Chuva condiciona treino inaugural em Missano

Primeira sessão de treinos livres no traçado de Missano, para o Grande Prémio de São Marino, ficou marcada pelo dilúvio a uma dezena de minutos do final. Maverick Viñales (Aprilia) na frente e Miguel Oliveira (KTM) rodou em último.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Temperatura baixa a não permitir o aquecimento dos pneus e a chuva, que apareceu a 10 minutos do final da sessão, o que levou todos os pilotos para a “box”, condicionaram a primeira sessão de treinos livres de MotoGP para o Grande Prémio de São Marino.

Contudo, alguns pilotos voltaram a sair para a pista para experimentar o nível de aderência do asfalto molhado, mas a tabela de tempos foi consequência do que sucedeu, antes do aparecimento da chuva.

Como consequência foi o espanhol Maverick Viñales (Aprilia) a registar o melhor tempo, com o campeão do mundo, o seu compatriota Joan Mir (Suzuki), a ficar com o segundo tempo e o italiano Francesco Bagnaia (Ducati), vencedor, no passado domingo, em Aragon com o terceiro

O português Miguel Oliveira (KTM) registou o 22.º tempo, entre os 24 pilotos que estiveram em acção, com os pilotos da marca austríaca a estarem juntos, no fundo da tabela de tempos.

A chuva que caiu no final da sessão de MotoGP, desapareceu antes do arranque da sessão de Moto2, mas o asfalto continuava molhado, embora, com a passagem dos pilotos, as trajectórias fossem secando. O suíço Thomas Luthi (Kalex) foi o mais rápido, superiorizando-se aos italianos Marco Bezzecchi (Kalex) e Nicolò Bulega (Kalex)-

A correrem em casa, os italianos dominaram a primeira sessão de treinos livres de Moto3 e colocaram-se nas quatro primeiras posições da tabela de tempos, o com Dennis Foggia (Honda) a superiorizar-se a Romano Fenati (Husqvarna), Niccolò Antonelli (KTM) e Andrea Migno (Honda), com os quatro a caberem em pouco mais de meio segundo.

Finalmente, referência ao facto das moto eléctricas terem voltado à acção, com o brasileiro Eric Granado (Energica) a registar o melhor tempo, à frente do espanhol Jordi Torres (Energica) e do italiano Alessandro Zaccone (Energica), com o português André Pires (Energica) a ser o mais lento, a mais de quatro segundos do brasileiro.

Tempos dos treinos

MotoGP – Maverick Viñales (Aprilia), 1’32,666”; Joan Mir (Suzuki), 1’32,746”; Francesco Bagnaia (Ducati), 1’32,801”Jack Miller (Ducati), 1’32,859”; Alex Rins (Suzuki), 1’32,885”; Pol Espargaro (Honda), 1’33,019”; Fábio Quartararo (Yamaha), 1’33,024”; Stefan Bradl (Honda), 1’33,047”; Marc Marquez (Honda), 1’33,100”; Aleix Espargaro (Aprilia), 1’33,102”; …; Miguel Oliveira (KTM); 1’34,026”-Treinaram mais dois pilotos.

Moto2 – Thomas Luthi (Kalex), 1’50,140”; Marco Bezzecchi (Kalex), 1’50,428”; Nicolò Bulega (Kalex), 1’50,578”; Jake Dixon (Kalex), 1’50,623”; Sam Lowes (Kalex), 1’50,718”; Somkiat Chantra (Kalex), 1’50,901”; Augusto Fernandez (Kalex), 1’50,909”; Stefano Manzi (Kalex), 1’51,160”; Jorge Navarro (Boscoscuro), 1’51,248”; Xavi Vierge (Kalex), 1’51,325”. Treinaram mais 20 pilotos.

Moto3 – Dennis Foggia (Honda), 1’42.009”; Romano Fenati (Husqvarna), 1’42.379”; Niccolò Antonelli (KTM), 1’42,671”; Andrea Migno (Honda), 1’42,473; Deniz Oncu (KTM), 1’42,879”; Tatsuki Suzuki (Honda), 1’42,932”; Izan Guevara (GasGas), 1’43,063”; Jaume Masia (KTM), 1’43,103”; Xavier Artigas (Honda); 1’43,112”; Gabriel Rodrigo (Honda), 1’43,147”. Treinaram mais 20 pilotos.

MotoE – Eric Granado (Energica), 1’43,883”; Jordi Torres (Energica), 1’43.973”; Alessandro Zaccone (Energica), 1’44,187”; Miguel Pons (Energica), 1’44,233”; Dominique Aegerter (Energica), 1’44,328”; …; André Pires (Energica), 1’48,612”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *