Charles Leclerc com segunda “pole” seguida

Piloto monegasco foi o mais rápido na sessão de qualificação para o Grande Prémio de Itália de Fórmula 1, em Monza, 14.ª prova da temporada.

(auto.look2010@gmail.com)

O monegasco Charles Leclerc garantiu a quarta “pole position” da sua carreira, segunda consecutiva, ao ser o mais rápido na sessão de qualificação para o Grande Prémio de Itália de Fórmula 1, em Monza. Charles Leclerc conseguiu a sua melhor volta logo na primeira tentativa da Q3, a terceira e decisiva fase da qualificação, com o tempo de 1m20,126s, apenas 39 milésimos de segundo mais rápido do que o britânico Lewis Hamilton (Mercedes), líder do campeonato.

A sessão ficou marcada pelo despiste do monegasco Kimi Raikkonen (Alfa Romeo) nos últimos minutos da Q3, que obrigou a uma interrupção por alguns minutos. No recomeço, quando os pilotos se preparavam para a segunda tentativa de volta rápida, todos abrandaram na volta de reentrada em pista de forma a aproveitar da melhor forma o cone de ar do carro anterior.

No entanto, o ritmo imposto foi tão baixo que apenas Leclerc e o espanhol Carlos Sainz (Renault) conseguiram cruzar a meta a tempo de realizar outra volta rápida. Os restantes cruzaram a meta já depois da bandeirada de xadrez que pôs um ponto final na sessão.

Desta forma, o piloto da Ferrari garante a quarta “pole position” do ano e da carreira, depois das conseguidas no Bahrain, Áustria e Bélgica.

«Chega-se a um ponto em que se torna ridículo», criticou Sainz. Contudo, Lewis Hamilton criticou os pilotos da Ferrari, acusando-os de terem, propositadamente, imposto «um ritmo demasiado lento». «É interessante. Obténs a “polé” na primeira volta e, a seguir, simplesmente esgotas o tempo de todos os outros», criticou o pentacampeão mundial, que espera «uma boa luta com a Ferrari» na corrida deste domingo.

O finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) sairá do terceiro lugar da grelha, tendo ficado a apenas 47 milésimos de segundo do tempo de Charles Leclerc. O alemão Sebastian Vettel, no segundo Ferrari, fecha a segunda linha da grelha, mas já a 150 milésimos do companheiro de equipa: «Na segunda tentativa era a minha vez de ter a vantagem do cone de ar», lamentou-se.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação