Duelo Intenso entre Ogier e Evans em Monza

A liderança mudou de mãos por cinco ocasiões em apenas seis especiais. Sébastien Ogier alcançou a liderança nas encruzilhadas estradas italianas de Monza, dispondo de meio segundo de avanço sobre Elfyn Evans.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Foi intenso o duelo travado entre o inglês Elfyn Evans, que começou o dia na frente, e o francês Sébastien Ogier, ambos em Toyota Yaris WRC, que o acabou no comando. Depois de um dia em que as trocas de posições foram constantes, o piloto francês encarou as derradeiras três classificativas com a máxima determinação, terminando o segundo dia com 0,5 segundos de avanço sobre o seu adversário.

Elfyn Evans tem feito tudo para tentar vencer, embora saiba que a vitória, por si só, não lhe chega para conquistar o título, pois, para isso acontecer, precisa que algo aconteça a Sébastien Ogier.

Com o objectivo de o levar a cometer um erro, Elfyn Evans tem pressionado Sébastien Ogier, mas este, sabendo que só precisa de “marcar” o seu adversário e de não cometer erros, tem mantido o controlo da situação na tentativa de levar o inglês a errar, como sucedeu o ano passado, o que lhe permitiu garantir o título.

Este ano a vantagem está do seu lado, mas Sébastien Ogier quer despedir-se, a tempo inteiro, do Campeonato do Mundo com mais uma vitória. Se a luta pela vitória é entre dois pilotos da Toyota, o mesmo sucede em relação do terceiro lugar, mas desta feita entre os homens da Hyundai, o espanhol Dani Sordo (Hyundai i20 Coupé WRC) e o belga Thierry Neuville (Hyundai i20 Coupé WRC).

O belga começou o dia na frente, mas um “toque”, logo na fase inicial do dia, que provocou danos na frente do carro, que só no Parque de Assistência puderam ser reparados, mas acabaria por ser o espanhol a terminar o dia na frente, com 19,6” de avanço sobre o seu companheiro de equipa.

Com Thierry Neuville fora da corrida pelo título e sem necessidade de jogadas “tácticas” é de crer que será Dani Sordo a terminar no derradeiro lugar do pódio.

O sueco Oliver Solberg (Hyundai i20 Coupé WRC) conserva o quinto lugar, mantendo atrás de si o japonês Takamoto Katsuta (Toyota Yaris WRC), com o italiano Andrea Crugnola (Hyundai i20 N Rally2), que fecha o lote dos 10 primeiros, a terminar o dia no comando dos RC2, com 6,5” de avanço sobre o francês Yoann Rossel (Citroen C3 Rally2) e 9,1” sobre o polaco Kajetan Kajetanowicz (Skoda Fabia Rally2 Evo), o que deixa antever uma luta intensa pelo triunfo na categoria.

Para este domingo, a prova não sai do Parque de Monza, com os concorrentes a voltarem a percorrer a especial Grand Prix, corrida na sexta-feira, para a competição terminar com uma dupla passagem pela especial Serraglio (14,62 km), com a segunda a funcionar como “Power Stage”.

Classificação, após 13 especiais – 1.º, Sébastien Ogier/ Julien Ingrassia (Toyota Yaris WRC), 2.13’27,2”; 2.º, Elfyn Evans/ Scott Martin (Toyota Yaris WRC), a 0,5”; 3.º, Dani Sordo/ Candido Carrera (Hyundai i20 Coupé WRC), a 27,4”; 4.º Thierry Neuville/ Martijn Wydaeghe (Hyundai i20 Coupé WRC), a 46,6”; 5.º, Oliver Solberg/Elliott Edmonson (Hyundai i20 Coupé WRC), a 1’21,2”; 6.º, Takamoto Katsuta/Aaron Johnstone (Toyoya Yaris WRC), a 1’38,8”; 7.º, Teemu Suninen/ Mikko Markkula (Hyundai i20 Coupé WRC), a 2’17,1”; 8.º, Gus Greensmith/Jonas Andersson (Ford Fiesta WRC), a 2’24,8”; 9.º, Kalle Rovampera/Jonne Halttunen (Toyota Yaris WRC), a 3’39,1”; 10.º, Nilokay Gryazin/Konstantin Alexandrov (Skoda Fabia Rally2 Evo), a 8’36,2” (1.º dos RC2).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *