Braga escaldante o Group 1 Portugal

Qualificação 1 GROUP 1 – Braga 2020

Qualificação 2 GROUP 1 – Braga 2020

Cidade dos arcebispos recebeu qualificação do Group 1 com um calor extremo, em que Paulo Viera garantiu a “pole position” para a primeira corrida, enquanto a segunda será Ricardo Pereira a sair da primeira linha da grelha.

(auto.look2010@gmail.com)

Este sábado foi dia de realizar as duas sessões de qualificação que vão formar as grelhas de partida para as duas corridas de 20 minutos que se vão realizar este domingo, no Circuito Vasco Sameiro. Se os pilotos pensavam que a maior dificuldade que vinham encontrar era o trabalhoso traçado do Circuito de Braga, o calor extremo rapidamente se tornou na maior dificuldade para todos: pilotos e carros.

A Qualificação 1, em dia de sessões de qualificação, que vão representar o alinhamento da grelha para a primeira corrida deste domingo, Paulo Vieira em Ford Escort RS 2000, foi o mais rápido com um tempo de 1m36.464s e que será o obvio líder da categoria H81-2000. Na segunda posição vai sair o potente Jaguar XJS de André Castro Pinheiro, que lidera a H81-Max e no terceiro lugar da grelha vai estar José Basso em Ford Escort RS2000, o segundo categoria H81-2000. João Matos, em VW Golf GTi vai ocupar o quarto lugar e tem muito próximo o Alfa Romeo Giulia Super 1.6 de João M. Ribeiro, o líder da categoria H71-1600, que também terá que se preocupar com o BMW 1600 Ti de Nuno Breda que disputa a mesma categoria.

O mirense António Fresco será o sétimo da grelha no estonteante Ford Capri V6, que lhe serve também para ser o segundo da categoria H81-Max, embora tenha que se aplicar na corrida já que José Carvalhosa no eficaz Porsche 924 Turbo, realizou o oitavo tempo a apenas 0,123 segundos e luta na mesma categoria H81-Max. Rui Carvalho será o nono da grelha, a escassos 0.063 segundos de José Carvalhosa, embora lute numa categoria diferente: a H81-2000, onde ocupa o terceiro lugar.

De seguida começam a surgir os cinco bravos da Production Cup que alinharam nesta corrida de Braga, onde todos tentam levar a melhor com os idênticos Datsun 1200 ex-Troféu. Pedro Reis aparece a liderar o pelotão com 1m48.305s e em segundo lugar está o líder da competição, Tomás Pinto Abreu.

Rui Castro é o terceiro desta Production Cup, a menos de meio segundo, mas depois surge o Autobianchi A110 de Abel Marques, que disputa a categoria 1052 e anda intrometido no grupo dos Datsun 1200. António Lopes é o quarto dos Production Cup, que tem a escassas centésimas de segundo Guillermo Velasco, que fecha o pelotão do Group 1 Portugal.

A Qualificação 2, segunda sessão e com o calor ainda a fazer mossa na forma como pilotos e carros enfrentavam o circuito bracarense, Ricardo Pereira impôs o seu Ford Escort RS 2000 na “pole position” para a corrida 2, com o tempo de 1m34,6s, relegando o detentor da “pole” da corrida 1, Paulo Vieira, também em Ford Escort RS 2000, para o segundo lugar, mesmo que este tenha baixado o seu tempo de qualificação.

No terceiro lugar surge então o espectacular Jaguar XJS V12 de André Castro Pinheiro, que mantém primeiro lugar da H81-Max e no quarto lugar um fantástico VW Golf Gti, do regressado à competição Manuel Cabral Menezes, que luta na categoria H81-1600. De seguida surge o líder da H71-1600, o jovem Nuno Breda, que com o seu BMW 1600 Ti deixou atrás de si o seu rival mais directo, Miguel Ribeiro, em Alfa Romeo Giulia Super 1.6, dupla que dará uma interessante luta na corrida de amanhã. Rui Carvalho registou o sétimo tempo no seu Porsche 924 e logo atrás do mirense José Fresco no impressionante Ford Carpi V6, a apenas meio segundo.

Igualmente interessante vai ser ver o pequeno endiabrado Autobianchi A112 Abarth de Abel Marques, que fez um tempo muito próximo do Capri dos irmãos Fresco e pode surpreender no circuito contorcido de Braga, enquanto Piero Dal Maso no seu Porsche 924 Turbo vai sair mais atrás por ter tido alguns problemas técnicos no modelo alemão.

Começam, então, a surgir os espectaculares Datsun 1200 ex-Troféu da Production Cup e desta vez é Francisco Freitas a liderar o pelotão, seguido por Tomás Pinto Abreu, novamente em segundo lugar da Production Cup, enquanto em terceiro surge um ambicioso Paulo Costa. No quarto posto dos Datsun 1200, José Arantes, que fecha a grelha com João Faria, todos, claro, em Datsun 1200.

Este domingo, o Group 1 Portugal entra em acção às 11h25 para a corrida 1 e às 15h55 para realizar a corrida 2 deste fim-de-semana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: