Ducati manteve total domínio em Misano

Miguel Oliveira, da Red Bull KTM, registou um brilhante quinto posto após os primeiros treinos livres do Grande Prémio da Emilia Romagna em Misano, Itália. O português é um dos três pilotos das RC16 no top 10 provisório.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Jack Miller (Ducati)

A chuva que afectou a sessão da manhã desapareceu e embora a segunda sessão tivesse começado com o asfalto molhado, ele foi secando e os tempos foram melhorando de forma menos visível na sessão de Moto3. Mas isso não impediu que a Ducati mantivesse o domínio manifestado na sessão matinal.

Em MotoGP, todos melhoraram com a Ducati a manter a superioridade exibida de manhã, como o demonstra o facto do australiano Jack Miller (Ducati) e o francês Johann Zarco (Ducati), que tinha sido o mais rápido na sessão matinal, a registarem os melhores tempos.

O australiano acabou por ser o único a chegar ao segundo “41” e a deixar o francês a quase um segundo, depois, deste, de manhã, ter ganho quase um segundo e meio ao espanhol Marc Marquez (Honda).

Miguel Oliveira (KTM)

O espanhol Aleix Espargaro (Aprilia) registou o terceiro tempo e as KTM, tal como sucedeu de manhã, voltaram a estar em plano de evidência, com o espanhol Iker Lecuona (KTM) e o português Miguel Oliveira (KTM) a posicionarem-se a seguir ao piloto da Aprilia, com a moto austríaca a mostrar-se eficaz com condições de aderência que estão longe de ser as ideais.

Os pilotos de Moto2, os últimos a entrar em pista, foram os que mais beneficiaram do aumento da aderência do asfalto e os seus tempos baixaram oito segundos, em relação ao que haviam feito de manhã.

O espanhol Augusto Fernandez (Kalex) voltou a ser o mais rápido, mas desta vez à frente do australiano Remy Gardner (Kalex) e do seu compatriota Xavi Vierge (Kalex).

O pelotão de Moto3 foi aquele que apanhou o asfalto mais molhado e nem todos os pilotos foram capazes de melhorar o tempo feito de manhã, com o espanhol Pedro Acosta (KTM) a ser o mais rápido da sessão, mas a não conseguir bater o tempo feito pelo italiano Andrea Migno (Honda), na sessão matinal, que desta vez foi 16.º.

O italiano Alberto Surra (Honda) voltou a ser o segundo mais rápido, desta feita à frente do japonês Ayumu Sasaki (KTM), com a marca austríaca a colocar seis motos nos 10 primeiros lugares.

MELHORES TEMPOS

MotoGP – Jack Miller (Ducati), 1’41,305”; Johann Zarco (Ducati), 1’42,232”; Aleix Espargaro (Aprilia), 1’42,291”; Iker Lecuona (KTM); 1’42,576”; Miguel Oliveira (KTM), 1’42,591”; Luca Marini (Ducati), 1’42,601”; Lorenzo Savadori (Aprilia), 1’42,615”; Francesco Bagnaia (Ducati), 1’42,669”; Danilo Petrucci (KTM), 1’42,775”; Jorge Martin (Ducati), 1’42,809”. Treinaram mais 14 pilotos

Moto2 – Augusto Fernandez (Kalex), 1’40,930”; Remy Gardner (Kalex), 1’41,006”; Xavi Vierge (Kalex), 1’41,112”; Jake Dixon (Kalex), 1’41,446”; Celestino Vietti (Kalex), 1’42,153”; Sam Lowes (Kalex), 1’42,326”; Ai Ogura (Kalex), 1’42,330”; Raul Fernandez (Kalex), 1’42,387”; Somkiat Chantra (Kalex), 1’42,421”; Fermin Aldeguer (Boscoscuro), 1’42,693”. Treinaram mais 20 pilotos

Moto3 – Pedro Acosta (KTM), 1’52,536; Alberto Surra (Honda), 1’53,319”; Ayumu Sasaki (KTM), 1’53,349; Niccolò Antonelli (KTM), 1’53,417”; Filip Salac (KTM); 1’53,472”; Yuki Kunii (Honda), 1’53,591”; Stefano Nepa (KTM) 1’53,595”; Daniel Holgado (KTM), 1’53,651”; Tatsuki Suzuki (Honda), 1’53.737”; Ricardo Rossi (KTM), 1’53,835”. Treinaram mais 18 pilotos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *