Domingos Sport de mão cheia no Rali de Ourém

O Rali Medieval Vila de Ourém, prova bem organizada pelo Olival Motorizado e primeira do Campeonato Centro de Ralis, com um ambiente fantástico, Domingos Sport esteve presente com cinco equipas a contribuir para o sucesso da competição candidata ao CPR.

(auto.look2010@gmail.com) – Fotos: NUNO DINIS PHOTOS

Terceiro classificado da classificação geral, primeiro do grupo P3 e segundo do Desafio Kumho, Fernando Teotónio e Luís Morgadinho realizaram um rali dentro de esperado. Lutaram pela vitória, mas o ritmo dos seus principais adversários foi diabólico e inalcançável. O resultado é muito positivo, embora o Mitsubishi Lancer Evo IX tivesse tido alguns problemas técnicos que, todavia, não condicionaram o resultado, mas que causaram alguma apreensão na equipa.

Quintos classificados da classificação geral, segundos do grupo P3 e terceiros no Desafio Kumho, apenas existe uma palavra para descrever o resultado de Armando Carvalho e Ana Santos: brilhante. Sem nunca ter realizado uma prova em asfalto e sem qualquer teste ou preparação para esta prova, a dupla de Vila Nova de Poiares sentaram-se no Mitsubishi Lancer Evo V e tiveram uma prestação que superou e muito as expectativas. Uma prova sem erros, a viatura não deu qualquer tipo de problema e, a junção de um conjunto perfeito, resultou num final irrepreensível, assumindo-se como sérios candidatos ao Campeonato Centro de Ralis.

 

Nonos da classificação da geral e terceiros do grupo P3, Luís Mota e Alexandre Ramos conheceram um início de prova que não ajudou em nada a prestação desta dupla, com o piloto a sentir algumas dificuldades de conduzir à noite. No segundo dia de prova, Luís Mota puxou dos galões e fez uma recuperação notável, realizando tempos muito interessantes, com o final de prova espectacular e, se houvesse um prémio para o piloto que mais espectáculo deu na super especial, o mesmo tinha ido para esta equipa.

 

11.º classificados da geral, terceiros do grupo X e quintos do Desafio Kumho, Carlos Valentim e Rodrigo Pinheiro fizeram uma prova em crescendo. Tiveram algumas queixas com a eficácia dos travões, mas mesmo assim o resultado não deixa de ser positivo uma equipa que já não realizava uma prova de asfalto já há algum tempo. O piloto estava algo apreensivo, mas ter concluído esta prova foi importante para encarar as próximas.

 

15.º classificado da geral, quarto do grupo P3 e sexto do Desafio Kumho, Nuno Ferreira e Pedro Cação, foram outra boa surpresa. Sem ritmo, sem testar e com um novo navegador, Nuno Ferreira efectuou uma prova acima das expectativas. Esta dupla tem potencial para melhorar muito ao longo de 2019…

Domingos Sport já se encontra na Ilha Verde para abordar o Rali dos Açores para prestar assistência à dupla Luís Mota e Fábio Ribeiro, ao volante de um Mitsubishi Lancer Evo IX.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação