Estações Náuticas: novo Turismo no Centro

A convite do Turismo Centro de Portugal, um grupo de convidados descobriu Estações Náuticas de Castelo do Bode, Oeste, Aveiro, Vagos, Ílhavo, Murtosa, Estarreja e Ovar.

(auto.look2010@gmail.com) – Fotos: PEDRO CERQUEIRA

Um grupo de jornalistas, bloggers, instagrammers e outros criativos esteve durante três dias a descobrir e as potencialidades e as muitas experiências que se podem realizar nas Estações Náuticas do Centro de Portugal, a convite do Turismo Centro de Portugal.

No primeiro dia, o grupo descobriu as muitas actividades náuticas que se podem praticar na albufeira de Castelo do Bode, como wakeboard, stand up paddle, canoagem e caiaque, entre outras.

Nessa mesma manhã, teve lugar a cerimónia pública de apresentação das Estações Náuticas do Centro de Portugal, na Praia Fluvial de Fernandaires, no concelho de Vila de Rei, e que contou com a presença de Maria do Céu Antunes, ministra da Agricultura, Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal, Sofia Maciel, da Fórum Oceano, e Ricardo Aires, presidente da Câmara Municipal de Vila de Rei, entre outras individualidades. O dia terminou com um sunset num barco, em Peniche.

No segundo dia do roteiro, a comitiva comprovou as potencialidades da Estação Náutica do Oeste, nomeadamente com uma experiência de surf no Baleal (Peniche), um almoço na praia de Santa Cruz, windsurf na Lagoa de Óbidos e uma visita ao Museu Vivo do Peixe Seco, na Nazaré.Ao fim do dia, ainda houve tempo de experimentar canoagem na Ria de Aveiro e realizar um passeio nocturno de moliceiro.

 

O terceiro dia foi dedicado às restantes estações náuticas da Ria de Aveiro. O grupo começou a manhã com uma experiência de surf na praia da Vagueira (Estação Náutica de Vagos), seguindo-se um pequeno-almoço numa casa-embarcação na marina da Vagueira.

Depois, na Estação Náutica de Ílhavo, teve lugar uma experiência com barco à vela com o Clube Náutico Boca da Barra.

O grupo deslocou-se depois de barco para a Torreira, na Estação Náutica da Murtosa, onde conheceu o Estaleiro de Construção Naval Tradicional. À tarde, ainda houve tempo para um passeio em barco moliceiro à vela, em direcção à Estação Náutica de Estarreja, na Ribeira da Aldeia – Pardilhó.

Aqui, visitou-se o Estaleiro de Construção Naval do Mestre Esteves. O roteiro terminou na Estação Náutica de Ovar, com uma visita acompanhada ao Centro Náutico da Ria de Ovar, no Cais do Puxadouro.

O Centro de Portugal conta com oito Estações Náuticas certificadas, nomeadamente Aveiro, Castelo do Bode, Estarreja, Ílhavo, Murtosa, Oeste (esta em vários núcleos), Ovar e Vagos. Além destas, outras sete Estações Náuticas estão em processo de certificação na região.

As estações náuticas são organizadas com base na valorização dos recursos náuticos presentes em cada território, os quais incluem a oferta de alojamento, restauração, actividades náuticas e outras actividades e serviços relevantes para a atracção de visitantes.

Ao estarem certificadas, asseguram aos visitantes a qualidade do produto turístico e dos serviços prestados, bem como apoio informativo e a reserva de alojamento e serviços.

O Turismo Centro de Portugal é a entidade que estrutura e promove o turismo na Região Centro do país. Esta é a maior e mais diversificada área turística nacional, abrangendo 100 municípios, e tem registado um intenso crescimento da procura interna e externa. É a região a escolher para quem pretende experiências diversificadas, pois concilia locais Património da Humanidade com a melhor costa de surf da Europa, termas e spas idílicos, locais de culto de importância mundial e as mais belas aldeias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: