Fabio Quartararo pode ser campeão em Misano

O Grande Prémio da Emília Romagna vai ser disputado no domingo, às 14h00 locais (13h00 em Lisboa). O piloto de 22 anos e natural de Nice, está numa posição privilegiada para atacar, pela primeira vez, o ceptro Mundial de MotoGP.

(auto.look2010@gmail.com)

O francês Fabio Quartararo (Yamaha) pode sagrar-se campeão mundial de MotoGP pela primeira vez caso vença o Grande Prémio da Emília Romagna, no domingo, em San Marino, antepenúltima prova do Mundial de motociclismo de velocidade.

Após 15 corridas, o piloto natural de Nice, de 22 anos, conta 254 pontos, mais 52 do que o italiano Francesco Bagnaia (Ducati), o único que ainda pode lutar pela sucessão do espanhol Joan Mir (Suzuki).

Mesmo que não vença, Fabio Quartararo, vencedor de cinco das corridas do ano, pode ainda festejar se perder dois pontos ou menos para “Pecco” Bagnaia, quando ficam a faltar apenas duas rondas para o final do campeonato (Algarve e Valência), o que equivale a 50 pontos (25 por vitória).

Fabio Quartararo, que lidera o campeonato desde a quinta prova, disputada em França, ainda não somou qualquer título nas várias categorias do Mundial de motociclismo de velocidade, ao contrário de Bagnaia, que, em 2017, bateu o português Miguel Oliveira (KTM) na batalha pelo título de Moto2.

Esta é a terceira época do piloto da Yamaha na categoria “rainha”, a primeira na equipa de fábrica – na qual substituiu o italiano Valentino Rossi –, contando pontos em todas as provas e 10 presenças no pódio. Além dos cinco triunfos, entre os quais na primeira passagem por Portimão, em Abril, Fabio Quartararo conquistou ainda dois segundos lugares e três terceiros.

Com 75 pontos ainda em disputa, o piloto de Nice tem de sair de San Marino com uma vantagem de pelo menos 50 pontos face a Bagnaia para dar à Yamaha o primeiro título de pilotos desde a conquista do espanhol Jorge Lorenzo em 2015. Para isso, há 14 cenários possíveis.

Fabio Quartararo arrebata o título com a vitória, mas também com o segundo lugar, desde que Bagnaia não vença, e até com o quinto, se o italiano não for ao pódio. O cetro pode ainda ficar já entregue a Quartararo se não pontuar em San Marino, desde que Bagnaia não conquiste três pontos, ou seja, que fique abaixo do 13.º lugar.

O Grande Prémio da Emília Romagna vai ser disputado no domingo, às 14h00 locais (13h00 em Lisboa). O calendário do Mundial de MotoGP encerra com o Grande Prémio da Comunidade Valenciana, em Espanha, em 14 de Novembro, uma semana depois de o Autódromo Internacional do Algarve (AIA), em Portimão, acolher pela segunda vez em 2021 uma etapa do Mundial de MotoGP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *