Duplo pódio Kumho no “Terras D’Aboboreira”

No regresso dos pisos de terra, os pneus Kumho voltaram a estar ao mais alto nível, conquistando mais dois lugares num pódio. As duplas José Gomes/André Gaspar e Tiago Almeida/Bruno Azevedo garantiram o 2.º e 3.º lugar, respectivamente, na prova do Campeonato Norte de Ralis.

(auto.look2010@gmail.com)

José Gomes e André Gaspar (Mitsubishi Lancer Evo VII)

O feito em causa foi assumido por equipas a protagonizarem estreias. No caso de José Gomes, o piloto foi a “combate” com um novo Mitsubishi Lancer Evo VII e também tinha a seu lado, pela primeira vez, o navegador André Gaspar. A sua exibição nas serras do Marão e da Aboboreira foi simplesmente notável.

Nada limitado nem pelo imenso hiato de tempo desde a sua última participação, datada já de 2019, nem pela estreia do carro, José Gomes assumiu um andamento muito forte, registando três segundos lugares nos três primeiros troços nas contas do Campeonato Norte de Ralis, vencendo mesmo a quarta e última especial, sendo sempre o mais forte em todas elas no que respeita à luta pela supremacia na Divisão 1 do Desafio Kumho Portugal que, neste rali, tinha uma jornada dupla a contar para os Desafios Kumho Terra e Kumho Norte.

Tiago Almeida e Bruno Azevedo (Mitsubishi Mirage)

O piloto de Penafiel saiu assim do rali com a pontuação máxima possível nas contas Kumho. Logo atrás, Tiago Almeida era o piloto de serviço na estreia absoluta do Mitsubishi Mirage em ralis nacionais. O piloto enfrentou as duras especiais da prova logo após ter sofrido um acidente pessoal que o deixou com uma mão magoada e que o afectou com dores ao longo de toda a prova.

Mesmo assim, não baixou os braços e foi sempre rápido, terminando a 37,3 segundos de José Gomes, juntando ao excelente 3.º lugar na geral do rali, o 2.º posto nas contas Kumho desta divisão. As duas equipas prometem ser protagonistas de grandes batalhas Kumho no futuro.

João Silva e José Azevedo (Nissan Micra)

REGULARIDADE LEVA JOÃO SILVA

E JOSÉ AZEVEDO À VITÓRIA NA DIVISÃO 2

As contas da Divisão 2 do Desafio Kumho Portugal passaram por apurar quais seriam as equipas que conseguiriam apresentar nos quatro duros troços de terra a melhor relação entre rapidez e fiabilidade. Os longos 23,67 quilómetros da especial inicial, na serra do Marão, apresentaram os argumentos de força de Tiago Caetano e Luís Boiça que venceram o troço com larga vantagem sobre os demais. A dupla viria a registar um mau tempo na 2.ª especial, mantendo, no entanto, o comando, mas antevendo que algo se passaria no Citroën Saxo.

E assim era. Na terceira classificativa, uma avaria colocou-os fora do rali, saltando para a liderança João Silva e José Azevedo, mais rápidos nesse troço. Sempre muito eficazes aos comandos do Nissan Micra, foram para a última especial com a liderança controlada e chegaram a um justo triunfo, construído com a capacidade que têm vindo a demonstrar de assinarem exibições onde as falhas são raras. Esta vitória reforça a candidatura da dupla ao título Kumho a Norte.

O 2.º lugar final na Divisão 2 foi o prémio para a garra e a entrega dos estreantes João ferreira e Ana Ferreira. Para além do excelente resultado, levam ainda para casa a satisfação complementar de terem sido os mais rápidos na última especial, coroando um rali onde foram sendo cada vez mais rápidos. Inglória foi a presença do Peugeot 206 GTi de David Santiago e Tiago Neves, forçados a desistir logo no primeiro troço, devido a um problema mecânico.

O 3.º Desafio Kumho Portugal ruma agora novamente a Sul. Terá dupla jornada, cumpridas nos dois dias de competição do Rali Casinos do Algarve. As mesmas, com pontuações distintas, contarão para os Desafios Kumho Asfalto e Sul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: