Chuva complicou em demasia as contas dos líderes

Finlandês Kalle Rovanpera terminou o segundo dia da 55.ª edição do Vodafone Rally de Portugal na frente da classificação, depois de ter vencido três das sete especiais disputadas, ultrapassando Elfyn Evans, companheiro de equipa na Toyota Gazoo Racing, na segunda passagem por Amarante.

PEDRO RORIZ E CARLOS SOUSA (auto.look2010@gmail.com)

Kalle Rovanpera

Montada para assinalar os 50 anos do Campeonato do Mundo de Ralis, a super-especial Porto – Foz foi prejudicada pela chuva que começou a cair ao início da tarde e deixou molhados os paralelepípedos, tornando mais difícil a condução, já que os carros estavam equipados com desgastados pneus de terra.

E a prova-lo o facto do melhor tempo ter ficado longe do “record” (3m04,1s), que pertence ao espanhol Dani Sordo (Hyundai i 20 Coupé WRC) desde o ano passado. Aliás o piso escorregadio foi uma queixa generalizada dos pilotos, havendo mesmo alguns que consideraram estar a guiar em cima de gelo.

Elfyn Evans

Na luta pela vitória, de novo vantagem do finlandês Kalle Rovampera (Toyota GR Yaris Rally1) que ganhou mais 1,7 segundos ao inglês Elfyn Evans (Toyota GR Yaris Rally1) e vai partir para o derradeiro dia da competição com 5,7 segundos de vantagem, quando faltam percorrer, 48,87 quilómetros, divididos por cinco especiais.

Interessante está, igualmente, o “combate” pelo terceiro lugar, com o espanhol Dani Sordo (Hyundai i20 N Rally1) reduziu para 5,7 segundos o atraso em relação ao japonês Takamoto Katsuta (Toyota GR Yaris Rally1), com o belga Thierry Neuville (Hyundai i20 N Rally1) a ver a desvantagem para o piloto subir para 35,8 segundos.

Craig Breen e Paul Nagle (Ford Puma Rally1)

Contudo, sem surpresa, por o piso ter sido “limpo” pelos RC1, as nove primeiras posições na super-especial pertenceram aos pilotos dos RC2, que partiram mais atrás a baterem os tempos daqueles que os antecediam.

O russo Nikolay Gryazin (Skoda Fabia Rally2 Evo) acabou por registar o melhor tempo, à frente do polaco Mikolaj Marczyk (Skoda Fabia Rally Evo) e do português Armindo Araújo (Skoda Fabia Rally2), com Ricardo Teodósio (Skoda Fabia Rally2) a colocar-se três posições atrás.

Já o francês Yohan Rossel (Citroen C3 Rally2) reduziu para 30,5 segundos o atraso em relação ao finlandês Teemu Suninen (Hyundai i20 N Rally2), que comanda a categoria.

Armindo Araújo e Luís Ramalho (Skoda Fabia Rally Evo)

Em suma, a Toyota Gazoo Racing tem dominado a edição deste ano do Vodafone Rally de Portugal pois, para além de ter três carros nas três primeiras posições, os seus pilotos venceram 13 das 17 especiais já disputadas até ao momento. Apenas Thierry Neuville (superespecial de Coimbra e Amarante 2), Sébastien Loeb (Arganil 1), com um Ford Puma, e Gryazin se intrometeram no domínio nipónico.

Pra este domingo disputa-se o terceiro e último dia do Vodafone Rally de Portugal, com 48,87 quilómetros, divididos por quatro especiais, incluindo a “Power Stage” de Fafe 2, que distribui 15 pontos extra pelos cinco mais rápidos. O dia começa bem cedo, às 7h08, com os 8,91 quilómetros de Felgueiras 1. Segue-se Montim (8,69 quilómetros) às 7h57 e Fafe 1 às 8h38. Felgueiras 2 arranca às 10h08, com a prova a terminar no salto da “pedra sentada” de Fafe 2, a partir das 12h18.

CLASSIFICAÇÕES

16.ª PC – SUPER ESPECIAL PORTO – FOZ (3,30 KM) – 1.º, Nikolay Gryazin/Konstantin Alexandrov (Skoda Fabia Rally2 Evo), 3’23,9”; 2.º, Mikolaj Marczyk/Szymon Gospodarczyk (Skoda Fabia Rally2 Evo), 3’24,6”; 3.º, Armindo Araújo/Luís Ramalho (Skoda Fabia Rally Evo), 3’25,5”;  4.º, Yohan Rossel/Valentin Sarreaud (Citroen C3 Rally2), 3’26,0”; 5.º, Kajetan Kajtanowicz/Maciej Szczepaniak (Skoda Fabia Rally2 Evo), 3’26,5”; 6.º, Ricardo Teodósio/José Teixeira (Skoda Fabia Rally2 Evo), 3’26,5”; 7.º, Martin Prokop/Michal Ernst (Ford Fiesta MkII), 3’27,3”; 8.º, Teemu Suninen/Mikko Markkula (Hyundai i20 N Rally2), 3’27,8”; 9.º, Chris Ingram/Craig Drew (Skoda Fabia Rally2 Evo), 3’28,6”; 10.º, Kalle Rovampera/Jonne Halttunen (Toyota GR Yaris Rally1), 3’28,7”

GERAL APÓS 16 ESPECIAIS – 1.º, Kalle Rovampera/Jonne Halttunen (Toyota GR Yaris Rally1), 3.13’46,7”; 2.º, Elfyn Evans/Scott Martin (Toyota GR Yaris Rally1), a 5,7”; 3.º, Takamoto Katsuta/Aaron Johnston (Toyota GR Yaris Rally1), a 1’50,1”; 4.º, Dani Sordo/Candido Carrera (Hyundai i20 N Rally1), a 1’55,8”; 5.º, Thierry Neuville/Martijn Wyndaeghe (Hyundai i20 N Rally1), a 2’25,9”; 6.º, Craig Breen/Paul Nagle (Ford Puma Rally1), a 4’00,4”; 7.º, Pierre-Louis Loubet/Vincent Landais (Ford Puma Rally1), a 4’14,7”; 8.º, Ott Tanak/Martin Jarveoja (Hyundai i20 N Rally1), a 4’40,9”; 9.º, Adrien Fourmaux/Alexandre Coria (Ford Puma Rally1), a 7’04,3”; 10.º, Teemu Suninen/Mikko Markkula (Hyundai i20 N Rally2), a 10’08,5” (1.º RC2); …; 15.º, Armindo Araújo/Luís Ramalho (Skoda Fabia Rally Evo), a 18’20,2”; 16.º, Ricardo Teodósio/José Teixeira (Hyundai i20 N Rally2), a 18’32,5”.

PROGRAMA PARA DOMINGO (22 DE MAIO)

05h45 – Partida da Exponor (Matosinhos)

07h08 – SS 17 – Felgueiras 1 (8,91 km)

07h57 – SS 18 – Montim 1 (8,69 km)

08h38 – SS 19 – Fafe 1 (11,18 km)

10h08 – SS 20 – Felgueiras 2 (8,91 km)

10h37 – Reagrupamento IN em Fafe

11h52 – Reagrupamento OUT em Fafe

12h18 – SS 21 – Fafe 2 (Power Stage) (11,18 km)

14h20 – Parque Fechado IN na Exponor (Matosinhos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.