Duelo espanhol centrado no “Di Roma Capitale”

O Campeonato da Europa de Ralis regressa a Itália para o Rally di Roma Capitale. A ação começa na sexta-feira à noite, com a super-especial, após as festividades cerimoniais no Castel Sant’Angelo e a tradicional Roma Parade, prosseguindo nos dois dias seguintes.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

As ruas ao redor do Coliseu, icónico monumento de Roma, recebem a super-especial (1,70 km) de abertura do Rally di Roma Capitale. Para já, trata-se da penúltima prova do Campeonato da Europa de Ralis (ERC), por continuar por definir, quem fechará a competição, antes da caravana rumar a Fiuggi, situada a cerca de 100 km da “cidade eterna”, onde a prova está centralizada.

O espanhol Éfren Llarena (Skoda Fabia Rally2), vencedor em São Miguel, um dos dois que pontuou em todas as provas – o outro foi o seu compatriota Javier Pardo (Skoda Fabia Rally2) –, chega a Roma no comando do campeonato, com 46 pontos de avanço sobre, o também espanhol, Nil Solans (Hyundai i20 N Rally2), que triunfou em Fafe, na prova de abertura da temporada, e nas Canárias.

Só que, como o próprio reconheceu após a vitória inaugural, não tinha condições financeiras para continuar a competir, o que acarretou a ausência nos Açores, antes do triunfo na prova caseira, que marcou o regresso ao campeonato. O abandono na Polónia afastou-o da luta pelo título que o piloto da marca checa pode confirmar este fim-de-semana.

Segundo, o ano passado, atrás do norueguês Andreas Mikkelsen, Éfern Llarena parece lançado a conquista do ceptro, podendo fazer uma prova em modo de gestão, enquanto o seu adversário tem de “jogar ao ataque”.

Vencedor na Letónia, o letão Martins Sesks (Skoda Fabia Rally2 Evo) poderá ser um dos mais directos adversários dos espanhóis, com o veterano Giandomenico Basso (Hyundai i20 N Rally2) a dever ser o “ponta de lança” da “armada” transalpina.

Portugal, que tem nove pilotos classificados no “Europeu”, com Armindo Araújo a ocupar o sétimo lugar, vai estar representado na prova italiana por Hugo Magalhães, que vai navegar o estónio Robert Virves (Ford Fiesta Rally3), na continuação de uma carreira internacional de sucesso.

A prova vai para a estrada esta sexta-feira, sábado e domingo, com três especiais, a serem percorridas por duas em cada um dos dias. Curiosamente, as classificativas do meio, de cada um dos dias, são as mais extensas da prova (29,08 km na sexta-feira e 32,30 km, no sábado, quando as restantes não passam dos 11,75 km, o que as torna determinantes para a decisão do rali.

CLASSIFICAÇÕES DOS CAMPEONATOS

PILOTOS – 1.º, Efrén Llarena, 116 pontos; 2.º, Nil Solans, 70; 3.º, Simone Tempestini, 64; 4.º, Alberto Battistoli, 57; 5.º, Javier Prado, 55; 6.º, Ken Torn, 50; 7.º, Armindo Araújo, 45; 8.º, Martins Sesks, 42; 9.º, Simone Campedelli, 31; 10.º, Mikolaj Marczyk, 30; …; 14.º, Bruno Magalhães, 30; 15.º, Ricardo Moura, 27; …; 21.º, José Pedro Fontes, 17; …; 26.º, Ricardo Teodósio, 11; 27.º, Pedro Almeida, 9; …; 31.º, Miguel Correia, 5; …; 41.º, Luís Miguel Rego, 2: …; 45.º, Pedro Câmara, 1

NAVEGADORES – 1.º, Sara Fernandez, 116 pontos; 2.º, Marc Marti, 70; 3.º, Sergiu Itu, 64; 4.º, Simone Scattolin, 57; 5.º, Renars Francis, 55; 5.º, Adrian Perez, 55; 7.º, Luís Ramalho, 45; 8.º, Szymon Gospodarczyk, 30; 9.º, Aaron Johansson, 30; 10.º, Benjamin Boulloud, 30; …; 12.º, Carlos Magalhães, 30; 17.º, António Costa, 27; …; 24.º, Inês Ponte, 17; …; 29.º, José Teixeira, 11; 30.º, Mário Castro, 9; …; 33.º, Jorge Eduardo Carvalho, 5; …; 46.º, Jorge Henriques, 2: …; 51.º, João Câmara, 1

EQUIPAS – 1.º, Team MRF Tyres, 201 pontos; 2.º, Toksport WRT, 164; 3.º, Rallye Team Spain, 128; 4.º, ADAC Opel Rally Junior Team, 103; 5.º, Kowax 2BRally Racing, 62; 6.º, Team Hyundai Portugal, 59; 7.º, Suzuki Motor Iberica, 55; 8.º, Plon RT, 49; 9.º, OT Racing, 47; 10.º, Eurosol RTH, 46; …; 14.º, Citroen Vodafone Team, 34; …; 28.º, Play Racing, 13. Estão classificadas mais cinco equipas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.