Equipa Monteiro na vaga de emoções de Fronteira

Num circuito com várias dezenas de veículos em prova para um total de 419 pilotos, Jacinto Monteiro, João Monteiro, João António Monteiro e David Guerreiro estão empenhados em progredir volta a volta, chegar ao fim e “mostrar” os parceiros neste projecto com quatro anos de existência.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt)

Está tido a postos para a grande festa do todo-o-terreno nacional mas que aguça o apetite de muitos pilotos estrangeiros. São 419 pilotos que vão esgrimir argumentos por uma boa posição na tabela classificativa. Jacinto Monteiro, João Monteiro, João António Monteiro e David Guerreiro também estão de regresso ao Terródromo de Fronteira para alinhar, este fim-de-semana, na 22.ª edição das 24 Horas TT Vila de Fronteira.

Ao volante de um Nissan Terrano II 3.0 Diesel, a equipa familiar apenas promete a divertir-se, vera bandeira de xadrez e levar e mensagem dos parceiros o mais longe possível. É esta a incumbência da formação alentejana, nascida em 2015 e que teve em Jacinto Monteiro o grande mentor e “pai” do projecto, para integrar o pelotão na mítica prova de todo-o-terreno e que reúne, ao longo do traçado em torno da vila de Fronteira, milhares de adeptos do desporto motorizado.

Com a descontracção e animação garantida, Jacinto Monteiro, João Monteiro, João António Monteiro e David Guerreiro, que transportam o número 63 nas portas da viatura nipónica do Grupo Promoção C, esperam que a grande festa da modalidade produza um efeito verdadeiramente apoteótico, evidenciando os seus dotes de condução na e contribuir para mis um sucesso na prova organizada pelo Automóvel Club de Portugal (ACP).

A dois dias do início da competição, a equipa familiar deverá ter pela frente uma contrariedade extensível aos mais de 400 pilotos que se apresentam: as condições atmosféricas, onde a chuva que tem caído pode criar muitas adversidades com a formação de lama, associada, ainda, à vaga de frio, sobretudo durante as horas nocturnas.

Mas esse conjunto de factores não vai afectar o estado de espírito de Jacinto Monteiro, João Monteiro, João António Monteiro e e David Guerreiro, em que a grande preocupação é mesmo entrar na festa, sem descurar, naturalmente, uma boa prestação. Para esta missão, os pilotos alentejanos contam com o apoio da Câmara Municipal de Ourique – Capital do Porco Alentejano, Crédito Agrícola Costa Azul, Olimpcork – Cortiças SA, JParreira Racing, Montaraz de Garvão – Transformação Artesanal de Porco Preto, Ld.ª, António Delfino, Planitia – Mel e Medronho (Garvão) e www.autolook.pt.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação