Conflito entre Hamilton e Piquet no tribunal

Já seguiu para a justiça o conflito entre Hamilton e Piquet. Nas últimas horas, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal (MPDFT) deu andamento à ação inicialmente tomada por quatro organizações associadas ao racismo e homofobia contra Nelson Piquet, antigo piloto de Fórmula 1.

(auto.look2010@gmail.com)

Tudo começou, recorde-se, com uma entrevista do brasileiro em novembro ao canal de Youtube Motorsports Talk em que, na análise de um acidente entre Hamilton e Max Verstappen no Grande Prémio de Silverstone de 2021, classificou o piloto britânico de “neguinho”.

Nelson Piquet acabou por reconhecer a culpa e pedir desculpa, mas o processo parece não estar encerrado: «O que eu disse foi mal pensado, e não defendo isso, mas vou esclarecer que o termo usado é aquele que tem sido amplamente e historicamente usado coloquialmente no português brasileiro como sinónimo de “cara” ou “pessoa” e nunca teve a intenção de ofender», esclareceu o antigo tricampeão mundial de Fórmula 1 numa nota oficial.

Com os últimos desenvolvimentos, o ex-piloto brasileiro tem 15 dias para se pronunciar no processo, mas a posição das organizações que apresentaram a queixa é clara: pedem uma indeminização a rondar 1,9 milhões de euros.

Trata-se de um caso que já mediático além-fronteiras com algumas figuras reconhecidas do mundo do desporto a pronunciarem-se. Um deles foi Dani Alves que se mostrou incomodado com as declarações do compatriota.

Os próximos 15 dias podem assim trazer novos desenvolvimentos para o caso. Hamilton soma sete títulos mundiais de Fórmula 1 e promete continuar a ser uma das figuras da modalidade. Já Nelson Piquet deixou a sua marca com três conquistas em todo o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.