Boa prescrição apesar dos enigmas em Diriyah

Num fim-de-semana em que se esperava a conquista de muitos pontos por António Félix da Costa, dado o andamento demonstrado em pista, o piloto da DS Techeetah somou três.

(auto.look2010@gmail.com)

A DS Techeetah viveu mais uma jornada difícil em Diriyah, com um pódio à vista para António Félix da Costa, que acabou por não acontecer devido a uma penalização, e que o levou a terminar na 10.ª posição. O seu companheiro de equipa, Jean-Éric Vergne, teve de mudar de bateria na sequência de um incidente ao início da manhã, forçando-o a partir praticamente do fundo da grelha, mas acabou por terminar em 8.º.

A segunda corrida da sexta temporada teve uma primeira metade bastante emocionante, com António Félix da Costa no comando do grupo de qualificação. Dando o máximo no seu DS E-Tense FE20, o piloto português falhou por pouco a “super polé” e arrancou em 5.º, encetando uma espectacular recuperação até à segunda posição, antes da penalização.

JEAN-ÉRIC VERGNE (8.º LUGAR)

«Esta corrida foi sempre extremamente difícil, pois tinha esse grande “handicap” que é arrancar dos últimos lugares da grelha, a que se juntou uma paragem forçada de 10 segundos por penalização. Com a entrada do “safety car”, consegui juntar-me ao grupo da frente e manter a oitava posição até final. Foi muito emocionante ultrapassar tantos pilotos e vivi um grande momento quando ultrapassei dois carros em curva, por duas vezes consecutivas. Diverti-me bastante, mas não era apenas diversão que queria trazer deste fimdesemana. Vamos voltar a casa e reunir os nossos esforços para trabalhar arduamente e ultrapassarmos, em conjunto, este momento difícil».

ANTÓNIO FÉLIX DA COSTA (10.º LUGAR)

«Mesmo sem obter os resultados que queríamos, há muitos aspectos positivos a retirar deste fim-de-semana. Ser o mais rápido nos treinos livres, obter uma boa qualificação, recuperar posições em prova, até ao segundo lugar e lutar pela vitória na corrida, são provas mais do que positivas de que temos um bom andamento e um propulsor eficiente. Demonstra também que contamos com uma boa e eficaz arma para enfrentar esta longa e competitiva temporada. Infelizmente, tive uma penalização devido a um incidente no início da corrida que, em minha opinião, foi impossível de evitar. No entanto, estou muito confiante e ansioso pela próxima corrida».

A próxima corrida do Mundial de Fórmula E está marcada para 18 de Janeiro de 2020, em Santiago, no Chile.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação