Esteban Guerrieri resistiu na Hungria

Piloto argentino foi um verdadeiro “tampão” logo após o início da prova, não se deixando surpreender e construir um triunfo limpinho… O português Tiago Monteiro terminou na 14.ª posição, depois de ter arrancado de 20.º da grelha.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Sem chuva mas com baixas temperaturas e com o asfalto húmido a complicar o aquecimento dos pneus, a primeira corrida do fim-de-semana do WTCR, na Hungria, foi ganha pelo argentino Esteban Guerrieri (Honda Civic) que resistiu, ao longo das 12 voltas, à pressão do francês Yann Ehrlacher (Lynk & Co 03).

O piloto gaulês aproveitou o facto do espanhol Mikel Azcona (Cupra Leon), que estava na segunda posição da grelha, ter falhado o arranque, para se instalar no segundo lugar e perseguir o argentino que soube resistir a todos os ataques, tirando partido de um traçado onde só há ponto de ultrapassagem claro: o final da recta da meta.

E enquanto o espanhol andava para trás, o argentino Nestor Girolami (Honda Civic), que saiu de sexto, terminou em terceiro, atrás do francês Yvan Muller (Lynk & Co 03), depois de conseguir concretizar a ultrapassagem, várias vezes tentada.

Numa confirmação da superioridade que a Honda tem exibido no Hungaroring, o húngaro Atilla Tassi (Honda Civic) terminou em quinto.

Relegado para o final da grelha (20.º), por ter trocado de motor na Eslováquia, o português Tiago Monteiro (Honda Civic) fez uma prova de recuperação e terminou em 14.º.

 

Classificação – 1.º, Esteban Guerrieri (Honda Civic), 12 voltas (52,532 km), em 23’12,376” (137,0 km/h); 2.º, Yann Ehrlacher (Lynk & Co 03), a 0,500”; 3.º, Nestor Girolami (Honda Civic), a 1,105”; 4,º, Yvan Muller (Lynk & Co 03), a 1,759”; 5.º, Atilla Tassi (Honda Civic), a 2,318”; 6.º, Mikel Azcona (Cupra Leon), a 2,619”; 7.º, Santiago Urrutia (Lynk & Co 03), a 3,608”; 8.º, Jean-Karl Verney (Alfa Romeo Giulietta), a 4,223”; 9.º, Luca Engstler (Hyundai i30 N); a 4,514”; 10.º, Thed Bjork (LYnk & Co 03), a 5,412; …; 14º, Tiago Monteiro (Honda Civic), a 11,147”. Classificaram-se mais sete pilotos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: