Bottas mais rápido em sessão de paragens

Valtteri Bottas foi o mais rápido em sessão marcada por paragens. O finlandês da Mercedes terminou o primeiro dia da Fórmula 1 Heineken Grande Prémio de Portugal como o único piloto a baixar ao segundo 17 nas duas sessões de treinos livres.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com) – Fotos: PAULO MARIA / DPPI

O facto de a Fórmula 1 estar num circuito novo, do qual as equipas não têm nenhuma referência, obrigava a um intenso trabalho nas duas sessões de treinos livres, para os engenheiros descobrirem quais as melhores soluções para o traçado algarvio, mas a segunda acabou por ficar longe daquilo que as equipas desejavam.

Primeiro foi a “obrigação”, imposta pela Pirelli, de, durante a primeira meia-hora, os pilotos utilizarem os pneus que serão utilizados em 2021, para a marca italiana perceber se está, ou não, no caminho certo, o que limitou o programa de trabalhos das equipas, embora elas soubessem o que as esperava.

O que não estava programado eram as duas interrupções, a primeira provocada pelo incêndio do carro de Pierre Gasly (Alpha Tauri/Honda) e a segunda pelo “toque” entre o holandês Max Verstappen (Red Bull/Honda) e o canadiano Lance Stroll (Racing Point/Mercedes), na curva 1, que se desentenderam, com o carro do canadiano a ficar na escapatória, o que implicou a sua retirada do local.

Como consequência houve cerca de menos 20’ de trabalho e parte dos programas idealizados ficaram por cumprir, o que vai implicar uma maior dose de trabalho na sessão matinal de amanhã, que antecede a sessão de qualificação.

Indiferente a tudo isso, o finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) voltou a ser o mais rápido, sendo o único a chegar ao segundo “17”, à frente de Max Vertappen e do inglês Lando Norris (McLaren/Renault).

Na segunda sessão, os Ferrari colocaram-se no lote dos 10 mais rápidos, com o monegasco Charles Leclerc (Ferrari) a repetir o quarto lugar matinal, enquanto o alemão Sebastian Vettel (Ferrari) colocava-se na sexta posição, com o espanhol Carlos Sainz (McLaren/Honda) a separá-los.

À frente do inglês Lewis Hamilton (Mercedes), que desta vez não foi do oitavo tempo, tendo sido um dos pilotos que não melhorou o tempo feito da manhã, ainda que tenha sido prejudicado pelas bandeiras vermelhas, quando estava numa volta rápida, ficou o francês Pierre Gasly (Alpha Tauri/Honda), com o francês Esteban Ocon (Renault) e o inglês George Russell (Williams/Mercedes) a fecharem o lote dos 10 mais rápidos.

TEMPOS DOS TREINOS

PILOTO CARRO MOTOR 1.º TREINO 2.º TREINO
Valtteri Bottas Mercedes W11 Mercedes 1’18,410″ 1’17,940″
Max Verstappen Red Bull RB16 Honda 1’19,191″ 1’18,535″
Lando Norris McLaren MCL35 Renault 1’20,207″ 1’18,743″
Charles Leclerc Ferrari SF1000 Ferrari 1’19,309″ 1’18,838″
Carlos Sainz McLaren MCL35 Renault 1’19,441″ 1’19,113″
Sebastian Vettel Ferrari SF1000 Ferrari 1’20,200″ 1’19,175″
Pierre Gasly Alpha Tauri AT01 Honda 1’20,124″ 1’19,178″
Lewis Hamilton Mercedes W11 Mercedes 1’18,479″ 1’19,308″
Esteban Ocon Renault RS20 Renault 1’21,673″ 1’19,496″
George Russell Williams FW 43 Mercedes 1’21,374″ 1’19,821″
Sergio Perez Racing Point RP20 Mercedes 1’19,907″ 1’19,901″
Daniel Ricciardo Renault RS20 Renault 1’20,058″ 1’19,987″
Alexander Albon Red Bull RB16 Honda 1’19,365″ 1’19.643″
Nicholas Latifi Williams FW 43 Mercedes 1’22,054″ 1’20,465″
Kimi Raikkonen Alfa Romeo C39 Ferrari 1’19,954″ 1’20,490″
Kevin Magnussen Haas VF-20 Ferrari 1’20,846″ 1’20,680″
Danill Kvyat Alpha Tauri AT01 Honda 1’20,278″ 1’20,729″
Romain Grosjean Haas VF-20 Ferrari 1’21,169″ 1’20,867″
Lance Stroll Racing Point RP20 Mercedes 1’20,954″ 1’20,983″
Antonio Giovinazzi Alfa Romeo C39 Ferrari 1’21,009″ 1’21,396″

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: