Quitéria).

O edil de Felgueiras não deixou de recordar Paulo Gonçalves: «É com um misto de satisfação e emoção que estou nesta apresentação. Satisfação pois o Rali vai regressar a Felgueiras, mas é com grande emoção que me recordo do Paulo Gonçalves e de tantas vezes que fizemos aqueles troços (Santa Quitéria e Seixoso) a treinar. É de gente com valores como os dele, é de gente como ele que o desporto motorizado tanto precisa», aludiu.

Raul Cunha e Ni Amorim

RAUL CUNHA: “CATEDRAL DOS RALIS

COM VONTADE DE INTEGRAR O ERC”

Por seu turno, o autarca de Fafe admitiu haver, na «catedral dos ralis», como apelidou o seu concelho, vontade para a prova poder, no futuro, integrar o ERC: «Fafe pretende que possa assumir outras competições, com outra dimensão, sem que isso signifique prejudicar seja quem for. Queremos afirmar-nos pela positiva. Nesta postura e nesta forma de estar queremos trabalhar para termos o nosso rali com melhor qualidade e almejar eventos com outra dimensão. Por isso estamos a trabalhar nesse sentido», referiu Raul Cunha.

O autarca fafense admitiu que esta candidatura possa justificar o apoio de outros concelhos vizinhos, como Vieira do Minho, Póvoa de Lanhoso, Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto: «É possível criar uma dimensão maior do nosso rali se nos associarmos todos», rematou Raul Cunha.

RALI SERRAS DE FAFE E FELGUEIRAS VAI A VIEIRA DO MINHO

A tradição ainda é o que era e a abertura da época de ralis 2020 volta a acontecer em Fafe, mas este ano com os “tentáculos” a alargar a Felgueiras e Vieira do Minho. Pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralis, Troféu Europeu de Ralis, Troféu Ibérico de Ralis e Campeonato Norte de Ralis, a prova produzida pelo DEMOPORTO, terá o primeiro acto da prova a 21 e 22 de Fevereiro com a realização dos reconhecimentos, em que cada concorrente vai poder realizar duas passagens.

Ainda em termos organizativos, a competição arranca a 27 de Fevereiro, com as verificações técnicas e documentais, estando reservado para o dia seguinte a partida oficial prevista para as 15h00 horas, sendo disputas duas passagens por Aboim/Monte. Ainda para sexta-feira está programada a realização da Fafe Street Stage, prova espectáculo disputada nas ruas do centro de Fafe que como habitualmente terá uma forte adesão por parte do público. Já no sábado, dia 29, vão ser disputadas 10 provas de classificação, cinco troços com duas passagens e sendo de destacar “a Santa Quitéria e o Seixoso, que voltam a receber a caravana dos ralis nacionais e a nova versão de Luílhas, que agora se chama Luílhas/Guilhofrei, fazendo uma incursão ao concelho vizinho de Vieira do Minho, com a prova a terminar em Fafe, às 19h00.

Ní Amorim (presidente da FPAK), Raul Cunha (presidente da CM Fafe) e Nuno Fonseca (presidente da CM Felgueiras)

NI AMORIM: “FPAK QUER BONS

EXEMPLOS E BOAS PRÁTICAS AMBIENTAIS”

O Rali Serras de Fafe e Felgueiras, que vai ser disputado nos concelhos de Fafe, Felgueiras e Vieira do Minho, teve honras de apresentação no Arquivo Municipal de Fafe, esta terça-feira, com Parcídio Sumavielle, vice-presidente e vereador da Câmara Municipal de Fafe, a realçar que os territórios de Fafe Felgueiras «estão disponíveis para receber uma prova de outro calibre e, quem sabe, brevemente, o Rali Serras de Fafe e Felgueiras possa contar para o Europeu».

Apesar de o Rali Serras de Fafe estar a ser apresentado, foi ainda feita uma menção ao Rali de Montelongo, «que é candidato ao Europeu de Clássicos, um rali a disputar em asfalto, pois criámos requisitos para que o Montelongo possa ser uma prova com outras condições».

Carlos Cruz, presidente do DEMOPORTO, sublinhou que «são já 33 edições, em que apostamos sempre em introduzir novidades e, por isso, este ano, regressarmos a Felgueiras».

 

Ricardo Teodósio e José Teixeira venceram a edição de 2019 do DEMOPORTO

A segurança é mais uma vez sílaba tónica: «Todas as classificativas vão ter duas zonas espectáculo e queremos chamar a atenção de todos para que estes serão espaços onde é possível assistir ao espectáculo, com toda a segurança», rematou Carlos Cruz.

Ni Amorim, presidente da Federação Portuguesa de Automobilismo e karting (FPAK), manteve a tónica na segurança e foi ainda mais longe: «A Federação, este ano, em Fafe, vai-se juntar a uma organização ambientalista e em parceria com a Câmara Municipal, querendo dar bons exemplos e implementar boas práticas. Entendemos que devemos contribuir para minimizar o impacto das provas e por isso vamos plantar algumas árvores de grande porte».

Do ponto de vista desportivo, Ni Amorim prevê uma boa lista de inscritos: «Estou convencido que o Rali Serras de Fafe Felgueiras vai ser mais um sucesso, com uma lista notável de inscritos. Teremos que esperar pela lista de inscritos, pois tudo indica que teremos a presença de vários pilotos estrangeiros».

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação