Domínio italiano em pleno traçado da Catalunha

O piloto português Miguel Oliveira (KTM) terminou hoje na 19.ª posição após as duas primeiras sessões de treinos livres do Grande Prémio da Catalunha de MotoGP, nona prova do Campeonato do Mundo de velocidade em motociclismo.

PEDRO RORIZ E CARLOS SOUSA (auto.look2010@gmail.com)

Aleix Espargaró (Aprilia)

As marca italianas envolvidas no Campeonato do Mundo de MotoGP dominaram a segunda sessão de treinos livres da categoria, com a Aprilia a ocupar as duas primeiras posições e a Ducati as três seguintes. Os espanhóis Aleix Espargaró (Aprilia) e Maverick Viñales (Aprilia) ocuparam as duas primeiras posições, com os italianos Enea Bastianini (Ducati) e Francesco Bagnaia (Ducati) e o espanhol Jorge Martin (Ducati), que caiu na sessão matinal, a colocarem-se nas posições imediatas, à frente do sul-africano Brad Binder (KTM), claramente o melhor da marca austríaca.

Apesar de ter melhorado o seu tempo, o português Miguel Oliveira (KTM) caiu de oitavo para 19.º na segunda sessão de treinos livres e passou a ser o 19.º, no conjunto das duas sessões, o que o afasta, para já, da entrada directa na Q2.

Miguel Oliveira (KTM)

O piloto da Charneca da Caparica fez a sua melhor volta na sessão da tarde, em 1m40,821s, terminando a 1,419 segundos do mais rápido do dia, o espanhol Aleix Espargaró (Aprilia).

Na primeira sessão, Miguel Oliveira tinha sido oitavo enquanto o espanhol Alex Rins (Suzuki) liderou a tabela de tempos. Mas com a temperatura a subir na sessão da tarde, os tempos acabaram por cair. O piloto luso ainda melhorou 0,080 segundos, mas insuficiente para ir além do 19.º lugar da tabela combinada.

Desta forma, Miguel Oliveira terá, ainda, a oportunidade de lutar por um lugar entre os dez mais rápidos na terceira sessão de treinos livres, que se disputa na manhã deste sábado, e, assim, conseguir uma vaga directa na segunda fase da qualificação (Q2).

Tal como acontecera no treino de Moto3, também na segunda sessão de treinos de Moto2, os tempos pioraram, com o americano Joe Roberts (Kalex) a registar a melhor marca, à frente dos espanhóis Aron Canet (Kalex) e Pedro Acosta (Kalex), com outro espanhol Alonso Lopez (Boscoscuro), que registou o quinto tempo, a conseguir intrometer-se entre os pilotos da Kalex.

Apesar de ter sido mais lento na segunda sessão de treinos livres de Moto3, o espanhol Izan Guevara (GasGas) voltou a ser o mais rápido, sendo o único a chegar ao segundo “48”, onde vários pilotos chegaram a rodar no treino da manhã.

O italiano Dennis Foggia (Honda) e o japonês Tatsuki Suzuki (Honda) colocaram-se atrás do espanhol, com 18 dos 30 pilotos que estiveram em acção a caberem num segundo

TEMPOS DOS TREINOS

MOTOGP – Aleix Espargaro (Aprilia), 1’39,402”; Maverick Viñales (Aprilia), 1’39,705”; Enea Bastianini (Ducati), 1’39,890”; Francesco Bagnaia (Ducati), 1’39,950”; Jorge Martin (Ducati), 1’39,989”; Brad Binter (KTM), 1’40,083; Jack Miller (Ducati), 1’40,095”; Fabio Quartararo (Yamaha), 1’40,123”;  Alex Rins (Suzuki), 1’40,126”; Franco Morbidelli (Yamaha), 1’40,204”; …;  Miguel Oliveira (KTM), 1’40,821”. Treinaram mais seis pilotos

MOTO2 – Joe Roberts (Kalex), 1’44,752”; Aron Canet (Kalex), 1’44,861”; Pedro Acosta (Kalex), 1’44,937”; Lorenzo Dalla Porta (Kalex), 1’45,010”; Alonso Lopez (Boscoscuro), 1’45,087”; Augusto Fernandez (Kalex), 1’45,088”; Bo Bendsneyder (Kalex), 1’45,131”; Jake Dixon (Kalex), 1’45,192”; Albert Arenas (Kalex), 1’45,914”; Ai Ogura (Kalex), 1’45,232”. Treinaram mais 21 pilotos

MOTO3 – Izan Guevara (GasGas), 1’48,979”; Dennis Foggia (Honda), 1’49,020”; Tatsuki Suzuki (Honda), 1’49,067”; Ryusei Yamanaka (KTM), 1’49,159”; Kaito Toba (KTM), 1’49,330”;  Sergio Garcia (GasGas), 1’49,362”; Deniz Oncu (KTM), 1’49,373”; Ivan Ortola (KTM), 1’49,405”, Andrea Migno (Honda), 1’49,486”; Ricardo Rossi (Honda), 1’49,496”. Treinaram mais 20 pilotos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.