Clube Automóvel do Centro com novo elenco

Vítor Silva, candidato às eleições do clube de Coimbra e vencedor do acto eleitoral de dia 31 de Outubro por um voto, tomou posse esta segunda-feira à noite perante uma boa plateia. José Regêncio foi recordado com saudade, onde foi decretado um minuto de silêncio.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt)

Vítor Silva toma posse sob o olhar de Jorge Conde

A sessão de tomada de posse dos eleitos que vão dirigir os destinos do Clube Automóveis do Centro (CAC) para o biénio 2019/2021, ficou marcada por uma boa moldura humana e por um momento bastante emotivo quando, o novo presidente da Assembleia Geral, Jorge Corte-Real, decretou um minuto de silêncio em memória do malogrado José Regêncio, sócio e vice-presidente do clube, figura emblemática e muito respeitada no seio da família do clube.

Resultante da vontade expressa pelo voto dos associados nas últimas eleições realizadas no passado dia 31 de Outubro, Vítor Silva foi empossado presidente da Direcção do CAC, agradecendo «a presença dos associados na cerimónia», anunciando que abraçou este desafio «com o objectivo de criar um equilíbrio entre os dirigentes associativos e os sócios».

Vítor Santos cumprimenta Jorge Conde após tomada de posse

O novo presidente do Clube Automóvel do Centro começou por saudar calorosamente todos os presentes na sede do clube, iniciando a sua intervenção com palavras de agradecimento «a todos os associados» que, no pretérito dia 31 de Outubro, «manifestaram o seu apoio ao clube cinquentenário no escrutínio, independentemente de ter sido na Lista A ou B».

Manifestando ser «um privilégio poder servir o CAC», exercendo o cargo de maior responsabilidade, Vítor Silva e a sua equipa «ambiciona mobilizar o maior número de associados, angariar mais e recuperar todos aqueles que, de uma forma ou de outra, deixaram de aparecer na vida do clube».

Ao presidente cessante, Luís Santos, e a todos os elementos que fizeram parte da sua equipa, o novo presidente endereçou palavras de gratidão «pela forma como conduziu os destinos do Clube Automóvel do Centro». «Farei tudo que estiver ao meu alcance para não desapontar seja quem for, mas também é importante que todos ajudem o Clube Automóvel do Centro porque o clube precisa de todos para continuar a ter a projecção que granjeou».

Lídia Maria Oliveira tomou posse na qualidade de vice-presidente (administrativo)

Os sócios, a principal causa e a razão da existência do Clube Automóvel do Centro, têm sempre a porta aberta para manifestar as suas eventuais arreliações e, como o clube precisa de ser ajudado e vamos dar continuidade ao trabalho desenvolvido nos últimos anos». «É esse o desígnio que temos em mãos», sublinhou Vítor Silva, enumerando uma série de diligências para trilhar o caminho do sucesso.

«Seguindo o lema “prometer para fazer”, vamos alargar o horário de expediente durante a semana», ou seja, «vamos abrir já esta terça-feira as portas das 9h00 às 12h30, das 14h30 às 17h00 e das 21h00 às 24h00 e, incentivar e dinamizar a vida associativa do clube, os sócios podem dirigir-se na segunda-feira de cada mês, a partir das 21h30, para expor todos os seus problemas», enfatizou.

Órgãos Sociais prontos para “engrenar” as mudanças no Clube Automóvel do Centro

Realizar todas as provas calendarizadas para 2020, «tais como do Campeonato de Portugal de Ralis, Campeonato Centro de Ralis, Campeonato de Portugal de Ralis Históricos, Automóveis Antigos, mas também pretendemos promover campeonatos regionais de slots e de simuladores, sem descurar reactivar o Rali Fim de Ano», sublinhou o novo presidente do CAC.

Vítor Silva fez questão de anunciar que a equipa que lidera ambiciona «encher as instalações do Clube Automóvel do Centro», sem descurar que outro dos objectivos «é colocar em marcha a reabertura do bar e restaurante, incentivando a participação dos sócios nas actividades do clube, criando mensalmente um quadro informativo na sede, além da informação melhorada ao nível das redes sociais, Internet e aperfeiçoar o correio electrónico para que os sócios estejam mais perto do clube».

Jorge Corte-Real (presidente), ladeado por José Ferreira Rolo (secretário) e José António Moura Távora (vogal) da Assembleia-Geral

Com a Comissão Desportiva «praticamente concluída», Vítor Silva anunciou, igualmente, acções de formação para controladores, curso de suporte básico de vida, presença em feiras temáticas e exposição fotográfica “50 anos da vida do clube” e “Dia Internacional da Mulher”.

É com a diversidade de ideias que saudavelmente se constroem as instituições e o Clube Automóvel do Centro não foge à regra. A diversidade de opiniões e o debate de ideias não é um luxo, é uma necessidade. Para se construir uma vida institucional que, pela natureza da actividade do Clube Automóvel do Centro, tem que estar sob permanente escrutínio e contraditório. Esse escrutínio e esse contraditório têm sido, e continuará a ser, o motor do seu desenvolvimento. Não há ninguém acima do Clube Automóvel do Centro, mas todos, sem excepção, são de enorme importância para o conduzir pelos trilhos do sucesso.

ASSEMBLEIA GERAL

Presidente: Jorge F. M. Corte-Real; Secretário: José Ferreira Rolo; Vogal: José António Moura Távora; Suplente: António Simões Pocinho.

DIRECÇÃO

Presidente: Vítor Oliveira e Silva; Vice-presidente (Desportivo): Carlos Manuel Santos; Vice-presidente (Administrativo): Lídia Maria Oliveira; Secretário: André Rolo Keim; Tesoureiro: João Santos Pinto; 1.º Vogal: Mário O. Antunes; 2.º Vogal: António M. Morais; 1.º Suplente: José Aníbal Guedes.

CONCELHO FISCAL

Presidente: António Santos Silva; Relator: António Miguel Tejo; Vogal: Carlos Alberto Mesquita.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação