Conimbricense Fred Rocha no Mundial de Enduro

Marco de Canaveses recebe a partir desta sexta-feira o Mundial de Enduro e o jovem piloto de Coimbra, Frederico Rocha, apoiado pelo Autolook, fará novamente parte da caravana de luxo dos mundialistas da especialidade, mas com responsabilidade redobrada.

(auto.look2010@gmail.com)

Nuno Rocha e Frederico Rocha

Se em 2020 alcançou um excelente 7.º lugar, na Classe Open, e ajudou Portugal a vencer a Classe Open, em 2021 a fasquia está mais elevada e, desta vez, Frederico Rocha apresentar-se-á na exigente e competitiva classe Youth Cup aos comandos duma TM 125 da AC Motos Racing/Alves Bandeira.

A época de 2021 começou da pior maneira para o jovem piloto de Coimbra, ao sofrer uma lesão contraída na véspera da estreia do Campeonato Nacional de Enduro, impedindo-o de se apresentar em Santo André. Frederico Rocha compareceu na prova o Góis Moto Clube ainda debilitado mas venceu a primeira especial e ostentou um bom andamento, mas o desgaste e queixas ainda da lesão esteve na base de ter rubricado um resultado aquém na classe Open.Recuperado que está da lesão, Frederico Rocha terá na TM 125 uma aliada de peso com o propósito de superar a expectativas no Mundial, assim como os seus novos patrocinadores fortemente empenhados no sucesso de piloto e equipa, nomeadamente Alves Bandeira, Lugrade, Associação Académica de Coimbra e Hospital da Luz.

Frederico Rocha

Tendo em mente que a participação nas quatro provas do Mundial de Enduro de 2020 foram muito positivas na classe Open para Frederico Rocha em 2020, em que obteve o 7.º lugar final, piloto e equipa subiram a fasquia e apresentar-se-ão na exigente classe Youth Cup onde militam as maiores promessas do Mundial, juntando-se a vários pilotos oficiais e equipas de renome no Enduro.

O nervosismo é grande, mas a preparação para as quatro provas que Frederico Rocha realizará, em seis possíveis, foi feita ao pormenor pela sua equipa, e a sua TM 125 da AC Motos Racing/Alves Bandeira está pronta a atacar as primeiras especiais da etapa inaugural que se realizará a partir de amanhã em Marco de Canaveses.

Esta prova foi muito aplaudida na edição 2020 pelos participantes e continua a ser dirigida pelo piloto internacional lusitano Pedro Bianchi Prata, que já prometeu aos pilotos e fãs do Enduro que a edição deste ano será a melhor do Mundial 2021.

Frederico Rocha preparado para dar o salto no Mundial

Frederico Rocha confidenciou que «será um Mundial muito exigente visto que competirei numa classe que faz tempos ao nível da Elite em Portugal, com pilotos que competem todo o ano na classe 125 e que o número de quilómetros de percurso e especiais é o dobro do que se faz no campeonato português, mas o desafio é preparar-me para o meu futuro e vou com tudo», mostrando responsabilidade e espirito de lutador apesar dos seus 19 anos de idade.

A etapa portuguesa do Mundial de 2021 pontuara nos dois dias de prova o que é motivante para os pilotos que vestem as cores nacionais, como Frederico Rocha, aumentando, também, a responsabilidade de fazerem mais e melhor que em 2020. Logo que termine a 1.ª prova em Marco de Canaveses o jovem piloto de Coimbra partirá para Itália com a sua equipa e outros pilotos lusos para Edolo, onde disputará, de 25 a 27 de Junho, a 2.ª etapa do Mundial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *