Dois dias “abrasadores” na pista da Boavista

Sol e altas temperaturas, dentro e fora da pista, foram a constante de um fim-de-semana ardente que teve lugar em Mação, cenário e excelência para “servir” a quarta jornada do PTRX 2020.

(auto.look2010@gmail.com)

Adão Pinto, que tinha anunciado ir a Mação apenas para participar na homenagem a Santinho Mendes que, recorde-se, comemorou na Beira Baixa as Bodas de Ouro em termos de competição, acabou por vencer na Nacional 2RM. Gonçalo Novo ganhou a categoria Iniciação; Leonel Sampaio foi o melhor entre os participantes da Nacional A1.6; Jorge Machado “baralhou” ainda mais as contas da Super 1600, que assim teve mais um vencedor nesta época; José Lameiro venceu nos Supercar; Paulo Godinho ganhou entre os Super Buggy e Pedro Rosário foi o primeiro “repetente” no Kartcross.

INICIAÇÃO

O Toyota Starlet de Gonçalo Novo voltou a arrancar melhor e depressa ganhou terreno para a concorrência. O duelo pelo segundo posto esteve ao rubro entre André Monteiro e Gonçalo Rocha, no final da corrida o Toyota Corolla de Monteiro e o Peugeot 106 de Rocha eram prova disso mesmo. O piloto do Peugeot foi o segundo a ver a bandeira de xadrez, mas a penalização aplicada por um momento “mais quente”, permitiu que André Monteiro subisse ao segundo posto, depois de cumprir duas voltas, com o capot aberto, a tapar quase completamente o pára-brisas. Guilherme Nunes (Toyota Starlet) reservou o quarto posto e Rafaela Barbosa em Citroën AX fechou o “top five” e a foi a melhor entre as Senhoras.

NACIONAL 2 RM

Adão Pinto voltou a levar o Opel Astra ao lugar mais alto do pódio. Daniel Teixeira em Renault Clio garantiu o segundo lugar desta quarta jornada do PTRX, uma conquista possível depois de superar Andreia Sousa (Peugeot 306) e o Seat Ibiza TDi de Fernando Silva, que por esta ordem garantiram o terceiro e quarto posto. Bruno Campos (Toyota Starlet) foi quinto e Santinho Mendes (Opel Astra 2.0), que recorde-se, assinalou em Mação as Bodas de Ouro no automobilismo, fechou a caravana destinada aos modelos de duas rodas motrizes.

NACIONAL A 1.6

Leonel Sampaio, em Citroën Saxo liderou toda a Final. A única altura em que cedeu a posição para Américo Sousa igualmente num Citroën Saxo, que foi segundo, foi quando cumpriu a passagem pela Joker Lap. Durante a corrida destaque para uma ultrapassagem de Sousa, digna de fotografia, quando ainda discutia a posição com Rafael Rocha (Citroën Saxo), que no final foi quarto, atrás de Tiago Ferreira que fechou o pódio aos comandos de um Peugeot 106.

SUPER 1600

Jorge Machado em Citroën C2, venceu uma daquelas finais impróprias para cardíacos e que também chegou a ter durante muitas voltas José Queirós (Peugeot 206) no comando, mas também o Ford Fiesta de Rogério Sousa, que por esta ordem completaram um pódio discutido ao milésimo de segundo. Bruno Gonçalves foi quarto, seguido de Sérgio Dias. Joaquim Machado que chegou a Mação no comando do campeonato foi sexto em Mação.

KARTCROSS

Pedro Rosário (Semog Bravo) acabou por vencer uma Final que, no arranque, tinha vários candidatos. Rui Nunes também num Semog Bravo conseguiu um excelente segundo posto, mas teve que trabalhar bastante e ir conquistando lugares durante a corrida. Alexandre Borges, conseguiu o terceiro posto, posição que foi sempre conseguindo gerir durante a prova. Sérgio Bandeira e João Medina, os dois em Semog Bravo completaram, por esta ordem o grupo dos cinco melhores entre os Kartcross.

Referência ainda para a prestação de Tiago Freitas (Proto HSport) que mesmo com uma lesão séria num braço, devido a um toque sofrido no Sábado… nunca “o baixou” e foi sexto na Final. José Pinheiro sétimo da geral foi o melhor na categoria de Iniciados. Mesma conquista para Tiago Pinto (ASK EVO) entre os Rookies.

Daniela Godinho conseguiu terminar esta jornada de Mação dentro do “top ten” e foi a melhor na classe feminina. A ausência mais notada foi mesmo a do campeão em título Jorge Gonzaga que não conseguiu resolver os problemas mecânicos que o obrigaram a desistir ainda durante a última corrida de qualificação.

SUPERCARS

José Lameiro mostrou que está cada vez mais entrosado com o Skoda Fabia. Arrancou melhor e fez uma prova isenta de erros. João Novo nunca baixou os braços, mas o ritmo do Peugeot 206 nunca lhe permitiu ir mais além e ficou com o segundo posto. Daniel Pacheco, em Subaru Impreza, apesar de estar na Divisão 2, que venceu, nunca perdeu muito de vista os pilotos da Divisão 1 e fechou o pódio.

SUPER BUGGY

Paulo Godinho (Super Buggy) venceu a última corrida do dia, tal como fez durante todas as vezes que foi para pista. Nuno Godinho em Smog Buggy alcançou “a prata” e António Estêvão aos comandos de um Can-Am X3 completou o pódio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: