Campeões trocam de capacete em sinal de respeito

A amizade não se compra nem se vede… conquista-se. Filipe Albuquerque e Miguel Oliveira dispensam apresentações e, nas pistas, são respeitados por tudo e por todos. Dois gentleman lusos que orgulham o povo português, independentemente de um ser dos automóveis e o outro das motos. A troca e capacetes é sinónimo de amizade e respeito.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt)

Filipe Albuquerque e Miguel Oliveira estão no defeso das suas “obrigações” mas não descuraram a oportunidade de trocar entre si os capacetes com que alinharam, respectivamente, no Super Seven by Toyo Tires e Campeonato de Portugal de Velocidade By SportTV.

O primeiro experimentou o Caterham 420R Pro e, o segundo, um Porsche 911. Os dois pilotos, que nos últimos anos têm a missão de transportar Portugal pelos quatro cantos do mundo, não hesitaram um segundo e “permutaram” os seus capacetes no final do no Estoril Racing Festival do passado fim-de-semana.

Tratou-se de um gesto de enorme apreço e, sem margem para qualquer dúvida, uma manifestação de respeito mútuo e amizade genuína de dois pilotos que aproveitaram o último fim-de-semana para espalhar magia e sorrisos pelos adversários circunstanciais e pelo público em geral.

Um conjunto de fotos foi partilhado nas redes sociais, revelando o respeito que os dois nutrem um pelo outro. Em tom de brincadeira, Filipe Albuquerque sublinhou que nunca pensou «trocar de capacete com um piloto de motos, mas sem dúvida que tenho imenso orgulho em tê-lo feito».

O piloto de Coimbra, que nos a 29 e 30 de Janeiro de 2022 vai defender a vitória nas 24 Horas de Daytona, ao volante de um Acura ARX-05 com Ricky Taylor, Alexander Rossi e Will Stevens na equipa Wayne Taylor Racing, agradeceu a Miguel Oliveira «por este capacete, o qual vai para a minha parede de pilotos que admiro, seja pelos seus feitos, seja pelas pessoas que são, tu enquadraste na perfeição», admitindo que «venham mais vitórias».

Miguel Oliveira, um dos astros do Mundial de MotoGP, também evidenciou a sua «satisfação por passar a ter em meu poder o capacete de Filipe Albuquerque», um piloto que muito admiro há muitos anos, como pessoa e pelos muitos triunfos ao longo da sua rica e recheada carreira».

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.