Fabio Quartaro: um “foguete” rumo ao título

O piloto francês (Yamaha) bateu o espanhol Alex Rins (Suzuki), por 2,663 segundos, e o espanhol Aleix Espargaró (Aprilia) por 4,105 segundos, com este último a festejar efusivamente pelo primeiro pódio da Aprilia na história do MotoGP. Já Miguel Oliveira terminou no 16.º lugar.

PEDRO RORIZ E CARLOS SOUSA (auto.look2010@gmail.com)

O francês Fabio Quartararo (Yamaha) soma e segue rumo à conquista do título mundial de MotoGP, versão 2021, ao ganhar pela quinta vez, o que o deixa a seis corridas do final da temporada, com 66 pontos sobre o espanhol Juan Mir (Suzuki), detentor do ceptro. Fabio Quartararo foi o sétimo piloto a vencer, no traçado inglês, nos últimos sete anos.

A corrida começou com os irmãos espanhóis Pol Espargaro (Honda) e Aleix Espargaro (Aprilia) a lutarem pela primeira posição, mas, à quarta das 20 voltas da corrida, Fabio Quartararo assumiu o comando e voou para a vitória.

O também espanhol Alex Rins (Suzuki) terminou em segundo, depois de deixar para trás os seus compatriotas, com Aleix Espargaro a colocar pela primeira vez a Aprilia no pódio e a festa não se fez esperar, tanto na pista como na box da equipa.

Miguel Oliveira (KTM), que largou da última linha da grelha, recuperou quatro lugares, mas ficou a mais de um segundo do italiano Luca Martini (Ducati), que foi 15.º e arrecadou o derradeiro ponto.

Com estes resultados, Fábio Quartararo cimentou ainda mais a liderança do campeonato, tendo, agora, 206 pontos, contra os 141 do espanhol Joan Mir (Suzuki), que hoje foi apenas nono classificado. O francês Johann Zarco (Ducati) é terceiro, com 137 pontos, depois de ter terminado em 11.º. Miguel Oliveira mantém o oitavo lugar, com 85 pontos.

A próxima ronda será o Grande Prémio de Aragão, a 12 de Setembro, onde o italiano Andrea Dovizioso fará a sua estreia com uma Yamaha da Petronas, depois de hoje a marca japonesa ter confirmado a promoção do italiano Franco Morbidelli à equipa oficial, onde vai substituir o espanhol Maverick Viñales.

Na Moto 2, o abandono do espanhol Raul Fernandez (Kalex) e a vitória de Remy Gardner (Kalex), quarta da temporada, permitem a este último usufruir 44 pontos de vantage sobre o seu mais directo adversário.

O piloto australiano viu o italiano Marco Bezzecchi (Kalex), segundo na corrida, reduzir para oito pontos o atraso na luta pelo segundo lugar no respectivo campeonato. O espanhol Jorge Navarro (Boscoscuro) completou o pódio, numa confirmação da evolução que a Boscoscuro tem mostrado.

O italiano Romano Fenati (Husqvarna) confirmou a superioridade patenteada nos treinos e venceu a corrida da Moto3, comandando de fio-a-pavio, para regressar ao lugar mais alto do pódio, onde não estava desde a corrida na Emilia Romagna de 2020, que ocupa pela 13.ª vez.

O seu compatriota Niccolò Antonelli (KTM) seguiu como uma sombra ao longo das 17 voltas da corrida, sem nunca colocar em causa a vitória do piloto da Husqvarna, com Dennis Foggia (Honda) a completar um pódio transalpino ao superar nos últimos metros ao espanhol Izan Guevara (Gas Gas), que colocou quatro motos de quatro marcas diferentes nas quatro primeiras posições.

CLASSIFICAÇÕES

CORRIDAS

MotoGP – 1.º, Fábio Quartararo (Yamaha), 20 voltas (118,000 km), em 42’20,579” (175,4 km); 2.º Alex Rins (Suzuki), a 2,663”; 3.º, Aleix Espargaro (Aprilia), a 4,105”; 4.º, Jack Miller (Ducati), a 4.254”; 5.º, Pol Espargaro (Honda), a 8,462”; 6.º, Brad Binder (KTM), a 12,189”; 7.º, Iker Lecuona (KTM), a 13,560”; 8.º, Alex Marquez (Honda), a 14,044”; 9.º, Joan Mir (Suzuki), a 16,226”; Danilo Petrucci (KTM), a 16,287”; …; 16.º, Miguel Oliveira (KTM), a 22,022”. Classificaram-se mais três pilotos.

Moto2 – 1.º, Remy Gardner (Kalex), 18 voltas (106,200 km), em 37’31,642” (169,7 km/h); 2.º, Marco Bezzecchi (Kalex), a 0,481”; 3.º, Jorge Navarro (Boscoscuro), a 1,930”; 4.º, Sam Lowes (Kalex), a 2,284”; 5.º, Fabio Di Giannantonio (Kalex), a 6,952”; 6.º, Augusto Fernandez (Kalex), a 7,059”; 7.º, Aron Canet (Boscoscuro), a 10,706”; 8.º, Xavi Vierge (Kalex), a 12,842”; 9.º, Ai Ogura (Kalex), a 12,877”; 10.º, Joe Roberts (Kalex), a 14,344”. Classificaram-se mais 14 pilotos

Moto3 – 1.º, Romano Fenati (Husqvarna), 17 voltas (100,300 km), em 37’26,974” (160,6 km/h); Niccoló Antonelli (KTM), a 1,679”; 3.º, Dennis Foggia (Honda), a 2,107”; 4.º, Izan Guevara (Gas Gas), a 2’154”; 5.º, Tatsuki Suzuki (Honda), a 7,475”; 6.º, Jaume Masia (KTM), a 7,541”; 7.º, Darryn Binder (Honda), a 7,559”; 8.º, Deniz Oncu (KTM), a 14,523”; 9.º, Ricardo Rossi (KTM), a 14,541”; 10.º, Carlos Tatay (KTM), a 20,503”. Classificaram-se mais 15 pilotos

CAMPEONATOS

PILOTOS

MotoGP – 1.º, Fábio Quartararo, 206 pontos; 2.º, Joan Mir, 141; 3.º, Johann Zarco, 137; 4.º, Francesco Bagnaia, 136; 5.º, Jack Miller, 118; 6.º, Brad Binder, 108; 7.º, Maverick Viñales, 95; 8.º, Miguel Oliveira, 85; 9.º, Aleix Espargaro, 83; 10.º, Jorge Martin, 64. Estão classificados mais 16 pilotos

Moto2 – 1.º, Remy Gardner, 231 pontos; 2.º, Raul Fernandez, 187; 3.º, Marco Bezzecchi, 179; 4.º, Sam Lowes, 127; 5.º, Aron Canet, 92; 6.º, Augusto Fernandez, 92; 7.º, Fabio Di Giabnantonio, 91; 8.º, Ai Ogura, 87; 9.º, Marcel Schortter, 75; 10.º, Xavi Vierge, 67. Estão classificados mais 21 pilotos

Moto3 – 1.º, Pedro Acosta, 201 pontos; 2.º, Sérgio Garcia, 155; 3.º, Romano Fenati, 132; 4.º, Dennis Foggia, 118; 5.º, Jaume Masia, 105; 6.º, Darryn Binder, 95; 7.º, Niccolò Antonelli, 87; 8.º, Ayumu Sasaki, 71; 9.º, Kaito Toba, 62; 10.º, Jaremy Alcoba, 60. Estão classificados mais 19 pilotos.

CONSTRUTORES

MotoGP – 1.º, Yamaha, 234 pontos; 2.º, Ducati, 225; 3.º, KTM, 162; 4.º, Suzuki, 158; 5.º, Honda, 115; 6.º, Aprilia, 84

Moto2 – 1.º, Kalex, 300 pontos; 2.º, Boscoscuro, 125; 3.º, MV Agusta, 10; 4.º, NTS; 10

Moto3 – 1.º KTM, 255 pontos; 2.º, Honda, 220; 3.º, Gasgas, 180; 4.º, Husqvarna,136

EQUIPAS

MotoGP – 1.º, Monster Energy Yamaha MotoGP, 301 pontos; 2.º, Ducati Lenovo Team, 254; 3.º, Pramac Racing, 205; 4.º, Team Suzuki Ecstar, 205; 5.º, Red Bull KTM Factory Racing, 193; 6.º, Repsol Honda Team, 118; 7.º, LCR Honda, 107; 8.º, Aprilia Racing Team Gresini, 87; 9.º, Tech3 KTM Factory Racing, 69; 10.º, Petronas Yamaha SRT, 68; 10.º, Esponsorama Racing, 63

Moto3 – 1.º, Red Bull KTM Ajo, 306 pontos; 2.º, Valresa Gasgas Aspar Team, 214; 3.º, Leopard Racing, 148; 4.º, Sterilgarda Garda Max Racing Team, 148; 5.º Petronas Sprinta Racing, 148; 6.º, Red Bull KTM Tech3, 124; 7.º, Indonesian Racing Gresini Moto3, 120; 8.º, Avintia Esponsorama Moto3, 114; 9.º, Rivacold Snipers Team, 93; 10.º, Carexpert Pruestel GP, 75; 11.º, CIP Green Power, 73; 12.º, SIC58 Squadra Corse, 54; 13.º, Boe Owlride, 45; 14.º, Honda Team Ásia, 18

Próxima prova – Gran Premio Tissot de Aragon, dia 12 de Setembro, no MotorLand Aragon.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *