Fábio Quartararo evidencia rapidez no Japão

O piloto português Miguel Oliveira (KTM) caiu hoje nos segundos treinos livres do Grande Prémio do Japão de MotoGP, 16.ª prova do Mundial de motociclismo de velocidade, mas ainda conseguiu melhorar o registo da primeira sessão.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

No conjunto das duas primeiras sessões de treinos livres para o Motul Gran Prix of Japan, que tiveram lugar na madrugada de hoje, o francês Fábio Quartararo (Yamaha), que tem sido um sério opositor do espanhol Marc Marquez (Honda), já virtual campeão mundial, foi o mais rápido, sendo o único a rodar no segundo “44” no traçado de Motegi.

Mais rápido na primeira sessão, o espanhol Maverick Viñales (Yamaha) seria suplantado pelo francês, com Marc Marquez a registar o terceiro tempo, enquanto o português Miguel Oliveira (KTM), que decidiu testar um pneu diferente na sessão da tarde, acabaria por cair logo ao sair das boxes, tendo ficado combalido.

«Estava a sentir-me bastante bem com a moto e a ganhar alguma confiança. Senti alguma limitação com o ombro nesta pista, que é muito exigente nas travagens para o lado direito. Pelo facto de as previsões meteorológicas apontarem para chuva no sábado quisemos testar um pneu médio, que não ganhou temperatura suficiente e fez-me cair logo na volta de saída das boxes», explicou o piloto de Almada.

Ainda assim, Miguel Oliveira acabou por regressar à pista e concluir a jornada na 18.ª posição da sessão, mas na 19.ª no somatório dos dois treinos, com o tempo de 1m46,800s, a 2,036 segundos do francês Fabio Quartararo .

«Foi um detalhe com uma grande consequência. Consegui, um pouco combalido, voltar à moto e melhorar o tempo da manhã. Ainda temos muito trabalho para fazer na afinação da moto. Vamos ver o que podemos melhorar para fazer uma boa qualificação», sintetizou Miguel Oliveira.

Em Moto2, melhor tempo para o espanhol Alex Marquez (Kalex), que tinha sido terceiro na sessão inaugural, à frente do sul-africano Brad Binder (KTM), que tinha sido o mais rápido na sessão anterior, e do seu compatriota Jorge Martin (KTM).

Se na primeira sessão de treinos livres de Moto3, os dois candidatos ao título, o italiano Lorenzo Dalla Porta (Honda) e o espanhol Aron Canet (KTM), estavam no topo da tabela de tempos, na segunda sessão seria outro italiano, Andrea Migno (KTM) a ascender ao primeiro lugar, no conjunto das duas sessões, à frente do espanhol Marcos Ramirez (Honda) e do inglês John McPhee (Honda), com os candidatos ao título a ficarem, pela mesma ordem, à porta do “top ten”.

MELHORES TEMPOS DOS TREINOS LIVRES

MOTOGP – Fabio Quartararo (Yamaha), 1’44,764”; Maverick Viñales (Yamaha), 1’45,085”; Marc Marquez (Honda), 1’45,100”; Andrea Dovizioso (Ducati), 1’45,414”; Valentino Rossi (Yamaha), 1’45,466”; Franco Morbidelli (Yamaha), 1’45,562”; Jack Miller (Ducati), 1’45,577”; Danilo Petrucci (Ducati), 1’45,619; Joan Mir (Suzuki), 1’45,641”; Aleix Espargaro (Aprilia), 1’45,721”; …; Miguel Oliveira (KTM), 1’46,800”. Treinaram mais quatro pilotos.

MOTO2 – Alex Marquez (Kalex), 1’50,647”; Brad Binder (KTM), 1’50,828”; Jorge Martin (KTM), 1’50,901”; Luca Marini (Kalex), 1’50,921”; Sam Lowes (Kalex), 1’50,929”; Nicolo Bulega (Kalex), 1’50,064”; Stefano Manzi (MV Agutsa), 1’51,037; Thomas Luthi (Kalex), 1’51,040”; Tetsuta Nagashima (Kalex), 1’51,507”; Lorenzo Baldassarri (Kalex), 1’51,113”. Treinaram mais 22 pilotos

MOTO3 – Andrea Migno (KTM), 1’56,742”; Marcus Ramirez (Honda), 1’56,839”; John McPhee (Honda), 1’56,877”; Jakub Kornfeel (KTM), 1’57,037”; Gabriel Rodrigo (Honda), 1’57,037”; Celestino Vietti (KTM), 1’57,081; Tatsuki Suzuki (Honda), 1’57,082”; Derek Binder KTM), 1’57,093”; Kaito Toba (Honda), 1’57,114”; Albert Arenas (KTM), 1’57,191”. Treinaram mais 20 pilotos.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação