Elfyn Evans termina dia na frente de Seb. Ogier

Inglês e francês da Toyota Gazzo Racing partem para o segundo dia de prova separados por apenas 1,4 segundos. O segundo dia é composto pela dupla passagem de San Fermo, Selvino e Sottozero.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Consciente de que só a vitória lhe interessa, mas mesmo isso pode não chegar para garantir o título, perdido o ano passado, nesta mesma prova, o inglês Elfyn Evans (Toyota Yaris WRC) termina o dia no comando do Rali de Monza, depois do francês Séabstien Ogier (Toyota Yaris WRC) ter estado na frente, na fase inicial da prova.

A etapa italiana do WRC arrancou com uma dupla passagem por duas especiais, antes de fechar o dia com três classificativas no Parque de Monza, utilizando várias versões do circuito de Fórmula 1 e dos caminhos existentes.

O francês chegou ao Parque de Monza no primeiro lugar mas, depois das três provas de classificação ali desenhadas, é o inglês que terminou o dia na frente com 1,4 segundos de avanço sobre o seu mais directo perseguidor, o qual não precisa de correr riscos para revalidar o ceptro.

O belga Thierry Neuville (Hyundai i20 Coupé WRC) foi terceiro ao longo de todo o dia, sem conseguir colocar em causa os participantes no duelo anglo-francês, com o espanhol Dani Sordo (Hyundai i20 Coupé WRC) a secundá-lo.

Excelente quinto lugar do jovem Oliver Solberg (Hyundai i20 Coupé WRC), com o francês Adrien Fourmaux (Ford Fiesta WRC) a ser o único dos pilotos dos WRC a não terminar a etapa em consequência de uma saída de estrada na terceira especial do dia.

Interessante tem sido o duelo entre os RC2, com o comando a mudar de mãos por duas vezes e com o francês Yohan Rossel (Citroen C3 Rally2) a terminar o dia no primeiro lugar, depois de por lá terem passado o norueguês Andreas Mikkelsen (Skoda Fabia Rally2 Evo), na primeira prova de classificação, o russo Nikolay Gryazin (Skoda Fabia Rally2 Evo), da segunda à quinta classificativa.

Todavia, o francês ascendeu ao comando na penúltima especial do dia, onde o russo perdeu quase um minuto por causa de um “toque” num dos blocos de cimento que definem o percurso, relegando-o para o terceiro lugar da categoria.

Yohan Rossel, que fecha o “top ten”, parte para o dia de amanhã com 2,9” de avanço sobre o polaco Kajetan Kajetanowicz (Skoda Fabia Rally2 Evo).

Amanhã teremos um dia semelhante, com uma dupla passagem pelas classificativas de San Fermo (14,80 km) e Selvino (24,93 km), a mais extensa, antes do regresso ao Parque de Monza, com uma dupla passagem pela prova de classificação de Sottozero (14,39 km).

Classificação, após sete especiais – 1.º Elfyn Evans/ Scott Martin (Toyota Yaris WRC), 1.04’05,2”; 2.º Sébastien Ogier/ Julien Ingrassia (Toyota Yaris WRC), a 1,4”; 3.º Thierry Neuville/ Martijn Wydaeghe (Hyundai i20 Coupé WRC),a 21,6”; 4.º Dani Sordo/ Candido Carrera (Hyundai i20 Coupé WRC), a 24,6”; 5.º Oliver Solberg/Elliott Edmonson (Hyundai i20 Coupé WRC), a 50,6”; 6.º Takamoto Katsuta/Aaron Johnstone (Toyoya Yaris WRC), a 1’05,5”; 7.º Gus Greensmith/Jonas Andersson (Ford Fiesta WRC), a 1’14,1”; 8.º Teemu Suninen/ Mikko Markkula (Hyundai i20 Coupé WRC), a 1’28,6”; 9.º Kalle Rovampera/Jonne Halttunen (Toyota Yaris WRC), a 1’57,3”; 10.º Yohan Rossel/Jacques-Julien Renucci (Citroen C3 Rally2), a 4’21,3”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *