Britânico Elfyn Evans acabou o dia na frente

O piloto Elfyn Evans chega ao último dia na liderança do Vodafone Rally de Portugal. Para este domingo estão previstas mais cinco classificativas, incluindo a “power stage” de Fafe, que distribui 15 pontos pelos cinco mais rápidos.

PEDRO RORIZ E CARLOS SOUSA (auto.look2010@gmail.com)

Fabuloso cenário, na foz do Douro, a fechar o segundo dia do Vodafone Rally de Portugal, com a Super Especial do Porto/Foz. Um final de dia fantástico que permitiu ao espanhol Dani Sordo (Hyundai i20 Coupé WRC), que não desligou o motor, durante o tempo de espera, por recear não o poder voltar a pôr a funcionar, ganhar 5,7 segundos ao inglês Elfyn Evans (Toyota Yaris WRC) e a reduzir para 10,7 segundos a diferença para o comandante da prova.

Uma diferença que deixa tudo em aberto para o derradeiro dia da competição, restando saber qual será a opção de Andrea Adamo, o responsável da marca sul-coreana, que tem de decidir muita coisa. Ou deixa o piloto lutar pela vitória, com todos os riscos daí decorrentes, ou opta por o “mandar” manter o segundo lugar e conservar os pontos que são importantes para o título mundial de Construtores, principal objectivo da Hyundai.

Na luta pelo derradeiro lugar do pódio, o japonés Takamoto Katsuta (Toyota Yaris WRC) ganhou um segundo ao companheiro de equipa, o francés Sébastien Ogier, em viatura idéntica, que deixou o motor ir abaixo, num peão, e vai partir para o derradeiro dia de competição com 1,5 de avanço sobre o piloto nipónico.

Na Super Especial, os RC2 estiveram em plano de evidencia, com o norueguês Mads Ostberg (Citroen C3 Rally2) a fazer o segundo tempo absoluto, à frente do finlandés Esapekka Lappi (VW Polo Gti R5), que comanda a categoría e termina o dia no sétimo lugar, o melhor da categoría esta temporada.

O jovem prodígio francês, Adrien Fourmaux (Ford Fiesta WRC) aproveitou a Super Especial para roubar o quinto lugar ao britânico Gus Greensmith (Ford Fiesta) por 6,4 segundos.

Para domingo estão previstas mais cinco classificativas, incluindo a já referenciada “power stage” de Fafe, É nessa pontuação que vão apostar os já desistentes Tanäk e o belga Thierry Neuville (Hyundai i20), bem como Ogier, que esta manhã partiu com quatro pneus macios usados na sexta-feira, de forma a ter quatro pneus novos prontos a usar no derradeiro dia.

Ao todo, os pilotos enfrentam 49,47 quilómetros no último dia de prova, divididos pelas especiais de Felgueiras (9,18 km), Montim (8,75 km), Fafe 1 (11,18 km), Felgueiras 2 (9,18 km) e Fafe 2 (11,18 km).

15.ª PC – PORTO/FOZ (3,30 KM)

1.º Dani Sordo/Borja Rozada (Hyundai i20 Coupé WRC), 3,04,1”

2.º Mads Ostberg/Torstein Eriksen (Citroen C2 Rally2), 3’07,8” (1.º RC2)

3.º Takamoto Katsuta/Daniel Barritt (Toyota Yaris WRC), 3’08,4”

4.º Esapekka Lappi/Janne Ferm (VW Polo GTi R5), 3’08,6”

5.º Nikolay Gryazin (VW Polo GTi R5), 3’08,8”

6.º Oliver Solberg/Aaron Johnston (Hyundai  i20 R5), 3’09,2”

7.º Sébastien Ogier/Julien Ingrassia (Toyota Yaris WRC), 3’09,4”

8.º Adrien Fourmaux/Renaud Jamoul (Ford Fiesta WRC), 3’09,4”

9.º Elfyn Evans/Scott Martin (Toyota Yaris WRC), 3’09,8”

10.º Marco Bulacia Wilkinson/Marco Der Ohannesian (Skoda Fabia Rally2 Evo), 3’13,1”

CLASSIFICAÇÃO GERAL, APÓS 15 ESPECIAIS

1.º Elfyn Evans/Scott Martin (Toyota Yaris WRC), 3’07,091”

2.º Dani Sordo/Borja Rozada (Hyundai i20 Coupé WRC), a 10,7”

3.º Sébastien Ogier/Julien Ingrassia (Toyota Yaris WRC), a 1’04,2”

4.º Takamoto Katsuta/Daniel Barritt (Toyota Yaris WRC), a 1’05,7”

5.º Adrien Fourmaux/Renaud Jamoul (Ford Fiesta WRC), a 4’21,8”

6.º Gus Greensmith/Chris Patterson (Ford Fiesta WRC), a 4’28,2”

7.º Esapekka Lappi/Janne Ferm (VW Polo GTi R5), a 8’21,2” (1.º RC2)

8.º Teemu Suninen/Mirkko Markkula (Ford Fiesta Rally2), a 9’01,6”

9.º Mads Ostberg/Torstein Eriksen (Citroen C3 Rally2), 10’46,6”

10.º Nikolay Gryazin/Konstantin Aleksandrov (VW Polo GTi R5), a 11’01,1”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *