Buhler marca o ritmo na lama do Pinhal Interior

Piloto da Hero foi o mais rápido no primeiro Sector Selectivo da Baja TT do Pinhal, com Ruben Alexandre a comandar a classificação dos quads e Roberto Borrego lidera a classificação muito renhida nos SSV.

(auto.look2010@gmail.com)

Sebastian Buhler é o primeiro líder da Baja TT do Pinhal nas motos. O piloto da Hero começou à procura do melhor ritmo e lidera a prova organizada pela Escuderia Castelo Branco desde o primeiro controlo de passagem. O comando na classificação geral significa que também é primeiro na Taça do Mundo e no Europeu. Ruben Alexandre aproveitou os problemas de João Vale para ser o melhor nos quads, enquanto Mário Franco e Nuno “Matias” Guilherme estão na frente entre os SSV.

A chuva que caiu nos últimos dias transformou as pistas da Baja TT do Pinhal. Em vez de pisos secos e duros, os concorrentes já encontraram muitas zonas enlameadas e desafiantes. Com estas condições, Sebastian Buhler imprimiu um andamento muito forte na sua Hero 450 para fechar a primeira etapa na liderança.

O piloto da marca indiana foi sempre superior e surgiu no primeiro controlo de passagem com uma vantagem curta sobre António Maio. O rival, que corre com uma Yamaha, apenas perdeu três segundos após os primeiros 35 quilómetros. Mas Buhler não deu hipótese à concorrência e, na segunda fase do sector, ganhou mais de um minuto para terminar o dia com 1m06s sobre o segundo classificado.

Maciek Giemza viajou desde a Polónia para alinhar na Baja TT do Pinhal e está a destacar-se ao ser o terceiro mais rápido. O piloto da Husqvarna 450 FE assistiu ao duelo entre Buhler e Maio e quer aproveitar qualquer contratempo dos dois mais fortes. Neste momento, ocupa o último lugar do pódio, a 1m47s do líder.

«O dia correu bem. 150 metros depois do arranque tive uma saída e fiquei um bocado dentro do buraco a tentar sair de lá, mas depois foi entrar no ritmo e consegui recuperar o tempo que perdi. Amanhã vou tentar fazer o mesmo. Quero aumentar o ritmo porque tivemos um período longo sem corridas. O ritmo em competição é sempre muito alto e demora algum tempo a chegar lá», afirmou o líder nas motos, Sebastian Buhler.

RUBEN ALEXANDRE NA FRENTE ENTRE OS QUADS

Na luta pelos melhores lugares nos quads, Ruben Alexandre, em Yamaha YFZ 450R, é quem leva a melhor. Na fase inicial do sector selectivo, João Vale, que era dos últimos a partir, impôs a sua força e, à passagem pelo controlo de passagem, tinha 13 segundos de vantagem.

Contudo, o piloto teve problemas de combustível no seu quad e viu, dessa forma, o primeiro lugar fugir-lhe das mãos. Muito consistente ao longo da tarde, Ruben Alexandre aproveitou para acabar a primeira etapa em primeiro com 2,21s de vantagem sobre o campeão em título, Luís Engeitado. Luís Fernandes é terceiro, a 3m38s do líder.

«A primeira etapa foi boa. Tive, apenas, um pequeno erro de navegação. Perdi alguns segundos, mas nada de mais. O percurso está bem marcado e agora vamos ver como corre este domingo», afirmou Ruben Alexandre à chegada ao parque de assistência.

LUGARES DO PÓDIO EM SSV SEPARADOS POR 18 SEGUNDOS

A classificação dos SSV está muito animada. É, ao final do primeiro dia de competição na Baja TT do Pinhal, a mais renhida de todas. Mário Franco e Nuno “Matias” Guilherme foram os mais lestos a completarem os primeiros 79,46 km do sector selectivo inaugural.

Os pilotos do Yamaha YXZ 1000R deixaram o pluricampeão nacional em quad, Roberto Borrego, a 10 segundos. Juntamente com Nuno Abrantes, o piloto Can Am Maverick X3 chega a Vila Velha de Ródão no lugar intermédio do pódio, à frente de João Dias. A correr a solo, ocupa o terceiro lugar a apenas 18 segundos da liderança. A classificação pode sofrer mudanças grandes este domingo, pois os seis primeiros estão separados por 1m03s.

«A pista estava muito escorregadia. Passámos seis meses a treinar em pistas secas e corremos em pistas molhadas. Ninguém treinou nada disto. Vimos de alguns azares com o carro, mas as coisas têm-nos corrido bem. Amanhã queremos continuar. Hoje andámos muito seguros», explicou Mário Franco.

Na classificação exclusiva da Taça do Mundo FIM de Baja, Sebastian Buhler domina com alguma margem. É primeiro e tem o polaco, Maciek Giemza, a 1m47s. Adam Tomiczek, companheiro de equipa de Giemza, ocupa o terceiro posto e é líder nas contas para o Europeu. Em 80 quilómetros, cedeu 2m47s para Buhler. Nos quads, Luís Engeitado é o melhor na Taça do Mundo e no Europeu. Na frente da classificação absoluta, Mário Franco é, por inerência, o melhor dos concorrentes SSV na Taça do Mundo e no Europeu.

Este domingo realiza-se a segunda etapa da edição de 2020 da Baja TT do Pinhal. Os concorrentes competem em dois Sectores Selectivos. O da manhã tem cerca de 130 quilómetros e liga Vila Velha de Ródão à Sertã. Entretanto, os pilotos reagrupam e partem para o terceiro sector que tem 75 quilómetros de extensão entre Sertã e Vila Velha de Ródão. Os vencedores serão conhecidos a partir das 13h30.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: