Espanhol Aleix Espargaro impõe-se às Ducati

O piloto português fez o 14.º tempo e ficou a meio segundo do seu companheiro de equipa, Brad Binder. Aleix Espargaró foi o mais rápido.

PEDRO RORIZ (aut.look2010@gmail.com)

O espanhol Aleix Espargaro (Aprilia) registou o melhor tempo na segunda sessão de treinos livres para o Grande Prémio de Itália de MotoGP, impondo-se às cinco Ducati que o seguem na tabela de tempos. O italiano Francesco Bagnaia (Ducati) foi o mais rápido do quinteto, à frente do australiano Jack Miller (Ducati), do francês Johann Zarco (Ducati) e dos seus compatriotas Luca Marini (Ducati) e Enea Bastianini (Ducati).

O sétimo tempo do sul-africano Brad Binder (KTM) pode significar que os técnicos da marca austríaca encontraram maneira de tornar as motos mais competitiva, com o português Miguel Oliveira (KTM) a beneficiar das novas afinações encontradas para subir para a 14.ª posição, a 0,2” do tempo do espanhol Pol Espargaro (Honda) que fecha o lote de pilotos com entrada directa na Q2.

Em Moto2, o melhor tempo da segunda sessão pertenceu ao tailandês Somkiat Chantra (Kalex), que bateu os espanhóis Augusto Fernandez (Kalex) e Pedro Acosta (Kalex).

Contudo, o inglês Jake Dixon (Kalex) permaneceu no topo da tabela de tempos no conjunto das duas sessões, à frente de Augusto Fernandez, que fez parte do lote de pilotos que não melhorou o tempo, e de outro espanhol, Aron Canet (Kalex), com o tailandês a colocar-se na quarta posição no conjunto das duas sessões.

Apesar do violento acidente em que estiveram envolvidos, o espanhol Jaume Masia (Kalex) e o japonês Ayumu Sasaki (Kalex), que foi conduzido ao centro médico do circuito, registaram os melhores tempos da sessão, à frente do japonês Tatsuki Suzuki (Honda), com o italiano Dennis Foggia (Honda), único a chegar ao segundo “56” no conjunto das duas sessões, a permanecer no topo da tabela de tempos no final do dia.

TEMPOS DOS TREINOS

MOTOGP – Aleix Espargaro (Aprilia), 1’45,891”; Francesco Bagnaia (Ducati), 1’45,940”; Jack Miller (Ducati), 1’46,310”; Johann Zarco (Ducati), 1’46,349”; Luca Marini (Ducati), 1’46,362”; Enea Bastianini (Ducati), 1’46,395”; Brad Binder (KTM), 1’46,439”; Marco Bezzecchi (Ducati), 1’46,473”; Fabio Quartararo (Yamaha), 1’46,591”; Pol Espargaro (Honda), 1’46,618”; …;  Miguel Oliveira (KTM), 1’46,818. Treinaram mais 12 pilotos.

MOTO2 – Somkiat Chantra (Kalex), 1’52,350”; Augusto Fernandez (Kalex), 1’52,371”; Pedro Acosta (Kalex), 1’52,410”; Albert Arenas (Kalex), 1’52,481”; Tony Arbolino (Kalex), 1’52,653”; Aron Canet (Kalex), 1’52,750”;

Joe Roberts (Kalex), 1’52,796”; Manuel Gonzalez (Kalex), 1’52,814”; Sam Lowes (Kalex), 1’52,833”; Fermin Aldeguer (Boscoscuro), 1’52,879”. Treinaram mais 21 pilotos

MOTO3 – Jaume Masia (KTM), 1’57,134”; Ayumu Sasaki (Husqvarna), 1’57,742”; Tatsuki Suzuki (Honda), 1’57,775”; Dennis Foggia (Honda), 1’57,820”; Sergio Garcia (GasGas), 1’57,921”;Matteo Bartelle (KTM), 1’58,004”; Andrea Migno (Honda), 1’58,104”. Deniz Oncu (KTM), 1’58,108”;

Izan Guevara (GasGas), 1’58,354”; Scott Ogden (Honda), 1’58,405”. Treinaram mais 20 pilotos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.