F1 em Portugal mostra que o Algarve é seguro

A Região de Turismo do Algarve destacou hoje o esforço das várias entidades para trazerem a Fórmula 1 de novo a Portugal, numa prova que pode ser um palco para mostrar que o destino está aberto e é seguro.

(auto.look2010@gmail.com)

«Valeu a pena o esforço do Autódromo do Algarve, do Turismo do Algarve, do Turismo de Portugal e da Câmara Municipal de Portimão para trazer esta grande prova que é um palco para mostrar que o destino está aberto e que é seguro», afirmou o presidente da Região de Turismo do Algarve.

Em relação à possibilidade de haver assistência nas bancadas, João Fernandes revelou que «seria uma óptima notícia para o Algarve», mas é prudente, realçando o «anúncio do plano de desconfinamento» por parte do Governo, em 11 de Março e o facto de o evento «decorrer a 2 de Maio».

João Fernandes Assumiu ainda que há que «aguardar as directrizes» da Direcção Geral de Saúde (DGS), sendo necessário, até lá, «avaliar as condições» para que possa «haver» público. Para o dirigente, a realização da prova é, à semelhança do ano anterior, «por si só» um palco «importantíssimo para divulgar o Algarve» e, sobretudo, numa altura em que acredita que a região estará «em condições para receber mercado externos», evidenciando que a Fórmula 1 chega «a mais de 428 milhões de lares».

Como balanço da Fórmula 1 Heineken GP de Portugal de 2020, João Fernandes destacou um relatório da saúde que indicou a não existência de «surtos da Covi-19 a partir da edição do ano passado» e a notícia que apontou a edição algarvia como «a segunda mais vista do campeonato do ano passado e a mais vista da Europa».

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *