Dani Sordo já lidera Rali Serras de Fafe”

Confirmando o favoritismo que lhe era atribuído, o espanhol já está na frente do Rali Serras de Fafe, depois de ter sido o mais rápido na dupla passagem por Luilhas (12,82 km), classificativa que abriu a prova organizada pelo Demoporto.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Aos comandos de um Hyundai i20 R5, o espanhol Dani Sordo, que veio a Fafe para treinar para o Vodafone Rali de Portugal, não deixou os seus créditos por mãos alheias e ganhou 13,3 segundos a Ricardo Moura (Skoda Fabia R5), o vencedor do ano passado.

Apesar de afastado da competição desde o Rali dos Açores do ano passado, ou seja há quase um ano, o piloto açoriano não perdeu o ritmo e depois de ter sido o mais rápido entre os portugueses, na primeira passagem, cedeu essa posição ao algarvio Ricardo Teodósio (Skoda Fabia R5), ambos pilotos da ARC Sport, na segunda passagem por Luilhas, mas regressa a Fafe, com uma vantagem de 3,3 segundos sobre o seu mais directo perseguidor, antes da dupla passagem pela Fafe Street Stage, que fecha o primeiro dia.

Bom começo de Miguel Barbosa (Skoda Fabia R5), quarto da geral, à frente do regressado Bruno Magalhães (Hyundai i20 R5) e do campeão nacional, Armindo Araújo (Hyundai i20 R5), com o piloto da marca checa a mostrar um bom ritmo no início da temporada.

No regresso de Inês Ponte do banco do lado direito do Citroën C3 R5, José Pedro Fontes é sétimo mas já a quase 20 segundos de Ricardo Moura, diferença já com algum significado, quando estão percorridos pouco mais de 25 km selectivos, o que significa a perca de quase um segundo por quilómetro.

O chileno Alberto Heller (Ford Fiesta R5), que se estreia nas florestais portuguesas e que tal como Dani Sordo veio reconhecer algumas das especiais da mais importante prova do calendário nacional, é oitavo, já a mais de 10 segundos da equipa da marca francesa e é frente dos espanhóis Alexander Villanueva (Skoda Fabia R5) e Javier Pardo (Skoda Fabia R5), que fecham o lote dos 10 mais rápidos.

Mau começo para Pedro Meireles (VW Polo GTi R5), que capotou no “shake down”, ainda que devagar, o que não foi um bom começo na estreia ao volante do carro de Wolfsburg, que está a 2,1 segundos de entrar no “top ten”

PEDRO ANTUNES COMANDA PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA

Pedro Antunes entrou da melhor maneira no Rali Serras de Fafe e, ao ser o mais rápido entre os envolvidos na Peugeot Rally Cup Ibérica, que tripulam os Peugeot 208 R2, e regressa a Fafe no comando da competição, com 18” de vantagem sobre Daniel Nunes e 27 segundos sobre o espanhol Jose Maria Gonzalez, diferenças que dada a escassez de quilómetros percorridos começa a ser significativa.

Mais logo as ruas de Fafe vão assistir à dupla passagem pela Fafe Street Stage, com a classificação a ser estabelecida pela soma dos tempos nas duas passagens.

CLASSIFICAÇÃO, APÓS DUAS ESPECIAIS

1.º Dani Sordo/Carlos Del Barrio (Hyundai i20 R5), 17m20,0s

2.º Ricardo Moura/António Costa (Skoda Fabia R5), a 13,3”

3.º Ricardo Teodósio/José Teixeira (Skoda Fabia R5), a 16,6”

4.º Miguel Barbosa/Paulo Babo (Skoda Fabia R5), a 22,0”

5.º Bruno Magalhães/Hugo Magalhães (Hyundai i20 R5), a 28,7”

6.º Armindo Araújo/Luís Ramalho (Hyundai i20 R5), a 30,7”

7.º José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroen DS3 R5), a 31,5”

8.º Alberto Heller/Jose Luis Diaz (Ford Fiesta R5), a 42,1”

9.º Alexander Villanueva/Óscar Sanchez (Skoda Fabia R5), a 44,7”

10.º Javier Pardo/Adrian Perez (Skoda Fabia R5), a 46,3”

 

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação