Diogo Ventura: da cidade-berço à conquista de Portugal

 Piloto do Góis Moto Clube mudou-se de “malas e bagagens” da Honda para a Beta, conforme já tínhamos anunciado, transportando consigo uma enorme carga de ambição para a próxima temporada. Na apresentação com as cores da nova equipa, a Moto Espinha, o goiense não foi parco em palavras e deixou uma mensagem de regozijo.

Texto: CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt) – Fotos: JOÃO DA FRANCA

Como o dinheiro faz dinheiro, também os campeão atraem campeões. Diogo Ventura, campeão nacional absoluto de Enduro, vai estar de “corpo e alma” em 2020 aos comandos da campeã mundial Beta. O “namoro” com a Moto Espinha, representante da marca italiana no nosso país, acabou por dar em “casamento”. O “copo de água” foi na cidade-berço, restando agora novos desenvolvimentos para jorrar de champanhe cada vitória, saindo das provas “ensopado” de felicidade.

O enlace com a Moto Espinha já teve os seus frutos, com Diogo Ventura a desbravar terreno com a Beta RR 250, a sua nova montada. Tratou-se de um pequeno mas profícuo ensaio com a modelo da marca italiana, com a qual vai “acasalar” no Campeonato Nacional de Enduro.

Para trás ficaram três anos de frutuosa ligação com a sua antiga marca, onde conquistou quatro títulos nacionais. Em 2020, o piloto do Góis Moto Clube terá pela frente um novo desafio, juntamente com o lote de pilotos que irão tripular as máquinas campeãs do mundo.

Tal como Bradley Freeman – actual campeão do mundo de Enduro – ou Steve Holcombe, que conquistou o ceptro maior da disciplina nos dois anos anteriores, Diogo Ventura vai estar aos comandos de uma Beta integrando a estrutura oficial da marca em Portugal ao lado de outros três pilotos.

«É uma nova fase que se inicia, os últimos três anos foram muito bons e os resultados espelham isso mesmo, mas o conte feito pela Moto Espinha representa um desafio aliciante e é com enorme expectativa que enfrentarei 2020 com a Beta. Desde 2017 que vencem sempre o EnduroGP e sei que vou ter excelentes motos para discutir as vitórias no campeonato tanto a nível nacional como a nível internacional», sublinhou na apresentação o piloto de Góis que, além do “Nacional” de Enduro, irá estar presente em outras provas a realizadas em Portugal, tais como a Extreme Lagares e Baja de Portalegre.

Esta odisseia começou em Guimarães e, à semelhança de D. Afonso Henriques, vai procurar conquistar o país, empunhando a abnegação e destreza para, no final da temporada, ser declarado “rei e senhor” de Portugal à beira-mar plantado, com Moto Espinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: