Charles Leclerc conquista “pole” histórica em Baku

Piloto monegasco da Ferrari fez o tempo de 1m41,359s e bateu o segundo classificado, o mexicano Sérgio Pérez (Red Bull), por 0,282 segundos. Max Verstappen cotou-se o terceiro mais rápido.

(auto.look2010@gmail.com)

Charles Leclerc (Ferrari) conquistou hoje a “pole position” para o Grande Prémio do Azerbaijão de Fórmula 1, oitava ronda da temporada, tornando-se no primeiro piloto a “bisar”’ nesta pista citadina. O piloto monegasco fez o tempo de 1m41,359s e bateu o segundo classificado, o mexicano Sérgio Pérez (Red Bull), por 0,282 segundos. O neerlandês Max Verstappen (Red Bull), campeão em título, foi terceiro, a 0,347 segundos.

O segundo Ferrari, conduzido pelo espanhol Carlos Sainz, foi quarto classificado, a 0,455 segundos. A partir daí, as diferenças face ao líder já se medem em segundos, pois o britânico George Russell (Mercedes), que voltou a ser o melhor “dos outros”, ficou a 1,353 segundos.

Esta foi a quarta “pole” consecutiva de Charles Leclerc, que, contudo, não tem tirado partido da arrancar em primeiro, pois a Red Bull venceu as três últimas corridas. Com esta marca, Charles Leclerc chegou às 15 “poles” na carreira, sexta da temporada, ultrapassando Max Verstappen, que tem 14.

«Sabe bem. Todas as “poles” sabem bem, mas esta não esperava, porque a Red Bull estava forte. Consegui uma boa última volta», explicou o monegasco, que não vence desde a terceira jornada, na Austrália.

Charles Leclerc assumiu que «a gestão de pneus será fundamental» para a corrida, pelo que será «interessante» ver como as equipas conseguem gerir as borrachas. Max Verstappen, que chega a esta prova na liderança do campeonato, admitiu ter cometido «pequenos erros», pelo que não foi «o resultado que queria», mas acabou por ser «positivo para a equipa».

O campeão mundial espera poder lutar pela vitória: «O nosso carro deve estar bom» para muitas voltas. Já Sérgio Pérez queixou-se de «um problema no motor», que o terá impedido de lutar pela “pole”, pois atrasou-se a sair da garagem e já não apanhou nenhum “cone de ar”.

«Será uma longa corrida e podem cometer-se muitos erros», disse ainda. A sessão de qualificação desta tarde começou praticamente com uma situação de bandeiras vermelhas devido a um toque do canadiano Lance Stroll (Aston Martin) nas barreiras, que arrancou a roda dianteira direita do seu carro.

O GP do Azerbaijão é a oitava prova do campeonato. Max Verstappen lidera o campeonato, com 125 pontos, mais nove do que Charles Leclerc, que é segundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.