F1 evita países com sistema de saúde insuficientes

O início do campeonato do mundo está marcado para Julho na Áustria.

(auto.look2010@gmail.com)

A Fórmula 1 vai evitar países com sistemas de saúde débeis ou insuficientes para fazer frente à pandemia da Covid-19, assegurou hoje o representante dos pilotos, o austríaco Alex Wurz.

«Não iremos a países onde a crise sanitária seja tão grave que não haja capacidade suficiente no seu sistema de saúde», frisou Alex Wurz, que participou numa videoconferência com os “patrões” da Fórmula 1, Chase Carey, e da Federação Internacional do Automóvel, Jean Todt, sobre as formas de minimizar riscos no Mundial de 2020.

O campeonato do mundo foi suspenso devido à pandemia e tem início previsto para Julho, na Áustria, país natal de Alex Wurz: «Sei que temos plena capacidade. Na Áustria tivemos sorte, os casos foram poucos e, quanto ao tratamento médico, instalações hospitalares e unidade de emergência em torno do (circuito) Red Bull Ring [em Spielberg], não há problema», assinalou Alex Wurz.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *