“Dobradinha” da Ferrari nos segundos treinos

A chuva ameaçou mas a segunda sessão de treinos livres do GP do Brasil foi realizada com pista seca e a Ferrari fez a “dobradinha”, com Sebastian Vettel na frente de Charles Leclerc, por 0,021 segundos. Max Verstappen foi o terceiro.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Com condições atmosféricas diferentes daquelas que tinham ocorrido na sessão inaugural, apesar de alguns pingos de chuva terem chegado a cair, mas insuficientes para molhar o asfalto e levar à utilização de pneus intermédios, as equipas tiveram um intenso trabalho a fazer, para recuperarem o tempo perdido na primeira sessão, tendo, ainda, perdido alguns minutos, em consequência do despiste do polaco Robert Kubica (Williams/Renault), logo na fase inicial, que levou à interrupção da sessão, situação em que, por ser numa sessão de treinos livres, o relógio não pára.

Como consequência do seu despiste, Robert Kubica, que só tinha dado duas voltas ao circuito, não registou qualquer tempo na segunda sessão de treinos.

Tal como sucedeu na primeira sessão, também esta não chegou ao fim, desta vez em consequência do despiste do russo Daniil Kvyat (Toro Rosso/Honda), a cinco minutos do limite de tempo, no mesmo local onde ao tailandês Alexander Albon (Red Bull/Honda) tinha acontecido o mesmo.

Com a maior parte dos pilotos a cumprir mais de 30 voltas, acabou por ser o alemão Sebastian Vettel (Ferrari) a ficar com o melhor tempo à frente do seu colega de equipa, o monegasco Charles Leclerc (Ferrari), que está penalizado em 10 lugares por ter trocado de motor.

Bom começo da Ferrari, desejosa de regressar às vitórias, com o holandês Max Verstappen (Red Bull/Honda) a superiorizar-se aos pilotos da Mercedes, muito embora o inglês Lewis Hamilton (Mercedes), que não tinha saído para a pista, e o finlandês Vallteri Bottas (Mercedes) a trabalharem com o pensamento na corrida, com a preocupação de verem até onde podem “esticar” o uso dos pneus duros, que podem ser determinantes na decisão da corrida.

Bom começo de fim-de-semana do dinamarquês Kevin Magnussen (Haas-Ferrari), autor do sétimo tempo, o que o coloca numa posição que não tem sido habitual, à frente do australiano Daniel Ricciardo (Renault), o finlandês Kimi Raikkonen (Alfa Romeo/Ferrari), do tailandês Alexander Albon (Red Bull/Honda) e Carlos Sainz (McLaren/Renault) que completaram o lote dos 10 mais rápidos.

TEMPOS DOS TREINOS LIVRES

PILOTO CARRO MOTOR 1.º TREINO 2.º TREINO
         
Sebastian Vettel Ferrari SF90 Ferrari 1’17,041″ 1’09,217″
Charles Leclerc Ferrari SF90 Ferrari 1’17,285″ 1’09,238″
Max Verstappen Red Bull RB15 Honda sem tempo 1’09,351″
Valtteri Bottas Mercedes W10 Mercedes 1’16,693″ 1’09,373″
Lewis Hamilton Mercedes W10 Mercedes sem tempo 1’09,440″
Kevin Magnussen Haas VF-19 Ferrari 1’19,247″ 1’10,143″
Daniel Ricciardo Renault RS19 Renault 1’17,985″ 1’10,194″
Kimi Raikkonen Alfa Romeo C38 Ferrari 1’19,532″ 1’10,210″
Alexander Albon Red Bull RB15 Honda 1’16,142″ 1’10,275″
Carlos Sainz McLaren MCL34 Renault 1’17,786″ 1’10,310″
Nico Hulkenberg Renault RS19 Renault 1’17,899″ 1’10,325″
Pierre Gasly Toro Rosso STR14 Honda 1’18,100″ 1’10,352″
Antonio Giovinazzi Alfa Romeo C38 Ferrari 1’19.600″ 1’10,419″
Danill Kvyat Toro Rosso STR14 Honda 1’18,274″ 1’10,424″
Sergio Perez Racing Point RP19 Mercedes sem tempo 1’10,443″
Romain Grosjean Haas VF-19 Ferrari sem tempo 1’10,504″
Lance Stroll Racing Point RP19 Mercedes 1’19,414″ 1’10,568″
Lando Norris McLaren MCL34 Renault 1’18,559″ 1’10,700″
George Russell Williams FW 42 Mercedes 1’18,779″ 1’11,818″
Roberto Kubica Williams FW 42 Mercedes   sem tempo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: