CUPRA com duas equipas no WTCR 2019

A PWR Racing da CUPRA será constituída por Mikel Azcona e Daniel Häglofs. Já Tom Coronel e Aurélien Panis formam a Comtoyou-DHL by CUPRA Racing. A A CUPRA estará presente em 160 corridas de diferentes campeonatos TCR desta temporada.

(auto.look2010@gmail.com)

Depois de um 2018 repleto de sucessos no TCR International Series, o espírito competitivo da CUPRA regressa às pistas para o WTCR – FIA World Touring Car Cup 2019 organizado pela OSCARO. A marca estará presente na segunda temporada do WTCR com quatro pilotos CUPRA ao volante dos CUPRA TCR, a arma mais rápida do ano para as equipas CUPRA: PWR Racing e Comtoyou DHL Racing.

Numa das grelhas, a PWR Racing da CUPRA terá a sua primeira participação em provas internacionais, contando com os vencedores da TCR Europa, Mikel Azcona e o sueco Daniel Haglöf. No outro lado do paddock, a equipa Comtoyou DHL Racing da CUPRA será constituída pelo holandês Tom Coronel e Aurélien Panis, filho do piloto de Fórmula 1 Olivier Panis.

2019 assistirá à temporada mundial mais competitiva na história dos carros de turismo, com um #WTCR2019SUPERGRID com 26 veículos e um promissor confronto de gerações entre jovens promessas e pilotos veteranos. Estre as sete equipas participantes, a CUPRA encarna na perfeição o espírito deste ano, ao integrar a tradição e o desenvolvimento de tantos anos da SEAT Sport e o carácter contemporâneo e a tecnologia pioneira da marca CUPRA.

 

UM DUO PROMISSOR

Depois de conseguir múltiplas vitórias no STCC – TCR Escandinávia, a PWR Racing da CUPRA passa para o degrau mais elevado das corridas de turismos com a sua primeira temporada no WTCR. A equipa sueca estará representada pelo seu co-fundador Daniel Häglof e o espanhol Mikel Azcona, com 22 anos de idade: a combinação ideal entre experiência e juventude para conquistar o terreno internacional.

Como piloto veterano criador da sua própria equipa há já sete anos, Daniel Häglof conta com um largo historial de vitórias e o terceiro lugar no STCC – TCR Escandinávia 2018, conquistando seis pódios e duas vitórias. Daniel Häglof será acompanhado por Mikel Azcona que, apesar da sua juventude, tem um notável currículo no mundo dos turismos ao ter terminado sempre nos três primeiros lugares em todos os campeonatos que disputou nos últimos anos.

A FÓRMULA VENCEDORA

A combinação da experiência e da juventude é também a estratégia escolhida pela equipa Comtoyou DHL Racing de CUPRA. O WTCR terá o prazer de receber de volta Tom Coronel, o piloto com mais corridas do campeonato. Este vencedor de 46 anos participou recentemente no Rali Dakar e agora junta-se à equipa belga fazendo parelha com Aurélien Panis.

O filho do vencedor do Grande Prémio do Mónaco de 1996, Olivier Panis, fará a sua segunda participação no WTCR, mas desta vez sentar-se-á ao volante de um CUPRA TCR, uma decisão tomada depois de observar o rendimento dos pilotos da CUPRA na temporada anterior: «O ano passado vimos que o veículo é muito rápido em qualquer tipo de pista, uma característica que me traz muita segurança. Estou muito contente por poder trabalhar com a CUPRA», declara Panis.

PERSPECTIVAS DE FUTURO BRILHANTES

As duas equipas têm pela frente 10 fins-de-semana de corridas para mostrar as suas capacidades no WTCR, com arranque agendado para Marrocos no início de Abril. O calendário de 2019 inclui eventos na Hungria, Eslováquia, Holanda, Alemanha, Portugal, China, Japão e Macau até ao final do ano, a tempo da grande final na Malásia.

Além disso, a CUPRA estará presente em nada menos do que 160 corridas previstas para esta temporada em diferentes séries e campeonatos TCR mundiais, continentais e nacionais. A marca desenvolveu uma estratégia de corridas que combina o reforço do desenvolvimento dos motores de combustão da nova categoria com o preparar do caminho para as novas competições com corridas de carros eléctricos.

«Actualmente, estamos a trabalhar num novo CUPRA TCR para 2020, mas a propulsão eléctrica será o centro das nossas atenções a médio e longo prazo. Com o CUPRA e-Racer, o primeiro turismo 100% eléctrico, estamos a criar as bases para o futuro do mundo da competição», diz Jaime Puig, director e responsável pela CUPRA Racing.

Neste momento, a CUPRA conta com dois carros de corrida preparados para as exigências dos campeonatos actuais e futuros. Por um lado, o Leon CUPRA TCR, com 350 cavalos de potência e uma velocidade máxima de 267 km/h, é uma força explosiva no asfalto. Por outro lado, o CUPRA e-Racer, o primeiro turismo 100% eléctrico do mundo, é um verdadeiro carro de competição, com 300 kW de potência contínua e até 500 kW (680 CV) de potência máxima. O e-Racer consegue alcançar uma velocidade máxima de 270 km/h, acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 3,2 segundos e dos 0 a 200 km/h em 8,2 segundos.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação