“Decidi sair deste buraco negro e honrar o Paulo”

O piloto Joaquim Rodrigues revela ter passado por uma depressão profunda nos últimos meses com a perda do cunhado Paulo Gonçalves. Decidiu quebrar o silêncio mais de quatro meses depois do fatídico acidente que vitimou Paulo “Speedy” Gonçalves…

(auto.look2010@gmail.com)

Joaquim Gonçalves quebrou o silêncio e abordou a perda traumática de Paulo Gonçalves, amigo, colega de equipa e seu cunhado no passado mês de Janeiro durante o Dakar. O piloto afirma que os últimos meses têm sido «arrasadores» não só para si como para a irmã (viúva de Paulo Gonçalves), os seus sobrinhos e afilhada «que perderam o maior pilar da vida deles, o marido e pai».

“J-Rod” revela que o trauma vivido a 12 de Janeiro o deixou numa depressão profunda «num estado onde as pessoas que estavam comigo falavam para mim e eu não ouvia porque minha cabeça estava num mundo ou planeta completamente diferente do mundo real».

Contudo, Joaquim Rodrigues mostra a vontade de dar a volta e voltar a competir no Dakar para honrar Paulo Gonçalves, amigo, parceiro e família. Foi na sua página de Facebook que Joaquim Rodrigues quebrou o silêncio. Aqui ficam as suas palavras depois de um pouco mais de quatro meses depois do trágico acidente de Paulo Gonçalves.

«Olá a todos. 4 meses e 11 dias passaram desde o momento em que a minha família sofreu provavelmente o maior choque das nossas vidas, e estes meses tem sido arrasadores, pela minha querida irmã e meus sobrinhos e afilhada que perderam o maior pilar da vida deles, o marido e pai…!

Tenho vivido este sofrimento arduamente, principalmente por tudo que vivi naquele deserto da manhã de domingo do dia 12 de Janeiro, domingo esse que vivi o maior trauma da minha vida onde o desespero de o ter ali deitado nos meus braços enquanto todos tentávamos o trazer de volta entre os gritos e choro sentindo-me impotente, chamando pela minha irmã…

Não querendo acreditar que estava a ser real e pensando que estava num filme ou em algum pesadelo, pesadelo esse que me vem perturbando psicologicamente até hoje, onde me levou noites e noites a acordar a meio da noite a chorar assustado agarrado à minha companheira, perdido sem saber para onde me virar…

Passei 4 meses sentado no sofá a entrar em depressão profunda a cada dia que passava, com vontade de desistir de tudo, entrando num estado onde as pessoas que estavam comigo falavam para mim e eu não ouvia porque minha cabeça estava num mundo ou planeta completamente diferente do mundo real…

Fiquei sozinho fechado no meu mundo depressivo… ganhei 10 kg… Com isto tudo acabei por perder pessoas importantes na minha vida e fiquei completamente sozinho e perdido…

Hoje escrevo porque chegou a hora de mudar! Chegou a hora de voltar a mexer, perder os quilos que tenho a mais e mudar de hábitos, por isso decidi sair deste buraco negro e vou voltar ao Dakar!!! Vou continuar em Honra do Paulo, meu amigo, meu parceiro, e minha família!

Felizmente tenho uma equipa, a Hero Motosports Team Rally, que nunca nos faltou com apoio, equipa onde me sinto como se fosse uma segunda família, falamos e devo voltar andar de moto já nesta próxima semana com os novos testes de preparação 2020 em Portugal!

Quero agradecer a todos os que me apoiaram até ao dia de hoje, a todos patrocinadores e amigos por terem estado sempre a meu lado nesta difícil fase da minha vida.

A eles, o meu muito obrigado

Joaquim Rodrigues (“J-Rod”)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: