Ducati domina em Le Mans para o GP de França

Francesco “Pecco” Bagnaia conquistou a segunda “pole position” de 2022 para o Grande Prémio de França de MotoGP, com a Ducati a não desperdiçar a oportunidade de colocar a sua segunda moto, confiada a Jack Miller, na segunda posição. Já Miguel Oliveira parte da 17.ª posição com a sua KTM.

PEDO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Francesco Bagnaia (Ducati)

O francês Fabio Quartararo (Yamaha), chegou a dar a sensação de poder garantir a “pole position” para a corrida de MotoGP para gáudio dos milhares de compatriotas que se deslocaram a Le Mans, mas nos derradeiros minutos o italiano Francesco Bagnaia (Ducati), o australiano Jack Miller (Ducati) e o espanhol Aleix Espargaro (Aprilia) relegaram o campeão do mundo para o quarto lugar da grelha.

Por seu turno, a marca italiana colocou mais três pilotos no lote dos 10 mais rápidos, numa demonstração da excelente adaptação ao traçado francês.

O português Miguel Oliveira (KTM), que foi obrigado a passar pela Q1 e não passou à Q2, arrancará da 17.ª posição da grelha, à frente do seu colega de equipa, o sul-africano Brad Binder (KTM).

Miguel Oliveira (KTM)

O campeão do mundo de Moto3, o espanhol Pedro Acosta (KTM), garantiu a primeira posição da grelha para a corrida de Moto2, que é “record” oficioso, e terá a seu lado o inglês Jake Dixon (Kalex) e o seu compatriota Augusto Fernandez (Kalex).

O inglês Sam Lowes (Kalex), que começou no topo da tabela de tempos, caiu e acabou por ter de contentar-se com a quarta posição da grelha ao lado dos espanhóis Albert Arenas (Kalex) e Alonso Lopez (Boscoscuro), que substitui o italiano Romano Fenati, até ao final do ano, que, na estreia em Le Mans, conseguiu colocar uma moto Boscoscuro entre os 10 primeiros.

Por sua vez, o italiano Dennis Foggia (Honda), que dominou os treinos livres entre os pilotos de Moto3, confirmou a superioridade que tem exibido e garantiu a “pole”, à frente do seu colega de equipa, o japonês Tatsuki Suzuki (Honda), que garantiu a segunda posição pela escassa margem de 0,006”, diferença de tempo que o separou do espanhol Jaume Masia (KTM), que completa a primeira linha.

GRELHAS DE PARTIDA

MOTOGP1.ª linha: Francesco Bagnaia (Ducati), 1’30,540; Jack Miller (Ducati), 1’30,519”; Aleix Espargaro (Aprilia), 1’30,609; 2.ª linha: Fabio Quartararo (Yamaha), 1’30,688”; Enea Bastianini (Ducati), 1’30,711”; Johann Zarco (Ducati), 1’30,863”; 3.ª linha: Joan Mir (Suzuki), 1’30,943”; Alex Rins (Suzuki), 1’30,977; Jorge Martin (Ducati), 1’31,0,68”; …; 6.ª linha: Fabio Di Giannantonio (Ducati), 1’31,487”; Miguel Oliveira (KTM), 1’31,547”; Brad Binder (KTM), 1’31,610”. Alinham mais seis pilotos.

MOTO21.ª linha: Pedro Acosta (Kalex), 1’36,803”; Jake Dixon (Kalex), 1’35,921”; Augusto Fernandez (Kalex), 1’35,963”; 2.ª linha: Sam Lowes (Kalex), 1’36,071”; Albert Arenas (Kalex), 1’36,088”; Alonso Lopez (Boscoscuro), 1’36,269”, 3.ª linha: Aron Canet (Kalex), 1’36,303”; Ai Ogura (Kalex), 1’36,309”; Bo Bensneyder (Kalex), 1’36,341”. Alinham mais 21 pilotos.

MOTO31.ª linha: Dennis Foggia (Honda), 1’41,621”; Tatsuki Suzuki (Honda), 1’41,772”; Jaume Masia (KTM), 1’41,778”; 2.ª linha: Diogo Moreira (KTM); 1’41,879”; Carlos Tatay (CF Moto), 1’41,961”; Andrea Migno (Honda), 1’41,989; 3.ª linha: Sergio Garcia (GasGas), 1’41,999; Izan Guevara (GasGas), 1’42,024”; Riccardo Rossi (Honda), 1’42,026”Alinham mais 21 pilotos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.