Elfyn Evans recoloca Ford Fiesta WRC no comando

O inglês Elfyn Evans (Ford Fiesta WRC) termina o primeiro dia da Volta à Córsega, depois de ter visto o Director da Prova corrigir o tempo efectuado na derradeira especial, onde tinha sido prejudicado, de forma, involuntária, pelo seu compatriota Kris Meeke (Toyota Yaris WRC).

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

O piloto da Ford, que foi o primeiro comandante da prova ao ser o mais rápido na especial de abertura (Bavella – 17,60 km), voltou a impor-se na segunda passagem e ascendeu ao comando, daí desalojando o estónio que tinha terminado a primeira volta na frente.

Em Valinco (25,94 km) a situação dos dois primeiros manteve-se com Elfyn Evans a voltar a fazer o melhor tempo e aumentar a sua vantagem sobre Ott Tanak (Toyota Yaris) para 4,5 segundos, mas em Alta-Rocca (17,37 km), a derradeira classificativa do dia, Kris Meeke bateu, danificou a suspensão traseira do lado direito, perdeu mais de dois minutos para os homens da frente e prejudicou Elfyn Evans, que vinha atrás, a ser nono na especial e a descer para terceiro atrás, ainda, do belga Thierry Boutsen (Hyundai i20 Coupé R5).

Contudo, o director da prova decidiu atribuir a Elfyn Evans o tempo efectuado por Ott Tanak e assim o inglês vai partir amanhã com a vantagem que tinha angariado nas cinco especiais corridas.

De assinalar que os três primeiros estão separados por 10 segundos, enquanto o quarto, o espanhol Dani Sordo (Hyundai i20 Coupé WRC) está já a quase 30 de Elfyn Evans e tem menos de cinco segundos de avanço sobre o finlandês Teemu Suninen (Ford Fiesta WRC).

Os “Sébastien”, atrasados na primeira volta pelas três especiais, têm vindo a recuperar posições, com Ogier (Citroën C3 WRC) a ser sexto e Loeb (Hyundai i20 Coupé R5) oitavo, com o segundo afastado da hipótese de vencer, uma vez que está já mais de dois minutos dos homens da frente, enquanto o campeão do Mundo continua a manter a esperança de poder alcançar a terceira vitória da temporada, pois tem pouco mais de 30 segundos de atraso para o comandante.

O francês Eric Camilli (VW Polo GTi R5) conservou o comando entre os R5 e angariou uma vantagem de 20,0” de avanço sobre o seu compatriota Yoann Bonato (Citroën C3 R5) e fecham o lote dos 10 mais rápidos, como consequência dos problemas de Kris Meeke e do finlandês Jari-Matti Latvala (Toyota Yaris WRC), que furou, no segundo troço da segunda parte, e perdeu várias posições, sendo 13.º no final do dia, enquanto Kris Meeke é 16.º.

A ESTRADA

Amanhã, a etapa tem partida e chegada a Bastia com as equipas a cumprirem uma dupla passagem por Cap Corse (25,62 km), Désert des Agriates (14,45 km) e Castagniccia (47,18 km), a especial mais extensa da prova, e a terem de percorrer mais de metade do percurso selectivo, depois de um dia em que não houve Parque de Assistência, o que pode ter provocado problemas que só amanhã se ficarão a conhecer, o que pode provocar alterações na classificação.

CLASSIFICAÇÃO APÓS SEIS ESPECIALS

1.º Elfyn Evans/Scott Martin (Ford Fiesta WRC), 1h09m39,6s

2.º Ott Tanak/Martin Jarveoja (Toyota Yaris WRC), a 4,5”

3.º Thierry Neuville/Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupé WRC), a 9,8”

4.º Dani Sordo/Carlos Del Barrio (Hyundai i20 Coupé), a 26,1”

5.º Teemu Suninen/Marko Salminen (Ford Fiesta WRC), a 30,9”

6.º Sébastien Ogier/Julien Ingrassia (Citroen C3 WRC), a 36,3”

7.º Esapekka Lappi/Janne Ferm (Citroen C3 WRC), a 46,3”

8.º Sébastien Loeb/Daniel Elena (Hyundai i20 Coupé WRC), a 2’27,9”

9.º Eric Camilli/François-Xavier Buresi (VW Polo GTi  R5), a 2’46,4”

10.º Yoann Bonato/Benjamin Boulloud (Citroen C3 R5), a 3´06,4”

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação