Entrada arrasadora de Ricardo Teodósio

O piloto algarvio demonstrou estar determinado em alcançar um resultado no Rali Vidreiro – Centro de Portugal, na Marinha Grande, que lhe permita adiar a decisão do título para Mortágua.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Armindo Araújo e Luís Ramalho (Skoda Fabia Rally2 Evo)

Mais rápido na “Qualifyng Stage”, onde bateu Armindo Araújo (Skoda Fabia Rally2 Evo), por dois segundos, Ricardo Teodósio (Skoda Fabia R5 Evo) entrou ao ataque e, nos 19,50 km da classificativa de S. Pedro de Moel, bateu o campeão nacional por 1,9 segundos.

Armindo Araújo justificou a diferença pelo facto de terem sido «conservadores na parte final», mas não deixou de lembrar que «estamos na discussão pela primeira posição e ainda faltam muitos quilómetros»

Bruno Magalhães (Hyundai i20 N Rally2), que faz a estreia da nova arma da marca sul-coreana no asfalto, depois na estreia em Fafe, em pisos de terra, registou o terceiro tempo, a sete segundos de Ricardo Teodósio.

Bruno Magalhães e Carlos Magalhães (Hyundai i20 N Rally2)

Trata-se de uma diferença superior ao que seria normal, uma vez que teve de ultrapassar Pedro Meireles (VW Polo GTi R5), que furou, perdeu mais de dois minutos para o piloto algarvio e ficou afastado da possibilidade de repetir o triunfo alcançado o ano passado.

José Pedro Fontes (Citroen C3 Rally2) registou o quarto tempo mas já a mais de 10 segundos do piloto da marca checa, diferença demasiado significativa, tanto mais que o piloto tem mostrado especial eficácia nas provas em asfalto, traduzida na vitória no Alto Tâmega, tanto mais que só a vitória lhe permite manter esperanças na eventual conquista do título.

Classificação após a 1.ª PC – 1.º Ricardo Teodósio/José Teixeira (Skoda Fabia R5 Evo), 9’48,2”; 2.º Armindo Araújo/Luís Ramalho (Skoda Fabia Rally2 Evo), a 1,9”; 3.º Bruno Magalhães/Carlos Magalhães (Hyundai i20 N Rally2), a 7,0”; 4.º, José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroen C3 Rally2), a 11,3”; 5.º, Miguel Correia/Jorge Eduardo Carvalho (Skoda Fabia R5 Evo), a 19,3”; 6.º, Manuel Castro/Ricardo Cunha (Skoda Fabia R5), a 27,0”; 7.º, Pedro Almeida/Hugo Magalhães (Hyundai i20 R5), a 35,9”; 8.º, Iago Caamaño/Javier Varela (Citroen C3 Rally2), a 43,3”; 9.º, Paulo Neto/Vítor Hugo (Skoda Fabia R5), a 45,0”; 10.º, Daniel Nunes/Nuno Mota Ribeiro (Ford Fiesta Rally 3), a 48,0”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *