Fábio Quartararo garantiu a “pole” em Itália

O português Miguel Oliveira (KTM) foi hoje o sétimo mais rápido na sessão de qualificação para o Grande Prémio de Itália de MotoGP, naquele que é o melhor resultado do português em seis corridas.

PEDRO RORIZ E CARLOS SOUSA (auto.look2010@gmail.com)

Foi na derradeira volta que o francês Fábio Quartararo (Yamaha) desalojou o australiano Jack Miller (Ducati), vencedor das duas últimas corridas, da “pole position” para a corrida de MotoGP, numa altura em que o português Miguel Oliveira (KTM) ocupava a terceira posição.

Além do francês, também o italiano Francesco Bagnaia (Ducati), o francês Johann Zarco (Ducati) e o espanhol Aleix Espargaro (Aprilia) melhoraram os seus tempos, com Miguel Oliveira a acabar por ser relegado para a sétima posição da grelha, a melhor qualificação da temporada, por 0,002” distância de tempo que o separa do sul-africano Brad Binder (KTM).

Em Moto2, o inglês Sam Lowes (Kalex) esteve muito tempo no topo da tabela de tempos, mas acabou por ser o espanhol Raul Fernandez (Kalex) a garantir a primeira posição da grelha à frente do inglês e do seu compatriota Jorge Navarro (Boscoscuro) que tem sido presença regular entre os mais rápidos no traçado italiano.

A qualificação de Moto3 ficou marcada pela violenta queda do luso-suíço Jacques Dupasquier (KTM), que foi conduzido ao hospital de Florença, que envolveu, também, o espanhol Jeremy Alcoba (Honda), o qual foi conduzido ao hospital, ao que tudo indica, por precaução, ao contrário do que sucedeu com o seu opositor que ficou mais mal tratado.

A agência noticiosa EFE revela que o piloto de 19 anos sofreu um edema cerebral e uma contusão torácica, depois do acidente nos instantes finais da sessão de qualificação. O piloto, que tem ascendência portuguesa, esteve cerca de 30 minutos a ser assistido na pista do circuito de Mugello, antes de ser transportado de helicóptero para o hospital.

Seria o japonês Tatsuki Suzuki (Honda), que teve de participar na Q1, a assegurar a “pole position”, à frente do espanhol Pedro Acosta (KTM), que defende o comando do campeonato, e do argentino Gabriel Rodrigo

GRELHAS DE PARTIDA

MotoGP – 1.ª linha: Fabio Quartararo (Yamaha), 1’45,187”; Francesco Bagnaia (Ducati), 1’45,417”; Johann Zarco (Ducati), 1’45,432”; 2.ª linha: Aleix Espargaro (Aprilia), 1’45,538”; Jack Miller (Ducati), 1’45,598”; Brad Binder (KTM), 1’45,743”; 3.ª linha: Miguel Oliveira (KTM), 1’46,745”; Alex Rins (Suzuki), 1’45,996”; Joan Mir (Suzuki), 1’46,076”. Alinham mais 13 pilotos.

Moto2 – 1.ª linha: Raul Fernandez (Kalex), 1’50,723”; Sam Lowes (Kalex), 1’50,990”; Jorge Navarro (Boscoscuro), 1’51,097”; 2.ª linha: Remy Garnder (Kalex), 1’51,306”; Fábio Di Giannantonio (Kalex), 1’51,355”; Tony Arbolino (Kalex), 1’51,448”; 3.ª linha: Marco Bezzecchi (Kalex), 1’51,462”; Xavi Vierge (Kalex), 1’51,497; Marcel Schrotter (Kalex), 1’51,504”. Alinham mais 22 pilotos.

Moto31.ª linha: Tatsuki Suzuki (Honda), 1’56,001”; Pedro Acosta (KTM), 1’56,597”; Gabriel Rodrigo (Honda, 1’56,685”; 2.ª linha: Dennis Foggia (Honda), 1’56,980”; Jaume Masia (KTM); 1’56,985”;Jeremy Alcoba (Honda), 1’57,107”; 3.º linha: Romano Fenati (Husqvarna), 1’57,110”; Niccolò Antonelli (KTM), 1’57,137”, John McPhee (Honda), 1’57,152”. Alinham mais 21 pilotos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *