Esapekka Lappi lidera Rali da Turquia

O finlandês Teemu Suninen (Ford Fiesta WRC) fez um pião e terminou em quarto, a 44,4 segundos.

(auto.look2010@gmail.com)

O finlandês Esapekka Lappi (Citroën C3 WRC) terminou o primeiro dia do Rali da Turquia, 11.ª prova do Mundial, na frente da classificação, com 17,7 segundos de vantagem sobre o companheiro de equipa, o francês Sébastien Ogier.

Esapekka Lappi saltou para a liderança no segundo troço do dia, em Çetibeli, o mais longo da jornada, com 38,15 quilómetros. Foi a única especial ganha pelo piloto da Citroën, mas, ainda assim, suficiente para se manter na frente até ao final.

Durante a tarde, os adversários viriam a sentir problemas, entre furos e escolhas erradas de pneus, ajudando, também, Sébastien Ogier a subir do sétimo ao segundo lugar em apenas cinco troços, apesar de ainda ter sofrido um furo. O campeão mundial terminou este primeiro dia da prova turca a apenas 17,7 segundos de Lappi e com sete décimas de segundo de vantagem para o terceiro classificado, o belga Thierry Neuville (Hyundai i20 WRC).

«Obviamente que foi um bom dia para nós. Tentámos manter-nos sempre dentro das trajetórias e não tivemos problemas», explicou Esapekka Lappi.

O estónio Ott Tanak (Toyota Yaris WRC), líder do campeonato, que partia para esta prova com 33 pontos de avanço para Thierry Neuville e 40 para Sébastien Ogier, sofreu pelo facto de ser o primeiro a sair para a estrada, numa corrida marcada pelos troços de gravilha, técnicos e com muitas pedras. Terminou o dia em oitavo, mas já a 1m37,4s de atraso para o líder.

«Nunca vi especiais como estas. Dei umas 15 pancadas fortes com o carro», admitiu o líder da prova. O finlandês Jari-Matti Latvala (Toyota Yaris WRC) terminou em nono, depois de um furo lhe ter feito perder cerca de dois minutos.

Os últimos dois troços do dia provocaram grandes alterações na classificação, devido à chuva. Muitos pilotos tinham apostado em pneus duros para enfrentar os troços com muita pedra e temperaturas elevadas, mas que têm pior desempenho em piso enlameado.

Foi o caso do norueguês Andreas Mikkelsen (Hyundai i20 WRC), que desceu de segundo a quinto, já a 1m04,1s do comandante. O finlandês Teemu Suninen (Ford Fiesta WRC) fez um pião e terminou em quarto, a 44,4 segundos.

Para este sábado estão reservadas mais seis especiais, num total de 110 quilómetros cronometrados, agora na costa do Mediterrâneo.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação