Candidatos não faltam em “Terras d’Aboboreira”

Líder do campeonato, Ricardo Teodósio, apresenta-se na prova do Clube Automóvel de Amarante mas não pontua, ao contrário de Armindo Araújo, que tinha prescindido dos Açores, bem como Bruno Magalhães, de Mortágua…

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com) – Fotos: JORGE CUNHA E ALBANO LOUREIRO (AIFA)

Com os três primeiros (Ricardo Teodósio – Skoda Fabia R5, Armindo Araújo – Hyundai i20 R5 e Bruno Magalhães – Hyundai i20 R5) separados por 26,06 pontos, o Rali Terras d’Aboboreira, que o Clube Automóvel de Amarante coloca na estrada este fim-de-semana, pode permitir a diminuição da distância entre os três candidatos ao título, tanto mais que Ricardo Teodósio, que comanda o campeonato, está presente, mas indicou a prova como aquela em que não vai pontuar.

Armindo Araújo tinha prescindido dos Açores e Bruno Magalhães de Mortágua os colocará em igualdade de circunstâncias a duas provas (Rali Vidreiro Centro de Portugal e Rali Casinos do Algarve) do final da temporada.

De seguir com atenção o duelo entre os dois pilotos da marca sul-coreana, com Ricardo Teodósio a aproveitar para testar soluções que possam ser úteis nas duas provas em falta, sabendo que, mesmo em caso de vitória, isso não afectará os pontos dos seus rivais.

O piloto algarvio não esconde que «o objectivo é experimentar novas soluções para a Marinha Grande e para o Algarve, porque não temos qualquer pressão, por sabermos que a vitória, pela qual vamos lutar, se acontecer, não serve para conquistar pontos»

Mas o lote de candidatos ao triunfo não faltam, com Miguel Barbosa (Skoda Fabia R5) a continuar à procura do primeiro triunfo, José Pedro Fontes (Citroen C3 R5), a querer colocar ponto final no jejum de vitorias, que data da prova do Clube Automóvel de Amarante do ano passado, Pedro Meireles (VW Polo GTi R5), e João Barros (Skoda Fabia R5), que regressou à estrada na Madeira, a juntarem-se ao lote dos que vão discutir, pelo menos, os lugares do pódio.

De assinalar a presença do açoriano Luís Miguel Rego (Ford Fiesta R5) que procurará acompanhar o ritmo dos pilotos continentais, como forma de preparação para a ponta final do respectivo campeonato.

Para Luís Miguel Rego «o facto de não fazer provas fora dos Açores há mais de sete anos, faz com que o mais importante seja ganhar experiência, rodagem e aprender, fazendo o maior número de quilómetros possíveis para aumentar a nossa competitividade»

O Rali Terras d’Aboboreira é a quarta prova da Peugeot Rally Cup Ibérica e fecha o lote de provas portuguesas, com a competição a terminar com o Rali da Catalunha e o Rali de Madrid.

Cumpridas as três primeiras provas, os espanhóis Daniel Berdomás e Josep Bassas ocupam as duas primeiras posições à frente do português Daniel Nunes, que estará ausente, por esta a recuperar de um acidente

de viação.

Pedro Antunes, que venceu a prova de abertura  foi o primeiro comandante do Troféu, em quarto, é o português melhor classificado e deverá assumir o papel de maior adversário dos pilotos espanhóis.

No que diz respeito ao Campeonato de Ralis do Norte, André Cabeças (Mitsubishi Lancer IX), vencedor das duas últimas provas (Alto Tâmega e Viana do Castelo), chega à penúltima prova da temporada moralizado por esses dois triunfos que o colocaram no topo da classificação, com 11,14 pontos de vantagem sobre Filipe Madureira (Mitsubishi Lancer IX) e 13,84 sobre Lucas Simões (Mitsubishi Lancer IX) trio que vai discutir a vitória e o título, com o abandono de um deles a poder representar o fim das esperanças na conquista do ceptro.

Por sua vez, Luís Mota (Mitsubishi Lancer VI), que comanda o campeonato depois das duas primeiras provas, e Nuno Mateus (Mitsubishi Lancer IV) deverão discutir a vitória entre os envolvidos no Campeonato de Portugal de Clássicos, cujos concorrentes vão percorrer o mesmo traçado dos envolvidos no Campeonato de Ralis Norte.

A ESTRADA

O Rali Terras d’Aboboreira arranca em Marco de Canavezes (16.00), na sexta-feira, com os concorrentes a cumprirem uma dupla passagem por Rio Tâmega (10,21 km – 16.40 e 17.50), havendo um reagrupamento em Amarante (17.00 – 17.15), entre as duas passagens, para rumarem a Baião (19.10) e cumprirem a Super Especial Baião (1,52 km – 21.30) e rumarem a Marco de Canavezes, onde esta instalado o Parque de Assistência.

No sábado, a caravana arranca de Marco de Canavezes (9.40) para cumprir uma dupla passagem pelas especiais de Marco Rios de Emoção (10,95 km – 10,05 e 13.20), Baião Vida Natural (10,36 km – 10.50 e 14.05) e Carvalho de Rei (11,21 km – 11.45 e 15.00), havendo uma passagem pelo Parque de Assistência (12.40 – 13.10) a separar as duas passagens.

A prova fecha com a passagem por Marão (17,32 km – 17.35), a especial mais extensa, que pode provocar alterações na classificação, com a caravana a rumar a Baião (19.40) para a consagração dos vencedores.

Os concorrentes do Campeonato de Portugal de GT e Clássicos e do Campeonato de Ralis Norte cumprirão a Super Especial de Baião, antes dos participantes no Campeonato de Portugal, e dupla passagem pelas três classificativas que são percorridas por duas vezes.

CLASSIFICAÇÃO DOS CAMPEONATOS

PORTUGAL DE RALIS

PILOTOS – 1.º, Ricardo Teodósio, 119,18 pontos; 2.º, Armindo Araújo, 104,44; 3.º, Bruno Magalhães, 93,12; 4.º, Miguel César Barbosa, 70,82; 5.º, José Pedro Fontes, 59,74; 6.º, Ricardo Moura, 46,39; 7.º, Pedro Almeida, 42; 8.º, António Dias, 33; 9.º, Miguel Correia, 30; 10.º, Pedro Meireles, 26 42. Estão classificados mais 18 pilotos.

NAVEGADORES – 1.º, José Teixeira, 119,18 pontos; 2.º, Luís Ramalho, 104,44; 3.º, Hugo Magalhães, 93,12; 4.º, António Costa, 56,39; 5.º, Inês Ponte, 51,74; 6.º, Jorge Eduardo Carvalho, 49,68; 7.º, Nuno Almeida, 36; 8.º, Pedro Alves, 36; 9.º, Paulo Babo, 33, 14; 10.º, Mário Castro, 26,42. Estão classificados mais 14 navegadores

NORTE DE RALIS

PILOTOS – 1.º, André Cabeças, 105,07 pontos; 2.º, Filipe Madureira, 93,93; 3.º, Lucas Simões, 91,23; 4.º, Augusto Costa, 59; 5.º, Márcio Pereira, 57,27; 6.º, Daniel Silva, 56; 7.º, Luís Delgado, 51,16; 8.º, José Ribeiro da Silva, 50; 9.º, Mário Castro, 38,83; 10.º, Miguel Teixeira, 37,66. Estão classificados mais 33 pilotos.

NAVEGADORES – 1.º, Emanuel Gonçalves, 105,43 pontos; 2.º, Simplício Gonçalves, 85,32; 3.º, Pedro Santana, 69; 4.º, Filipe Martins, 68,38; 5.º, Patrícia Pereira, 65,66; 6.º, Susana Silva, 63; 7.º, André Carvalho, 58,7; 8.º, Ricardo Cunha, 42,83; 9.º, Filipe Carvalho, 37,66; 10.º, Alexandre Rodrigues, 26,12. Estão classificados mais 28 navegadores.

PEUGEOT RALLY CUP IBERICA

PILOTOS – 1.º, Daniel Berdomás, 65,93 pontos; 2.º, Josep Bassas, 47,38; 3.º, Daniel Nunes, 44,09; 4.º, Pedro Antunes, 29,62; 5.º, José Maria Reyes, 26.42; 6.º, Ruairi Bell, 26; 7.º, Carlos Fernandes, 24,71; 8.º, Sérgio Francoli, 22; 9.º, Georg Linnamae, 22; 10.º, Alberto Monarri, 17. Estão classificados mais 15 pilotos

NAVEGADORES – 1.º, David Rivero, 65,93 pontos; 2.º, 2.º, Paulo Lopes, 29,62; 3.º, Rui Raimundo, 27,09; 4.º, Diego Sanjuan, 26.42; 5.º, Darren Garrod, 26; 6.º, Maria Salvo, 22; 7.º, Volodymyr Korsia, 22; 8.º, Manuel Muñoz, 21,67; 9.º, Valter Cardoso, 20,71; 10.º, Axel Coronado, 19,71. Estão classificados mais 17 navegadores

EQUIPAS – 1.º, Inside, 67 pontos; 2.º, TRS Rally Team, 64; 3.º, GC Motorsport, 52; 4.º, The Racing Factory, 25; 5.º, Race Seven, 17; 6.º, PT Racing, 29; 7.º, Mavisa, 25; 8.º, ALM Motorsport, 22; 9.º, Macominho Sport, 10; 10.º, AMSport, 8.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação